Ekonomista
Ekonomista
16 Jul, 2019 - 09:14
estágios científicos para alunos do Ensino Secundário

Ministro inaugura hoje estágios científicos para alunos do Ensino Secundário

Ekonomista

A edição deste ano da “Ciência Viva no Laboratório” conta com mais de 300 estágios, em 68 instituições e vai chegar a cerca de 1050 estudantes do 9.º ao 12.º ano.

O artigo continua após o anúncio

Hoje, dia 16 de julho, no INESC TEC (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência), na cidade do Porto, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, inaugura o programa de estágios científicos para alunos do Ensino Secundário, promovido pela Ciência Viva.

Estarão também presentes a Presidente da Ciência Viva, Rosalia Vargas, e o Presidente do Conselho de Administração do INESC TEC, José Manuel Mendonça.

São quatro os jovens que irão participar no estágio “Como vai ser a Inteligência Artificial em 2030?”, no INESC TEC. “São poucos, mas representam uma grande mudança”, assegurou a Presidente da Ciência Viva.

Este ano, o INESC TEC respondeu ao desafio da Ciência Viva e estreou o referido estágio no recentemente inaugurado Industry and Innovation Lab. No final da semana, e depois de passarem por várias oficinas especializadas em inteligência artificial, reconhecimento de imagem e voz, e algumas visitas externas, os quatro jovens entre os 15 e os 18 anos irão apresentar um projeto de inteligência artificial com grande impacto em 2030.

A edição deste ano da Ciência Viva no Laboratório conta com mais de 300 estágios, em 68 instituições e vai chegar a cerca de 1050 estudantes do 9.º ao 12.º ano.

Com cobertura nacional, o programa Ciência Viva no Laboratório – Ocupação Científica de Jovens nas Férias é uma oportunidade única para os estudantes terem um contacto direto com o trabalho de investigação em laboratórios e instituições científicas. Para além de aplicarem os seus conhecimentos, vão conhecer novas áreas e, quem sabe, descobrir o que querem fazer no futuro.

Veja também