Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
24 Jul, 2019 - 10:20

8 erros de beleza no masculino para corrigir

Teresa Campos

Há erros de beleza no masculino que muitos homens continuam a cometer e que comprometem a sua higiene e bem-estar. Fique a conhecer 8 exemplos!

8 erros de beleza no masculino para corrigir

Hoje falamos sobre erros de beleza no masculino, ou seja, falhas nos cuidados de higiene de muitos homens, os quais comprometem o seu bem-estar e bom aspeto. A pouca disponibilidade para usar produtos específicos ou julgar que não necessita dos mesmos são algumas das causas para estes erros de beleza no masculino que aqui lhe apresentamos.

8 erros de beleza no masculino que deve evitar

beleza no masculino

1. Lavar o rosto com água e sabão

Muitos homens, na hora de lavar a cara, optam por usar sabão, gel de duche ou sabonete líquido. O facto de ser mais prático é a principal razão para esta opção que não é, contudo, a mais correta.

Lavar a face ou o cabelo com gel corporal é tão errado como lavar o corpo com champô. Cada área corporal tem caraterísticas próprias e, por isso, os produtos de limpeza destinados a cada zona do corpo têm componentes diferentes com funções específicas.

Usar só água na higienização da face também não é suficiente, tendo em conta as necessidades da pele masculina, sobretudo entre os 30 e os 40 anos, em que a atividade glandular e celular é mais elevada.

2. Não aplicar creme hidratante no rosto

Embora alguns homens o façam com regularidade, muitos ainda não hidratam o rosto ou fazem-no apenas em ocasiões especiais. Contudo, diariamente, principalmente após fazer a barba, deve ser aplicado um creme hidratante para a pele recuperar da agressão induzida pela fricção da lâmina ou da máquina. Este creme deve ter, preferencialmente, proteção solar. A partir dos 50 anos, a hidratação é ainda mais importante, visto que a pele se torna mais seca e sensível.

Quando falamos em hidratantes, estes não têm de ser necessariamente cremes. Pode optar-se por fórmulas em gel, com texturas leves e aromas frescos e suaves, normalmente as preferidas dos homens. Os cremes mais fluidos são mais facilmente absorvidos pela pele masculina, tipicamente oleosa. Já no corpo, normalmente devido à existência de pelos, as fórmulas de fácil aplicação e absorção, como os leites e emulsões, devem ser privilegiadas.

3. Falta de cuidados pré- e pós-depilação

A depilação é, cada vez mais, uma opção de muitos homens. O mais comum é depilarem o peito, braços, costas e zona lombar. Os métodos usados podem variar entre lâmina, máquina, cera, creme e fotodepilação.

Todavia, há cuidados que devem ser tidos em conta, antes e depois da depilação. Ter uma pele bem esfoliada e hidratada, por exemplo, contribui para uma depilação mais eficaz e ajuda a suportar melhor essa agressão. Quem optar por laser e luz pulsada, por exemplo, deve evitar exposição solar de imediato. São também métodos que envolvem mais riscos dada a habitual maior espessura dos pelos masculinos.

Após a depilação, é importante usar produtos calmantes, assim como devem ser evitados anti-histamínicos tópicos, pelo elevado risco de sensibilização.

4. Não usar sempre desodorizante

Por norma, os homens transpiram mais que as mulheres, devido à ação da testosterona e dos seus derivados, que aumentam a secreção das glândulas sudoríparas. Logo, usar desodorizante permite afastar as bactérias acumuladas e, por isso, deve ser um produto indispensável na rotina de higiene masculina.

Um bom desodorizante masculino não deve ter álcool, nem perfume, para evitar irritações numa área sujeita a humidade e maceração. Também não deve ter agentes que bloqueiem a transpiração, para não provocar quistos. Além disso, é importante que contenha produtos antisséticos que controlem a proliferação bacteriana responsável pelo odor desagradável.

beleza no masculino

5. Não utilizar protetor solar

Alguns homens ainda acham que não precisam de protetor solar, mas claro que nenhuma pele está, naturalmente, protegida das agressões do sol. Por isso, independentemente da cor da sua pele, deve sim aplicar um creme com fator de proteção UV quando vai à praia ou mesmo para andar na cidade.

6. Não arranjar a sobrancelha

Não sendo obrigatório, é certo que há homens cujas sobrancelhas estão ligadas (a chamada monocelha), o que confere um ar pesado, envelhecido e desatualizado ao rosto masculino. Por isso, seja com pinça ou a cera, nada como retirar o excesso de pelo para ficar com um olhar mais jovem e suave. O mesmo aplica-se a pelos no nariz e nas orelhas que devem, igualmente, ser removidos com um aparelho próprio para o efeito.

7. Não usar condicionador

Já aqui falámos da resistências que muitos homens oferecem à aplicação de produtos específicos para a pele. Pois o cabelo não é exceção e, por isso, muitos homens não usam condicionador sendo que este produto é responsável por fechar as cutículas abertas pelo champô e por devolver hidratação ao fios.

8. Unhas sujas e roídas

Este é outro dos erros de beleza no masculino. Ter as unhas sujas ou roídas não é higiénico, nem estético. Roer as unhas e a pele da cutícula causam paroníquia crónica, uma infeção da pele localizada ao redor das unhas e caraterizada por inchaço, vermelhidão e aumento da sensibilidade. A doença interfere no próprio formato das unhas e pode ainda comprometer o seu crescimento.

Veja também: