Fernanda Silva
Fernanda Silva
22 Jun, 2016 - 08:27
HUB de Biotecnologia vai contratar mais de 100 investigadores

HUB de Biotecnologia vai contratar mais de 100 investigadores

Fernanda Silva

Parceria entre a Universidade Católica e uma empresa norte-americana vai criar um HUB de Biotecnologia e um centro de europeu de bioprodutos.

O artigo continua após o anúncio

{%%affiliation_html_715%%}Potenciar a capacidade de desenvolvimento de bioengenharia em Portugal, criando um importante centro europeu de I&D+I em bioprodutos é a meta do protocolo estabelecido entre a Universidade Católica e a empresa. Os objetivos chave passam mesmo pela criação de emprego científico para investigadores e oportunidades de negócio em Portugal e na Europa.

Este HUB de Biotecnologia que vai nascer na Escola Superior de Biotecnologia do Porto prevê um investimento de cerca de 50 milhões de euros, nos próximos cinco anos, e a contratação de mais de 100 investigadores.

Esta plataforma de colaboração vai permitir trazer a tecnologia da Amyris – que converte açúcares em moléculas renováveis com múltiplas aplicações, que vão desde cosméticos e fragrâncias a produtos biofarmacêuticos ou ainda dirigidos ao setor de alimentar, de combustíveis e lubrificantes – ao centro de investigação do Porto. A aposta passará pelo desenvolvimento de projetos de investigação; realização de contratos com empresas na Europa para produção sustentável de compostos bioativos chave; e pela promoção de programas de formação avançada no domínio da Biotecnologia para alunos de mestrado e doutoramento.

O HUB de Biotecnologia espera atrair pensamento científico de excelência de investigadores portugueses, a até chamar os que estão fora do país, e desenvolver conhecimento de ponta que será depois transferido para o setor industrial, aumentando a competitividade das empresas.

Para saber mais vá consultando o portal da ESB.
{%%affiliation_html_716%%}
Veja também: