Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
01 Nov, 2018 - 10:04

Facebook hackeado? 4 coisas que deve fazer imediatamente

Luísa Santos

Pode acontecer a qualquer um: ter o Facebook hackeado é, infelizmente, algo comum hoje em dia. Saiba o que deve fazer imediatamente caso isso aconteça.

Facebook hackeado? 4 coisas que deve fazer imediatamente

A facilidade com que estas situações acontecem é, muitas vezes, preocupante. Por esse motivo, é necessário estar preparado para poder reagir da melhor forma e, assim, proteger os seus dados. Ter o Facebook hackeado significa que todas as suas informações podem ser consultadas e roubadas por terceiros.

Facebook hackeado: 4 passos a seguir

Procurar emprego no Facebook já é possível

1. Alterar a password

A sua conta por ter sido apropriada por outra pessoa e pode aperceber-se disso de várias formas. Por exemplo, através de e-mails que recebe diretamente do Facebook que o avisam sobre a tentativa de acesso à sua conta a partir de um local/dispositivo que não conhece.

Em casos como esse, deve tomar medidas imediatamente. Uma delas passa por alterar a sua password, que deve, à partida, ser diferente das que usa noutras contas e plataformas. Para o fazer, deve entrar na sua conta e carregar na seta invertida que surge no menu superior (no canto superior direito).

Aceda a “Definições” e, depois, a “Segurança e início de sessão”. Nesse separador poderá ver os dispositivos que usa frequentemente para aceder ao Facebook e, imediatamente abaixo, poderá carregar em “Alterar palavra-passe” para definir uma nova senha de entrada.

2. Denuncie a situação ao Facebook

Sim, pode fazê-lo. Um Facebook hackeado pode ser logo reportado à empresa, que lhe irá pedir que complete uma espécie de questionário que ajudará ambas as partes a identificar o sucedido e a solucionar o problema. Mais tarde, deverá ser contactado pela rede social, em princípio com a notificação de que a situação foi resolvida.

3. Remova aplicações que não usa

Costuma utilizar aplicações nas quais lhe perguntam se quer fazer login com o Facebook? O melhor é ter controlo sobre as mesmas. De facto, aconselhamos a que evite esta prática e opte por criar contas independentes nessas aplicações. Pode acontecer que, ao entrar nessas apps através da sua conta de Facebook, as mesmas se apropriem das suas informações privadas.

Para evitar que isso aconteça, aceda novamente às “Definições” e, seguidamente, a “Apps e sites”. Rapidamente perceberá quais as aplicações ativas que tem e que são aquelas que utilizam os seus dados no Facebook (e, como tal, a sua conta).

Selecione aquelas que não utiliza (embora o ideal seja eliminar todas) e clique no botão “Remover” para evitar que essas apps utilizem os seus dados indevidamente. Pode também clicar em “Ver e Editar”em cada uma delas para poder personalizar os dados a que cada app tem acesso, se assim preferir.

4. Avise os seus contactos

Ao contrário das restantes, esta não é uma medida que o Facebook disponibilize, mas sim algo que deve fazer para se proteger de possíveis situações semelhantes. Deve avisar os seus amigos e outros contactos de que tem o Facebook hackeado.

Para isso, pode fazer publicações no seu perfil, enviar mensagens privadas ou até mesmo utilizar outras redes sociais para alertar os seus contactos para o sucedido – esta é uma medida que pode também ajudar a sua rede de ligações a estar atenta às próprias contas.

Veja também