Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
08 Set, 2020 - 11:45

Dentição: calendário dos dentes de leite e definitivos

Teresa Campos

O desenvolvimento da dentição faz parte do crescimento do bebé, da criança, do adolescente e do jovem adulto. Fique a conhecer as suas diferentes fases.

menina a sorrir e com dentição de transição

O desenvolvimento da dentição conhece duas etapas essenciais. A primeira que é caraterizada pelo surgimento dos dentes chamados de leite; e a segunda que traz os dentes ditos definitivos.

Pode considerar-se que o desenvolvimento da dentição começa ainda durante a gestação, período em que é preparada a formação dos dentes de leite. Claro que a erupção desses dentes só acontece meses depois do bebé nascer, constituindo um marco na sua evolução, já que com o aparecimento dos dentes a criança começa a poder experimentar alimentos semi-sólidos e sólidos. Saiba mais

Desenvolvimento da dentição: primeiros passos

O desenvolvimento da dentição permite que o bebé adquira novas competências motoras (como a coordenação mão-boca) e sociais, passando a participar mais ativamente nas rotinas familiares, como as refeições.

Contudo, convém lembrar que o rompimento dos dentes pode ser um momento doloroso e, por isso, criar na criança irritabilidade, choro, salivação e eczema tanto na boca, como no ânus. Este incómodo pode ser aliviado recorrendo a mordedores e a géis próprios, que refresquem a boca do bebé e o ajudem a coçar a gengiva. Nenhum destes produtos deve ter açúcares adicionados.

1ª dentição (ou dentição de leite ou decídua)

  • 4 meses-20 meses: 8 dentes incisivos (geralmente, os primeiros incisivos costumam surgir entre os 6 e os 8 meses e correspondem aos incisivos centrais inferiores.  Depois,  entre os 8 e os 12 meses costumam romper os incisivos centrais superiores);
  • 12 meses-22 meses: 4 primeiros molares;
  • 14 meses-24 meses: 4 caninos;
  • 16 a 36 meses: 4 segundos molares.

Assim, feitas as contas, a 1ª dentição fica completa cerca dos 3 anos de idade da criança, com um total de 20 dentes.

2ª dentição (ou dentição definitiva)

  • 5-7 anos: 4 novos primeiros molares;
  • 7-8 anos: 8 novos incisivos;
  • 8-9 anos: 4 novos pré-molares;
  • 9-13 anos: 4 novos caninos e 4 novos pré-molares;
  • 12 anos: 4 segundos molares;
  • 16-25 anos: 4 terceiros molares (também conhecidos como dentes do siso).

Portanto, a dentição definitiva fica completa aos 25 anos de idade, aproximadamente, com um total de 32 dentes.

Funções dos dentes

Cada tipo de dente tem uma finalidade específica. Apesar de todos eles contribuírem para funções básicas, como a mastigação, cada dente tem um “papel a representar”.

  • Incisivos: estes dentes servem, essencialmente, para cortar os alimentos;
  • Caninos: como são dentes pontiagudos, eles são capazes de rasgar os alimentos;
  • Pré-molares: estes dentes têm como propósito principal triturar os alimentos;
  • Molares: a sua forma lisa permite que estes dentes triturem e mastiguem os alimentos;
  • Sisos: também designados de terceiros molares, estes dentes não têm, muitas vezes, uma função específica, pelo que são frequentemente extraídos, até para não interferirem no correto alinhamento dos maxilares.
mulher e menina a escovarem os dentes

Cuidados e precauções com os dentes

Mesmo antes de os dentes romperem, é importante higienizar regularmente a boca do bebé. Para isso, pode usar nas gengivas da criança um pouco de gaze ou uma dedeira humedecida em água filtrada.

Depois do primeiro dente romper, deve começar logo a escovar os dentes da criança, após as suas refeições e antes dela ir dormir. Para isso, use uma escova macia e com cerdas arredondadas e pasta de dentes, tudo adequado à dentição e idade do bebé.

A partir dos 4 anos de idade, pode começar a permitir que a criança escove os dentes sozinha, embora seja importante supervisionar a quantidade de pasta dentífrica utilizada, assim como o modo de escovagem do pequeno.

Depois dos 6 anos de idade, as crianças podem começar a usar as pastas de dentes dos adultos, devendo escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia (de manhã e à noite), durante aproximadamente 2 minutos.

Mulher sem dentes amarelos e manchados
Veja também 5 dicas para evitar dentes amarelos e manchados

Primeira consulta dentária

Apesar da primeira ida ao dentista estar muito associada à entrada para a escola primária e à idade dos 5/6 anos, a Academia Europeia e a Academia Americana de Odontopediatria aconselham a levar a criança ao dentista, assim que lhe nasça o primeiro dente.

Esta primeira visita ao dentista pode servir, sobretudo, para habituar o pequeno a esse profissional e a esse tipo de consultório médico. Para isso, é recomendado que leve o seu filho a um dentista especializado no atendimento a crianças, ou seja, a um dentista pediátrico.

Veja também