Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Márcio Matos
Márcio Matos
12 Set, 2019 - 15:43

Couchsurfing: viajar sem gastar (muito) dinheiro

Márcio Matos

O couchsurfing é uma opção valiosa para todos os amantes de viagens que pretendem explorar as riquezas do mundo, sem gastar muito dinheiro.

Couchsurfing: viajar sem gastar (muito) dinheiro

Uma das melhores coisas que podemos fazer na vida é mesmo viajar. Alguns colocarão esta atividade mesmo no topo das suas prioridades, enquanto outros colocarão viajar pelo mundo noutros degraus do pódio. O couchsurfing pode ser uma solução muito em conta.

Certo é que todos, mas mesmo todos, acharão que viajar de forma gratuita é melhor do que viajar de forma não gratuita. Ora, viajar normalmente sai caro e ter a possibilidade de conhecer o mundo sem gastar fortunas pode revelar-se uma doce tentação. Por isso, é compreensível o sucesso que o couchsurfing tem conhecido um pouco por todo o mundo. Perceba melhor.

Fique a saber tudo sobre couchsurfing

férias couchsurfing

O couchsurfing é um sítio na internet, no qual pessoas provenientes de diversas partes do mundo podem fazer uma espécie de troca de alojamento, isto é, disponibilizarem a sua casa para hospedagem, enquanto alguém de outro ponto do globo disponibiliza a sua, para os mesmos efeitos.

Pode ser-se anfitrião (ou seja, receber pessoas na própria casa); ou ser-se recebido. Este conceito revela-se uma estratégia brilhante para os viajantes que querem conhecer o mundo, sob o lema: mi casa, es su casa. E, tal como respeitamos muito a nossa casa, devemos respeitar a dos outros. Se for anfitrião, também é crucial fazer com que respeitem a sua casa.

Perfil

Uma das bases importantes de uma plataforma desta natureza é a confiança. As pessoas vão abrir-nos a porta de sua casa, por isso é importante dedicar tempo na criação de um perfil que inspire a máxima confiança. Dar-nos a conhecer, é partilhar quem nós somos, o que gostamos e não gostamos, o que amamos e detestamos.

Demonstrar que já viajamos e vivenciámos experiências do género também pode ser positivo. E, por que não, partilhar fotos dessas experiências e viagens? Ter recomendações também é importante. Se for a sua primeira viagem, pode sempre solicitar a um amigo, já usuário de couchsurfing, que deixe a sua opinião.

Identificação

Uma das grandes vantagens deste sistema é a de criar uma proximidade com o outro, estabelecer uma relação de cumplicidade ou mesmo amizade, de forma a que essa experiência se volte a repetir ou, pelo menos, que consiga boas recomendações.

Por isso, ler o perfil com toda a atenção e escolher pessoas com gostos e personalidades próximas, pode revelar-se uma opção sensata e evitar algumas surpresas negativas.

Consideração

Criar um texto e fazer copiar/colar (fazer mensagens standard, ou seja, iguais para todos) pode revelar-se uma estratégia desastrosa a todos os níveis. Solicitar uma hospedagem deve ser considerada uma ação muito séria e fruto de muita ponderação. Assim, leia atentamente o perfil e, na sua mensagem, dê a entender que viu o perfil.

Tente colocar-se no lugar do anfitrião e responda por que razão pode ser vantajoso e interessante darem sequência ao desejo de hospedagem. É importante valorizar a casa e a pessoa que contacta. Quem recebe deve sentir-se especial e único.

Antecipação

É importante não se precipitar e ponderar bem as diferentes opções. É igualmente crucial não deixar as decisões para o último segundo. Uma operação destas leva tempo. As pessoas necessitam de organizar tudo com alguma antecedência, de forma a que tenham tudo o que é indispensável, no momento de receber os hóspedes.

Um mês de antecedência pode ser uma distância temporal interessante, suficiente para organizar tudo o que envolve fazer uma hospedagem. Do mesmo modo, fazer uma solicitação com antecedência a mais, isto é, com tempo a mais para organizar tudo, pode também tornar-se contraproducente.

Segurança

Ser incauto pode sujeitá-lo a ser enganado. É indispensável precaver-se e colocar a segurança no topo das prioridades. Se vamos para uma casa e um local que desconhecemos, há riscos envolvidos que podem ser reduzidos com a procura de mais informação.

Um anfitrião que tem um perfil com muitas recomendações é preferível a um que não tem quaisquer referências. Conferir todas as informações dadas (Google, Google Maps, etc.), se há declarações que não se revelam verdadeiras (morada, fotos),… são passos essenciais para perceber se deve ou não confiar naquilo que lhe é dito. Basta uma mentira para tingir toda a credibilidade construída, seja da parte do hóspede, seja do anfitrião.

Dedicação

Tal como na vida real, a criação de amigos pode revelar-se bastante vantajosa. Ser amigável, simpático, verdadeiro, genuíno permite criar as pontes necessárias para um relacionamento sólido e de confiança. Dar-se a conhecer ao anfitrião, é reconhecer que este compromisso de ambos permite que as vantagens sejam mútuas.

O anfitrião pode não ter qualquer desejo de comunicar consigo, mas também pode ter interesse em mostrar o que de melhor a cidade tem, em revelar os melhores locais para visitar ou dar a conhecer os restaurantes que são imperdíveis. Se assim for… aproveite!

É de um tremendo bom gosto aparecer com um presente que revele um pouco de quem nós somos e de onde viemos. Causa uma excelente primeira impressão e é uma ajuda preciosa na construção dos alicerces de uma amizade.

Anfitrião

Uma boa forma de conhecer por dentro todo o processo que envolve o couchsurfing é, primeiramente, tornar-se em anfitrião. Assim, antes de se arriscar numa viagem, receba primeiro pessoas na sua casa. Um bom anfitrião recebe bem, mas é claro e estabelece regras básicas. Dar espaço e ser flexível também se revela importante.

Pode conferir aqui a Couchsurfing Travel App.

Veja também