ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
24 Mar, 2022 - 00:01

6 dicas para escolher uma empresa de gestão de condomínio

Catarina Milheiro

Uma empresa de gestão de condomínio pode evitar ou causar dores de cabeça. Saiba como escolher e fazer uma decisão acertada

empresa de gestão de condomínio

Para todos os que vivem num prédio, contratar uma empresa de gestão de condomínio é, definitivamente, um aspeto que pode mesmo fazer toda a diferença.

Na verdade, para gerir um condomínio é necessário que exista tempo e disponibilidade para lidar com toda a responsabilidade e conflitos que possam surgir. Por isso mesmo, muitos condóminos acabam por contratar uma empresa externa para realizar este tipo de serviço.

Nem sempre é fácil escolher uma empresa de gestão de condomínio. Afinal, a partir do momento em que os moradores optam por o fazer, passam automaticamente as responsabilidades financeiras, administrativas e de gestão para as mãos de alguém que não conhecem.

O que significa que é preciso existir confiança na empresa que irá contratar. Para o ajudar neste processo, listamos alguns passos essenciais. Fique connosco.

reunião de condomínio

Empresa de gestão de condomínio: como escolher

6 dicas

Precisa de escolher uma empresa de gestão de condomínio para o seu prédio, mas não sabe muito bem como o deve fazer? Siga as dicas que temos para si.

1.

Peça orçamentos

Se pretende contratar um serviço de gestão e administração de condomínio, deve começar por pesquisar várias empresas na sua área e selecionar entre 3 a 4 para pedir orçamentos e propostas.

Assim que receber as propostas, compare muito bem os valores apresentados com os serviços e vantagens que cada uma oferece. Para além disto, identifique de imediato alguns prós e contras e reduza a sua escolha para duas empresas.

No fundo, a escolha final deverá ter como base alguns fatores como o os serviços incluídos, o valor mensal, o modo de operação, as condições contratuais, referências, entre outros.

No entanto, não se esqueça que a decisão deve ser feita pela assembleia de condóminos. Por isso, se optar por ser a pessoa que vai tratar da pesquisa por empresas e orçamentos, certifique-se de ser sempre transparente com todos.

2.

Selecione os serviços

Como já referimos, é extremamente importante que se informe sobre o tipo de serviços que as empresas de gestão de condomínios têm disponíveis.

Normalmente, este tipo de empresas oferece 2 ou 3 packs na área de gestão e administração de condomínios e os serviços variam de empresa para empresa. Sendo que os mais comuns são:

  • A contabilidade do condomínio;
  • Gestão administrativa e financeira do mesmo;
  • A relação com os fornecedores;
  • Todo o processo que envolve as assembleias de condóminos;
  • Cobranças das quotas de cada condómino;
  • Seguro do condomínio;
  • Limpeza das áreas comuns (como elevadores, átrios ou jardins, por exemplo);
  • Gestão de Recursos Humanos e Apoio Jurídico;
  • Acesso online à gestão do mesmo;
  • Manutenção dos espaços e equipamentos (como extintores, elevadores, portões de garagem, entre outros).

Para que consiga ter uma noção, normalmente, o pack básico de uma empresa de gestão de condomínios inclui 5 serviços essenciais (os primeiros listados em cima).

Contudo, é necessário ponderar bem sobre que tipo de serviços precisa o seu condomínio para que nada fique em falta. Recordamos que quantos mais serviços contratar, mais alta será a mensalidade a pagar.

3.

Questione sobre o modo de operação

Contratar uma empresa de gestão de condomínio vai definitivamente fazer toda a diferença no dia-a-dia de todos os moradores. Para além de não se terem de preocupar com recebimentos e possíveis conflitos, este tipo de empresas trata de tudo por si.

Assim, antes de contratar qualquer tipo de serviço de uma empresa questione sobre o seu modo de operação. Ou seja, perceba o tipo de acompanhamento que a empresa faz a cada condomínio, de quanto em quanto tempo se dirigem aos locais e quais são os procedimentos para cada serviço.

Além disto, perceba se existe um software de gestão – é um tipo de serviço que oferece mais segurança e que permite que os condóminos acedam a diversas informações.

4.

Avalie o atendimento

Lembre-se que a facilidade de contacto deve ser uma prioridade. Por exemplo: se houver um problema urgente no condomínio e precisar de falar com o administrador externo, é importante conseguir fazê-lo via telefone ou e-mail.

Além disto, avalie também o local físico da empresa – convém ser relativamente perto da sua área de residência para que se possa dirigir ao local em caso de urgência.

5.

Peça referências e verifique o registo

Informe-se na sua zona sobre as referências de outras pessoas em relação a produtos e serviços naquela área. Afinal, quando o assunto é contratar uma empresa de gestão de condomínio, a experiência de outros pode evitar situações desagradáveis, burla, má gestão e negligência.

Para além disto, é importante verificar sempre os dados da empresa que pretende contratar antes de assinar qualquer contrato. E no caso de ter dúvidas sobre a legalidade de qualquer empresa, pode pedir informações numa conservatória do registo comercial ou até mesmo no IRN.

6.

Leia as letras pequeninas

A regra de ouro, para finalizar as nossas dias é: analise todas as cláusulas do contrato.

É essencial que leia atentamente todas as letras pequeninas que descrevem as cláusulas do contrato, para que consiga prevenir a vinculação de um serviço com o qual não concorda.

Esteja atento ao tempo de duração do contrato e à forma como o mesmo pode ser cancelado. Além disto, dê preferência a contratos de curta duração (como os contratos anuais, por exemplo). O importante é analisar bem o contrato para não ter surpresas.

Algumas opções de empresas de gestão de condomínio

No Porto

1. HABITABEM – Gestão e Administração de Condomínios;

2. Frações do Porto – Administração de Condomínios;

3. Nós Administramos.

Em Lisboa

1. O meu condomínio;

2. Arruma – Gestão de Condomínios;

3. Urbe-Lx – Gestão de Condomínios.

No fundo, o importante é ponderar e escolher bem que tipo de controlo vai ter a empresa de gestão de condomínio para que tudo corra bem. Afinal, ao permitir que a empresa externa tenha o controlo total da gestão do seu condomínio, pode vir a ter problemas ou conflitos mais tarde.

Assim, deve certificar-se sempre de contratar uma empresa com a qual se sinta seguro e onde impere o profissionalismo. Além disto, não se esqueça que é crucial ainda que a assembleia de condóminos tenha poder para tomar algumas decisões importantes.

Veja também