ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Catarine Martins
Catarine Martins
01 Out, 2021 - 11:20

Dormir com o cabelo molhado faz mal? Descubra tudo

Catarine Martins

Muito provavelmente já ouviu dizer que dormir com o cabelo molhado faz mal. Mas, será que é verdade? E se for, qual a razão para ser prejudicial?

Dormir com o cabelo molhado

É muito provável que já tenha ouvido dizer que dormir com o cabelo molhado faz mal. Todos crescemos com esta ideia, mas será que é verdade? Ou será que não passa de um mito, passado de geração em geração?

Partilhamos tudo consigo abaixo. Venha daí e confira.

Dormir com o cabelo molhado faz mal?

A verdade é que sim, faz. Por mais que nos apeteça chegar a casa, tomar um banho relaxante, e deitar logo a seguir porque estamos com preguiça de secar o cabelo, não devemos fazê-lo a bem da saúde capilar.

Com efeito, quando dormimos com o cabelo molhado ou muito húmido, os fios ficam mais frágeis, perdendo a sua camada protetora. Ficam, por isso, mais suscetíveis à quebra, uma vez que há atrito com a almofada enquanto dormimos. Consequentemente, a longo prazo, o cabelo tornar-se-á frágil, quebradiço, baço e sem vida. Tudo aquilo que não queremos, certo?

Muitas vezes, algumas pessoas que procuram um cabelo bonito e saudável não conseguem tê-lo, precisamente por terem este hábito de dormir com o cabelo molhado. Se é o seu caso, vale a pena rever o seu comportamento e passar a secar o cabelo antes de dormir, para ter fios bonitos, brilhantes e saudáveis.

Dormir com o cabelo molhado: o problema dos fungos

Contudo, esta não é a única consequência má que advém do facto de dormirmos com o cabelo molhado. Assim, se estava a pensar que não se importa em ter um cabelo bonito, saiba que os malefícios de dormir com o cabelo molhado vão muito além disso.

Quando o cabelo está molhado e dormimos com ele assim, cria-se um ambiente ideal para a proliferação de fungos e bactérias. Sim, leu bem. E se a esta altura se está a perguntar o que isso pode provocar, saiba que nada de bom.

Em primeiro lugar, pode provocar infeções fúngicas e outros problemas ao couro cabeludo como caspa, dermatite, feridas ou comichões. Nesse sentido, e uma vez que o ambiente criado pelos cabelos húmidos é propenso ao desequilíbrio do pH do couro cabeludo, é ainda possível que se desenvolva uma infeção mais grave como a dermatite seborreia, que pode ter como sintomas as feridas graves no couro cabeludo e a queda dos fios de cabelo.

Em alguns casos, a infeção pode alastrar-se ao pescoço e a outras regiões do corpo como as costas, o que é bastante desconfortável.

Um outro problema que vale a pena ter em consideração, quando se dorme com o cabelo molhado, são os nós com que vai acordar no dia seguinte, e que podem ser muito dolorosos de desfazer.

Nesse sentido, e se já tem cabelo fino, dormir com o cabelo húmido vai deixá-lo todo embaraçado, o que acabará por ser um pesadelo na manhã seguinte. Assim, o tempo que não quis perder a secar o cabelo, vai acabar por perder a desembaraçá-lo.

máscaras para cabelos secos
Veja também 5 boas máscaras para cabelos secos que deve mesmo usar

Dormir com o cabelo molhado: há solução?

Por mais que goste da ideia de tomar banho e dormir logo a seguir, acredite, não o deverá fazer. Seque o cabelo com uma toalha logo a seguir ao banho, aplique protetor térmico e seque com o secador, nem que seja ao de leve.

Isto vai assegurar a saúde dos fios e também a saúde do couro cabeludo. Mais do que uma questão estética, que também é muito importante, secar o cabelo antes de dormir é uma questão de saúde.

Como vê, dormir com o cabelo molhado é uma péssima ideia. Pode fazê-lo pontualmente de tempos a tempos, mas nunca deverá fazer disso um hábito, a bem da saúde dos fios de cabelo e também do couro cabeludo.

Veja também