ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Teresa Campos
Teresa Campos
25 Jul, 2018 - 14:30

Os 20 erros mais comuns na cozinha: quais também comete?

Teresa Campos

Apresentamos-lhe os 20 erros mais comuns na cozinha. Será que se revê em alguns deles? Descubra e saiba como corrigi-los a partir de hoje.

Os 20 erros mais comuns na cozinha: quais também comete?

Selecionamos os 20 erros mais comuns na cozinha para o ajudar a mudar hábitos e tornar a sua vida melhor e mais funcional. Muitos deles, tratam-se de práticas herdadas daquilo que já víamos a nossa mãe ou avó fazer mas que, na realidade, podem não ser tão benéficos para nós. Analise a nossa lista com os erros mais comuns na cozinha e verifique o que anda a fazer incorretamente sem, claro, ter consciência disso.

Descubra quais são os 20 erros mais comuns na cozinha

erros na cozinha

1. Não escolher alimentos frescos

Privilegie alimentos frescos, para que possa beneficiar de todas as suas propriedades e nutrientes, além de evitar a ingestão de conservantes e outros produtos nefastos para o organismo.

2. Não lavar bem os alimentos

Os alimentos devem ser sempre bem lavados, pois contêm sujidade, pó e bactérias, já para não falar de químicos ou outros produtos tóxicos. Use recipientes escorredores para o efeito, pois são o meio mais seguro, prático e higiénico.

3. Não guardar corretamente os alimentos

Ao armazenar os seus alimentos deve separá-los, para evitar contaminações. Organize-os com caixas ou outras divisórias e, no frigorífico, distribua-os pelas prateleiras e gavetas, conforme lhe explicamos aqui.

4. Arrefecer a comida, antes de a colocar no frigorífico

Sim, este é um erro pois, na verdade, guardar a comida ainda quente até evita o risco de contaminação dos alimentos. Para manter as suas propriedades e nutrientes, ela deve arrefecer de forma mais rápida e, para isso, ser imediatamente colocada no frio.

5. Não respeitar o tempo certo de cozedura dos alimentos

Cada alimento tem tempos de cozedura próprios. Não cumpri-los, quer por défice, quer por excesso, pode fazer com que não tire todo o partido dos nutrientes e benefícios desse alimento.

6. Exagerar no sal e nos condimentos

Há quem ache que uma refeição saborosa deve conter muitos condimentos e quase não sentir o sabor dos próprios alimentos. Nada mais errado. Use os temperos com moderação e sempre com o objetivo de salientar o sabor dos alimentos e não de anulá-los.

erros na cozinha

7. Voltar a congelar alimentos que já foram descongelados

Este é um erro grave porque, ao cometê-lo, corre o risco de comer alimentos deteriorados e, assim, contrair uma intoxicação alimentar. Tenha cuidado!

8. Descongelar alimentos à temperatura ambiente

Outro erro muito comum. Se pretende descongelar um alimento sem recorrer ao microondas, por exemplo, coloque o produto no frigorífico, num recipiente que impeça o contacto com outros alimentos e com reservatório que acolha os líquidos da descongelação. Desta forma, os alimentos manterão os seus nutrientes e não correm riscos de contaminação.

9. Reaquecer o arroz

Este é, certamente, um erro diário em muitas casas. O arroz é um dos alimentos que cria mais bactérias, após a sua confeção. Por essa razão, tenha cautela e, caso reaqueça, faça-o a uma temperatura elevada para garantir que eliminou eventuais bactérias lá contidas.

10. Usar tábuas de madeira

Apesar de bonitas, as tábuas de madeira têm uma superfície porosa e com ranhuras, que favorece a proliferação de bactérias. Opte por tábuas de vidro ou polietileno, higienizando-as com frequência.

11. Colocar embalagens abertas no frigorífico

Deixar embalagens de alimentos abertas no frigorífico podem originar o aparecimento de bactérias e ressecar outros produtos. Coloque sempre as sobras em recipientes fechados ou envolvidos em película aderente.

12. Lavar a carne

Não passe a carne por água, pois assim está a roubar-lhe todas as suas propriedades. Limite-se a temperá-la e a cozinhá-la, porque as altas temperaturas extinguirão todas as bactérias.

13. Não higienizar a bancada e os utensílios

Por vezes, lavamos tudo e esquecemo-nos do óbvio ou daquilo que usamos com mais frequência. Higienizar os equipamentos, as superfícies e os utensílios com que prepara os seus alimentos é fundamental, até porque alguns deles poderá ingeri-los sem cozinhar, sendo importante garantir que não entram em contacto com bactérias.

fritar bife

14. Fritar de mais o bife

Voltar o bife vezes sem conta na frigideira não é o mais indicado. Deixe o bife fritar e vire-o apenas quando as bordas ao redor mudarem de cor. Isso vai garantir que ele preservar as suas propriedades e sabor.

15. Esquecer o prazo de validade dos produtos

Compre produtos com validade alargada e, sempre que consome algo, espreite a data de validade. Ela indica o tempo de conservação máximo do produto e não deve subvalorizar essa informação, sob pena de poder ingerir um alimento estragado ou em mau estado.

16. Não usar uma tábua com o tamanho apropriado

Trabalhar numa tábua pequena de mais, além de não ser prático, vai fazer com que os alimentos escapem para fora da tábua e acabem por entrar em contacto com superfícies que podem não estar devidamente higienizadas. Tire sempre as medidas certas!

17. Não usar a faca adequada para o efeito

Vai cortar peixe, carne, pão, fruta ou, simplesmente, picar alho ou cebola? Saiba que cada um destes alimentos e tipos de corte requer uma faca específica. Só assim conseguirá o efeito pretendido, evitará cortes indesejados nas mãos e nos dedos e, já agora, melhorará a higienização, já que não usa a mesma faca para fazer tudo.

18. Cozinhar numa bancada desarrumada

É inevitável alguma confusão na hora de confecionar as refeições. Mas mesmo quem tem uma cozinha pequena, deve procurar reservar alguns minutos durante a preparação dos pratos para dar alguma ordem à cozinha. Caso contrário, o preparado pode não correr bem, os incidentes são mais prováveis e, depois de comer, irá ficar horas a lavar loiça e a pôr tudo em ordem.

19. Cozinhar alimentos, tirados diretamente do congelador

Independentemente do processo de descongelação seguido, é fundamental não cozinhar, seja de que forma for, alimentos que ainda estão semi-congelados. Tal dificultará a confeção, fará os produtos perderem sabor e não beneficiará em pleno dos seus nutrientes e propriedades.

15 segredos de cozinha que vão mudar a sua vida

  • Como organizar a cozinha: aprenda todos os truques
  • 15 truques de cozinha que não conhecia
  • Qual é o melhor robot de cozinha? Saiba a resposta e como escolher
  • Os essenciais para equipar a cozinha