Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
05 Nov, 2019 - 10:40

Feiras de emprego virtuais: uma forma de encontrar trabalho

Catarina Milheiro

As feiras de emprego virtuais são uma forma de aumentar as hipóteses de encontrar emprego. Fique connosco e saiba mais sobre este conceito.

Feiras de emprego virtuais

Já ouviu falar em feiras de emprego virtuais? Está a par das vantagens e desvantagens desta forma de recrutamento e/ou candidatura?

Nos dias de hoje e tendo em consideração os avanços tecnológicos, é possível verificar que o mercado de trabalho tem vindo a adotar novas estratégias de recrutamento.

Existe cada vez mais uma dificuldade, por parte dos profissionais em geral, de encontrarem a empresa dos seus sonhos, aquela que lhes irá permitir ter o estilo de vida com que sempre sonharam.

A verdade é que as feiras de emprego virtuais são uma excelente forma para qualquer profissional experiente ou jovem recém-licenciado, procurar emprego sem sequer ter que sair de casa, economizando tempo e recursos.

O QUE SÃO AS FEIRAS DE EMPREGO VIRTUAIS

homem a fazer entrevista por computador

Tendo em consideração que o panorama económico atual não é o mais animador para a maioria dos profissionais e empresas, as feiras de emprego virtuais chegaram para facilitar todo o processo da procura de emprego.

No fundo, estas feiras funcionam como uma solução mais adequada para aproximar os diversos candidatos e empresas a um custo reduzido e claro, com vantagens para ambas as partes.

Para que consiga ter uma noção, um candidato a uma destas feiras de emprego virtuais pode fazer tudo através de um simples computador ou dispositivo móvel, um aspeto bastante cativante e tentador.

Provavelmente deve estar a questionar-se como funcionam estas feiras virtuais. A dinâmica é praticamente a mesma das feiras de emprego presenciais: é reunido um grupo de empresas que necessitam de preencher vagas num só lugar, recebendo as indicações dos candidatos via online.

Como pode ver, a única diferença entre as feiras de emprego virtuais e as presenciais é só mesmo o simples facto de que nas primeiras, tudo é feito virtualmente.

Desta forma, se quiser participar numa feira de emprego virtual deve ter o seu currículo online. Certifique-se, antes de participar, que o seu CV não contém qualquer tipo de erros, que se encontra devidamente atualizado e de acordo com as tendências de mercado.

Tendo em conta que terá de submeter/fazer o upload do seu currículo online, deve estar atento aos seguintes aspetos. Tome nota:

  • O título do seu currículo deve ser descritivo, mas breve;
  • Opte por ordenar a sua experiência profissional por ordem cronológica inversa, isto é, do trabalho mais recente para o mais antigo;
  • Utilize marcadores para que consiga listar as suas atividades para cada trabalho;
  • Não se esqueça de mencionar o seu nível de estudos e de adicionar todas as formações ou cursos que possa ter feito até ao momento (sejam eles presenciais ou online);
  • Certifique-se que inclui uma fotografia adequada e com a devida qualidade, para que se torne mais fácil para a entidade observar a sua imagem.

Exemplos de feiras de emprego virtuais

entrevista de emprego online

Agora que já conhece o conceito destas feiras de emprego virtuais, deve estar a perguntar-se quais são afinal, não é assim? Fizemos uma listagem com feiras de emprego virtuais com alguma notoriedade no mercado de trabalho.

FINDE.U – Feira Internacional Virtual de Emprego Universitário

Esta é uma das feiras de emprego virtuais mais conhecidas pelos profissionais em geral. Conta já com edições anteriores e voltou a realizar-se em abril de 2019.

Concretizada em colaboração com a rede EURES, a Feira Internacional Virtual de Emprego Universitário apresenta-se como uma plataforma interativa e bastante inovadora, através da qual as empresas podem fazer os seus processos de seleção de recursos humanos, da mesma forma que o fariam numa feira tradicional.

Além disso, e por se tratar de uma feira online, está vinculado a todos os setores de atividade e é de carácter internacional.

Feira Virtual de Emprego da FAP – Federação Académica do Porto

A FAP – Federação Académica do Porto organizou este ano a sua primeira feira virtual de emprego com o objetivo de promover a empregabilidade dos estudantes da Academia do Porto, ou seja, de criar uma ligação entre os estudantes e o tecido empresarial.

A grande preocupação da FAP era realmente criar uma feira de emprego virtual em que todos os estudantes dos diversos pólos universitários pudessem usufruir sem terem de estar presentes fisicamente.

Por isso mesmo, surgiu a primeira edição em março de 2019, onde os estudantes puderam estabelecer contactos com as empresas e assim investirem no seus futuro.

Job Summit

A Job Summit é considerada uma mega feira virtual de emprego. Em 2019 contou com a participação de empresas como a Vokswagen, La Redoute, Sport Lisboa e Benfica, Noori Sushi e Holmes Place.

Para que consiga ter uma noção, esta feira de emprego virtual tem cerca de 180 vagas de emprego disponíveis nas mais diversas empresas, pelo que é uma verdadeira oportunidade para muitos profissionais que procuram um primeiro emprego ou desejam mudar.

Para se candidatar basta que se registe no site oficial e que preencha um formulário com os seus dados pessoais. Depois disto é só mostrar as suas competências aos entrevistadores.

Pode ainda escolher as empresas para as quais quer ser entrevistado durante o evento, enviar o seu currículo e manter uma conversa em tempo real pelo chat com os recrutadores.

VANTAGENS E DESVANTAGENS DESTA FORMA DE RECRUTAMENTO

Tal como qualquer outra forma de recrutamento e/ou candidatura, as feiras de emprego virtuais também têm as suas vantagens e desvantagens.

Vantagens

  • Economizar tempo e dinheiro;
  • Poupar energia;
  • Não ter de se deslocar até ao local;
  • Não existem limites geográficos, ou seja, qualquer pessoa de qualquer parte do país se pode candidatar;
  • Existe uma maior interatividade tendo em consideração que é via online;
  • Não existem filas de espera;
  • O processo de envio de CV e consulta dos anúncios é intuitivo e imediato.

Desvantagens

  • Dificuldade de interação para os que têm dificuldades em utilizar os canais de comunicação diretos;
  • Má interpretação por parte dos entrevistadores do seu perfil profissional – no caso de não se sentir muito à vontade para fazer uma vídeo chamada, por exemplo;
  • O facto de serem feiras virtuais limita um pouco a possibilidade de aumentar a rede de contactos, enquanto numa feira presencial o contacto é direto e com diversas pessoas de inúmeras áreas.
Veja também