Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
23 Abr, 2020 - 10:14

Dicas de estudo para os alunos que estão agora o ensino à distância

Catarina Milheiro

Há dicas de estudo que podem ser seguidas para otimizar os resultados escolares. Aprender a estudar, é essencial.

jovem ao computador a estudar segundo as dicas de estudo consultadas

Numa fase como esta, em que o ensino à distância é crucial para que se consigam prosseguir os estudos, é importante ficar a par de algumas dicas de estudo que possam ser úteis para otimizar os resultados escolares.

Na verdade, quando sabe organizar-se, quando sabe gerir bem o tempo, quando faz resumos de forma correta e compreende aquilo que lê, os resultados são também muito mais positivos.

Sabemos que há ainda todo um processo de adaptação a este método de ensino. Por isso mesmo, queremos facilitar a vida de todos os que estão a fazer um esforço para manter bons resultados na escola.

Confira, então, as dicas de estudo que temos e coloque-as em prática!

9 DICAS DE ESTUDO FUNDAMENTAIS

Existem algumas dicas de estudo que podem realmente ajudar a manter e melhorar os resultados escolares.

Não saber como estudar, pode representar alguma ansiedade e desconforto, especialmente nos mais novos. Aprender a retomar o ritmo escolar a partir do ensino à distância é uma tarefa muito mais fácil quando se colocam em prática algumas dicas de estudo essenciais.

criança a estudar
1

Escolher um local adequado para o tempo de estudo

A escolha do local é realmente um aspeto importante quando o assunto é o estudo. Se possível, escolha um lugar em sua casa que não tenha habitualmente muito movimento, bem iluminado e arejado, confortável, organizado e que seja favorável à concentração.

2

Estabelecer um horário semanal

Uma das dicas de estudo mais eficazes é o facto de estabelecer um horário semanal onde inclui todos os trabalhos de casa, as datas dos testes e exames e possíveis atividades de lazer.

Não se esqueça que é muito importante colocar algumas horas de lazer nesse horário. Desta forma, os seus filhos não se sentirão demasiado pressionados quando observarem o cronograma de estudos semanal.

3

Manter o sono em dia

Para que os estudos sejam eficazes, é também necessário que durma em média 8 horas diárias. Para além disso, fazer uma alimentação saudável e equilibrada pode ser também um fator decisivo.

4

Estudar com regularidade

Organizar-se e não deixar acumular as tarefas diárias e o estudo de cada disciplina, fará toda a diferença no desempenho do aluno.

Evite adiar tarefas e cumpra a planificação que fez no início da semana para que seja possível manter um ritmo de estudo produtivo. Repare, quando deixa acumular demasiados conteúdos para estudar, a tendência é para se sentir pressionado e ansioso.

5

Esclarecer dúvidas com os professores e colegas

À medida que os conteúdos vão sendo dados durante as aulas, é importante que os alunos não tenham medo de questionar os professores. Se os seus filhos são mais pequenos e sente que os deve ajudar neste processo, mostre que não há qualquer problema em questionarem o professor durante a aula.

É importante que o aluno fique sem dúvidas à medida que a matéria vai sendo lecionada. Assim, conseguirá tornar o seu estudo num processo muito mais fácil.

6

Tirar apontamentos durante as aulas

Uma das dicas de estudo mais eficazes é o facto de o aluno tirar apontamentos durante as aulas.

Sabemos que o ensino à distância é um método um pouco diferente do habitual. Contudo, os alunos devem apontar numa folha alguns aspetos que considerem importantes ao longo da aula virtual.

7

Fazer resumos

A partir do momento em que o aluno tira os seus apontamentos e vai questionando o professor com todas as suas dúvidas, é muito mais fácil começar a fazer os seus resumos.

Os resumos podem ter utilidade para estudar para testes e exames, pois tornam o estudo mais focado, salientando-se os pontos essenciais a reter, para que nada importante fique de fora.

Os resumos devem ser elaborados à medida que a matéria vai sendo dada, e não apenas nas vésperas de teste ou exame.

8

Utilizar o método da autoexplicação

Este é um método que poderá ser bastante útil para matéria mais teórica. Trata-se de ler o conteúdo de um texto e tentar explicá-lo a si mesmo, usando as suas próprias palavras, como se estivesse a dar uma aula.

O aluno deve repetir esta tarefa várias vezes, até se dar conta de que a matéria já está completamente assimilada.

9

Fazer vários exercícios

Resolver exercícios práticos das matérias que está a estudar poderá ser uma ótima forma de aprendizagem, principalmente em disciplinas menos teóricas e mais objetivas.

Por isso, resolver vários testes, provas e exames de anos anteriores é uma excelente forma de compreender se, de facto, já entendeu os conteúdos que precisa de conhecer realmente bem.

A sua família está protegida em casa contra o COVID-19?

Assegure também a estabilidade financeira da sua família
em situações imprevistas.

ESTUDAR EM CASA: ALGUMAS PLATAFORMAS E SITES QUE PODEM SER ÚTEIS

Agora que já conhece as nossas dicas de estudo, pode ainda aproveitar para tomar conhecimento de alguns sites e plataformas que poderão também ser bastante úteis e auxiliar o estudo.

Se aceder ao site da Direção-Geral da Educação, clicar no separador “Recursos Educativos” e seguidamente em “Recursos Multimédia online”, encontrará uma série de recursos em CD-ROM, para diversas idades, entre os quais:

  • MACS- Matemática aplicada às Ciências Sociais: materiais de apoio;
  • Clic Mat: atividades interativas de matemática dirigidas a alunos do 1.º ao 9.º anos;
  • Vamos Escrever: projetos de escrita interativa;
  • English is fun;
  • À descoberta do ambiente;
  • Ciências Físicas e Naturais.

Em relação aos Recursos e Tecnologias educativas, pode também visitar o site da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas e a Plataforma de Recursos TIC.

Aqui encontrará diversas atividades lúdicas, webinars, estudos, recursos didáticos e até ferramentas digitais para todas as idades.

Para além disto, existem ainda as seguintes plataformas que estão já a ser utilizadas por muitos alunos:

  • ZOOM;
  • Escola Virtual, da Porto Editora;
  • Youtube – o #EstudoEmCasa chega ao YouTube através de 5 novos canais, com aulas para crianças e jovens da Educação Pré-escolar ao ensino secundário, validados pela DGE;
  • App Windows;
  • Google Classroom;
  • Aula Digital, da Leya.

Se está preocupado com o facto de os seus filhos terem agora que lidar com dispositivos eletrónicos com acesso à internet, saiba que a Direção-Geral da Educação, em articulação com o Centro Nacional de Cibersegurança e a Comissão Nacional de Proteção de Dados, disponibiliza um conjunto de recomendações e de orientações, a ter em conta na utilização das tecnologias de suporte ao ensino a distância.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins.