Elsa Santos
Elsa Santos
06 Mar, 2019 - 19:03
Top 5 das empresas mais inovadoras do mundo em 2019

Top 5 das empresas mais inovadoras do mundo em 2019

Elsa Santos

Da tecnologia à animação, passando pelo desporto, temos o top 5 das 50 empresas mais inovadoras em todo o mundo. Saiba quais são o que as distingue.

O artigo continua após o anúncio

Entre uma vasta lista publicada pela Fast Company, selecionamos as 5 empresas mais inovadoras do mundo.

Há ideias e áreas de negócios para todos os gostos e necessidades, mas há, sobretudo, uma forte aposta em inovação. É esse, afinal, o “ingrediente mágico” capaz de transformar uma ideia num negócio de sucesso.

A inovação é sinónimo de ser e fazer diferente, de constante adaptação, criatividade, descoberta, investimento, mudança, trabalho e risco. Tudo isto caracteriza cada um dos nomes que integra o grupo das empresas mais inovadoras do mundo.

Um estudo de 2019, relativo aos negócios que causam o impacto mais profundo na indústria e na cultura, mostra uma variedade de formas de prosperar no atual mundo/mercado. Mas, o que fazem as empresas mais inovadoras do mundo? Como é que elas se adaptam às mudanças e se preparam para o futuro?

Independentemente do setor, o uso da ciência e das novas tecnologias ganha aqui especial destaque.

Conheça o top 5 das empresas mais inovadoras do mundo e inspire-se.

Empresas mais inovadoras no mundo: Top 5

10 empresas tão boas como a Google para trabalhar em Portugal

1. MEITUAN DIANPING

A empresa que encabeça lista das 10 melhores é, na verdade, uma plataforma tecnológica chinesa que é responsável por agilizar/gerir os serviços de reserva e entrega de serviços, como alimentos, estadias em hotéis ou bilhetes de cinema.

Só no primeiro semestre de 2018, a Meituan Dianping contou com 27,7 biliões de transações, para mais de 350 milhões de pessoas, em 2800 cidades. O que, em termos de faturação, perfaz quase 34 biliões de dólares na primeira metade do ano passado. Os valores não param de crescer. Um verdadeiro negócio da China.

O artigo continua após o anúncio

2. GRAB

Também sediada na Ásia, mais precisamente em Singapura, temos a Grab, a número 2 da lista das empresas mais inovadoras do mundo.
Trata-se de uma app (aplicação online) de transportes, algo semelhante à Uber. Na verdade, a Grab forçou a Uber a sair da região, em 2018, adquirindo todas as suas operações locais.

Trata-se de uma super aplicação para alavancar o serviço de transporte e muito mais.

Com 130 milhões de utilizadores, a Grab expandiu o negócio e, para além de reservas de viagens e entrega de alimentos e reservas de viagens, passou também a oferecer serviços financeiros e outros. Dessa forma, a Grab conseguiu atingir 1 bilião de dólares em receitas, só em 2018.

As previsões de crescimento ultrapassam qualquer expectativa mais modesta. Durante 2019 a Grab irá adicionar serviços da Ping An, a gigante da saúde digital chinesa, o que promete manter o nome no topo da lista das empresas mais inovadoras do mundo, com mais futuro e mais rentáveis, claro está.

3. NBA

A NBA – National Basketball Association – é a principal liga de basquetebol profissional dos Estados Unidos da América. É também uma das empresas mais inovadoras do mundo.

Em 2018, bateu o recorde de público, pela quarta temporada consecutiva. A par disso, registou um crescimento de 63%de assinantes do seu serviço de streaming e uma aumento de 25% da receita total.

Em franca expansão, só podia estar muito à frente na tabela. A principal liga americana de basquetebol marca pela diferença. Tudo, porque a aposta na inovação. Novas formas de atuar no mercado e de gestão da marca tornam-se decisivas, num desporto rei nos EUA.

O eSports, com 21 equipas e jogos transmitidos pelo Twich, democratizou a modalidade, fazendo-a chegar a um público mais vasto.

O artigo continua após o anúncio

Porém, foi o acordo feito com a MGM que fez da NBA a primeira liga profissional a inserir dados, em tempo real, numa plataforma de jogos de sorte e azar online, permitindo aos utilizadores jogar e continuarem a assistir aos jogos.

A par disso, a NBA apostou noutros fatores, entre eles, o facto de encorajar os jogadores a falar sobre assuntos do seu interesse (e do público), da política à moda. Esta nova estratégia permite cultivar a relação de proximidade e empatia com os fãs, o que se reflete num retorno muito positivo.

Com o foco colocado nos fãs, oferecendo-lhes a melhor forma de assistir aos jogos de basquetebol, a NBA está a jogar pelo futuro.

4. THE WALT DISNEY COMPANY

A estratégia da Walt Disney Company permite-lhe destacar-se no meio mediático e competir com relevantes nomes do streaming.

Ao reformular a sua organização para fornecer diretamente os seus serviços, em vez de licenciar conteúdo para a Netflix, a Walt Disney Company ganhou.

Com um portfolio incomparável, a empresa prevê o lançamento de novos serviços e conteúdos para este ano. O facto de ter adquirido a Fox dá à empresa ainda mais ativos de conteúdo, além do controlo do Hulu e os seus 25 milhões de clientes.

Em 2018, a Disney lançou o serviço de streaming ESPN + e acumulou um milhão de assinantes, só em cinco meses.

A relação especial do público com a marca, ajudou a converter fãs em consumidores que pagam para ter acesso a conteúdo.

O artigo continua após o anúncio

Falamos da Walt Disney que tem vindo, ao longo dos tempo, a crescer a reinventar-se e a adaptar-se às novas tendências e exigências de mercado, com uma história e uma marca inconfundíveis no mundo.

Só podia estar no top 5 das empresas mais inovadoras do mundo, certo?

5. STITCH FIX

Segundo a CEO da empresa, Katrina Lake, a Stitch Fix representa “uma maneira totalmente radical de vender de roupas”.

O negócio resulta da ciência de dados, através da aplicação de algoritmos, para encontrar as roupas mais adequadas para cada cliente.
O que começou como um serviço de comércio eletrónico que entregava caixas de moda feminina, transformou-se em algo extraordinariamente inovador, através de um recurso chamado Style Shuffle, o qual permite aos clientes avaliar um conjunto de imagens de roupas por dia.

Trata-se de uma espécie de rede social para roupas que já provou ser altamente viciante: não apenas treina o algoritmo da empresa para entender o estilo pessoal de um utilizador, mas também atrai clientes de volta ao aplicativo, o que faz aumentar o numero de clientes.

Mais de 75% dos 2,9 milhões de clientes do Stitch Fix já usaram a app, fornecendo à empresa mais de um bilião de avaliações de produtos. O Style Shuffle melhorou (e muito) a capacidade da Stitch Fix de personalizar as suas ofertas e aumentou as solicitações de correção.
A Stitch Fix usa os seus algoritmos em todos os aspectos dos seus negócios e está, claramente, a reinventar a indústria de vestuário nos Estados Unidos da América.

A aposta na inovação é a única forma de marcar a diferença e prosperar num mercados cada vez mais inconstante e competitivo.

As 5 maiores empresas portuguesas

  • As 12 melhores profissões para conseguir emprego
  • 10 empresas tão boas como a Google para trabalhar em Portugal
  • As melhores empresas para trabalhar em 2018