Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Inês Pereira
Inês Pereira
22 Out, 2019 - 12:37

Dar banho ao gato: proibido ou aconselhável?

Inês Pereira

Conhecidos pelo seu apreço pela higiene, os gatos raramente são tratados como os cães no que se refere ao banho. Afinal, dar banho ao gato é ou não seguro?

Gato a tomar banho

Bastante diferentes dos cães, os gatos são conhecidos pela sua independência, traquinice e, claro, higiene. Contudo, sempre que se fala em felinos e banhos na mesma frase as reações são de espanto e até negação.

Afinal, os gatos nem sequer gostam assim tanta de água, não é? Ora, fique saber que dar banho ao gato não é, de todo, proibido e que, por vezes, é até bastante recomendável.

Prepare-se para uma tarefa que, apesar de necessária, pode ser complicada. A pele dos gatos é bastante sensível em relação à temperatura da água, pelo que é necessária alguma paciência e perícia. Tome agora nota de todas as dicas.

Saiba tudo sobre dar banho ao gato

gato a lamber o próprio pelo
Os gatos são muito ciosos da sua higiene

Vistos como um dos animais mais asseados, o felino tem o hábito de tratar da própria higiene de forma autónoma. Fazem-no recorrendo à língua, que possui pequenos e finos filamentos que se fazem com que se assemelhe a uma espécie de escova.

Se em tempos se pensou que dar banho ao gato era estritamente proibido, hoje em dia sabe-se que, por vezes, é mesmo necessário e não acarreta qualquer problema.

Isto significa que existem situações em que pode lavar o seu fiel amigo: sempre que o animal tiver o pelo sujo, quando tiver um problema que obrigue a utilização de champô medicinal (como pulgas ou uma doença, por exemplo) ou quando, por algum motivo, o animal não conseguir fazer a sua higiene sozinho.

O mais complicado será, provavelmente, habituar o animal ao processo de tomar banho sem que se sinta sob stress.

Para isso, o melhor é apresentar o felino ao banho logo desde pequeno, altura em que se encontra na fase de socialização. Contudo, é importante referir que banhos frequentes podem ser prejudiciais para a pele do gato, pelo que a lavagem deve ocorrer apenas quando for necessário.

Não perca A cauda do gato: atente aos sinais do seu amigo felino

Dicas para dar banho ao gato

Em primeiro lugar, é importante que não dê banho ao gato com intervalos inferiores a cerca de 2 meses. No entanto, o tempo entre banhos depende também da reação da pele ao processo e do estado do pelo, claro.

Posto isto, existe um conjunto de dicas que pode seguir para que tudo corra o melhor possível:

  • coloque o gato com cuidado na banheira;
  • mantenha-se calmo para não transmitir stress ao animal;
  • tenha cuidado para que não entre água para os ouvidos do animal;
  • coloque um tapete antiderrapante na banheira para que o gato não escorregue e para ter onde cravar as unhas sem causar danos;
  • deixe que o animal se ambiente à banheira e à água antes de começar o banho;
  • use produtos de banho adequados para gatos;
  • não use secador de cabelo no gato;
  • transforme o banho numa experiência positiva e ofereça uma recompensa no final.

Independentemente destas dicas deve sempre consultar um veterinário para garantir o bem-estar do seu gato e ter o melhor aconselhamento possível.

Veja também