Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
10 Ago, 2020 - 12:29

Mangualde foi palco de uma reflexão sobre proximidade, coesão e futuro

Ekonomista
Patrocinado por:

O Encontro Fora da Caixa do mês passado em Mangualde reuniu o Cardeal José Tolentino Mendonça e Pedro Abrunhosa pelo silêncio.

Encontro Fora da Caixa com Pedro Abrunhosa

A Caixa Geral de Depósitos inaugurou em Mangualde um modelo de agência e de modo de funcionamento que traz muitas novidades. O novo modelo de agência, que se vai estender a todo o país, é mais sofisticado, tecnologicamente preparado para a banca digital e organizado de forma a melhorar não só a qualidade do serviço prestado, mas também a experiência do cliente que visita a Caixa.

Neste dia especial e sob o mote da proximidade, houve um momento marcante: a celebração, no Auditório da Biblioteca Municipal de Mangualde, de mais um Encontro Fora da Caixa.

O evento contou com a participação da ministra da Coesão Territorial, do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, do Presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos, de vários empresários locais e de dois convidados especiais: o Cardeal José Tolentino de Mendonça, que acompanhou o evento a partir do Vaticano, através da plataforma Zoom, e do cantor Pedro Abrunhosa.

Pensar o futuro através do silêncio e da ação

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, foi a primeira oradora a subir ao palco. “Sou uma mulher do interior e sou apaixonada pelo interior”, disse, alertando para a necessidade e importância de se mudar a percepção que as pessoas têm do interior do país.

No entender da ministra, a Caixa é um parceiro fundamental para essa mudança, uma vez que continua a apostar nos territórios do interior e a arriscar em projetos inovadores. “Trata-se de um grupo com muitos anos de vida que continua a sonhar, a mudar”. Tanto é assim que se está a assistir “a um novo modelo de fazer serviço público, uma nova forma de ser um banco completamente adequado ao século XXI”, rematou.

Também Elísio Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, fez questão de apresentar o tecido empresarial da região e de sublinhar a escolha da sua cidade para a Caixa lançar o novo modelo de agência e de banca digital. “Hoje somos a capital da Caixa Geral de Depósitos”, disse sem esconder o seu orgulho.

“Há vários anos que percebemos que tínhamos de sair fora da Caixa, estarmos mais próximos das pessoas”, frisou, de seguida, o Presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos, Paulo Moita de Macedo, sublinhando que “a reflexão é uma coisa que nos interessa, pensarmos para além do dia a dia, para além da notícia, do número de casos… Precisamos de ir um pouco mais longe”. Com esta afirmação, contextualizou a escolha dos dois convidados especiais deste evento, que deram início às suas intervenções.

A palavra, o Ruído e a importância do silêncio

Pedro Abrunhosa deu início à conversa, após cantar ao piano uma canção. Desafiando e chamando à conversa o Cardeal José Tolentino de Mendonça, aludiu a uma expressão socrática – ‘Conhece-te a ti mesmo’. “A que se refere esta frase?”, perguntou. “Refere-se àquele que se conhece a si mesmo no apogeu do meio-dia? Ou àquele que, tendo medo do silêncio, mergulha na profundidade do pensamento?”

A partir do Vaticano, através da plataforma Zoom, o Cardeal respondeu ao cantor dizendo: “Pensei esta conversa a partir de duas palavras que Mangualde nos recorda, interioridade e coesão. O problema da interioridade do território é muitas vezes igual à interioridade humana…é muitas vezes esquecida e remetida para um lugar secundário, e dessa forma a vida perde a sua coesão, desagrega-nos”, começou por dizer.

O Cardeal continuou: “o silêncio é difícil, temos medo desse encontro connosco próprios” (…) “existe uma certa tentação de fugir à voz mais profunda que nos chega da vida”.

Após uma reflexão conjunta, o Cardeal rematou “estamos num banco e as moedas e o dinheiro ajudam a viver, mas o grande capital humano e o que nos ajuda a viver é a nossa sede e desejo. Sede é aquilo que move o mundo”.

O Encontro Fora da Caixa terminou com a apresentação da nova campanha de comunicação da Caixa, que será lançada em breve. Recorde-se que estes Encontros são uma iniciativa do banco, que percorre o país desde há 36 edições. Promove debates sobre temas atuais e tem como objetivo aproximar a Caixa do setor empresarial e das pessoas.

Ver vídeo do evento

Veja também