Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Helena Peixoto
Helena Peixoto
29 Nov, 2019 - 15:37

ABC do ferro a vapor: como usar, vantagens e desvantagens

Helena Peixoto

É uma verdadeira arma contra as roupas amarrotadas e os vincos indesejados. Neste guia encontra os vários tipos de ferro a vapor, vantagens e desvantagens.

mulher a segurar ferro a vapor

Ferro a vapor: com caldeira, sem caldeira, ferro vertical ou com gerador próprio de vapor. São várias as possibilidades e variedades deste equipamento que pode ser o seu verdadeiro melhor amigo nas noites de passar a ferro.

ferro a vapor: Tudo o que precisa de saber

Um pouco de história

Desde o século IV que existem formas de alisar roupas. Os chineses foram pioneiros, utilizando uma panela de latão com brasa manuseada por um cabo comprido para obter o alisamento desejado.

Seguiram-se artefactos fabricados à base de madeira, vidro ou de mármore, oriundos do Ocidente, sendo que funcionavam a frio.

O ferro de passar propriamente dito surge a partir do século XVII, com o ferro a brasa. Somente no século XIX surgiram outras modalidades, como o ferro a água quente, a gás e a álcool.

Em 1882 surge o ferro de passar elétrico, feita pelo americano Henry W. Seely e apenas em 1926 surgiu o primeiro ferro a vapor.

pessoa a passar roupa a ferro com ferro a vapor

Ferro a vapor: como funciona

O ferro a vapor consiste num ferro sem sistema e caldeira individual que possui a funcionalidade de vaporização. Ideal para quem procura soluções mais práticas e económicas e que não se importe de fazer abastecimentos mais frequentes de água.

Pontos fortes

  1. Ocupam pouco espaço e são mais fáceis de arrumar;
  2. Aquece, geralmente, mais rapidamente do que os ferros a caldeira;
  3. Têm o plus da função spray para atuar diretamente numas zonas;
  4. Mais fáceis de transportar e para levar em viagem;
  5. Ideal tarefas de engomar rápidas;
  6. Confortável e fácil de utilizar;
  7. A maioria possui soluções eficientes contra acumulação de calcário.

Pontos fracos

  1. O seu reservatório é pequeno o que obriga a um reabastecimento mais regular;
  2. Têm menor capacidade de produção de vapor (12 a 59 g por minuto), o que dificulta a passagem de peças com vincos e tecidos mais teimosos.

Na hora de procurar um ferro a vapor, pode filtrar por tipo de base, se possui ou não sistema anticalcário, a sua capacidade de depósito, que pode ir até aos 350ml, se possui sistema antigota ou ainda se possui a funcionalidade on/off.

Ferro a vapor vertical

O ferro a vapor vertical funciona com um ferro normal, com a diferença que é para ser utilizado, como o nome indica, na vertical. Muito usado por estilistas e fashion desingers, consegue engomar as roupas diretamente nos cabides, mas as roupas devem estar minimamente esticadas para um resultado eficaz.

Ao comprar um ferro vertical, tenha atenção a características como a potência elétrica, o caudal de vapor (gramas por minuto), a pressão do vapor e ainda o preço.

Ferros com geração de vapor

Os ferros com geração de vapor são ferros de última geração que aparentam ser ferros standard, sem a famosa caldeira, e que já integram potente sistema de geração a vapor.

Ferro a vapor com caldeira

O ferro a vapor com caldeira é perfeito para famílias mais numerosas, com uma grande quantidade de roupa para tratar semanalmente. A geração de vapor é feita graças ao trabalho da caldeira, que funciona como os antigos ferros a carvão.

Pontos fortes

  1. Os depósitos de água são maiores e permitem passar durante mais tempo sem interrupções;
  2. A produção de vapor é muito superior (até 141 g por minuto), o que facilita o engomar dos tecidos difíceis e as peças de grandes dimensões;
  3. Alguns exemplares possuem regulador automático de temperatura e adaptam-se a diferentes tecidos sem os queimar;
  4. Apresentam soluções eficientes contra acumulação de calcário.

Pontos fracos

  1. Podem demorar mais tempo a aquecer;
  2. O ferro a vapor com caldeira que não tenha o sistema on/off pode atingir temperaturas muito altas e queimar os tecidos mais sensíveis;
  3. Os geradores de autonomia limitada têm de ser desligados para arrefecerem antes de voltarem a ser reabastecidos com água.

Em termos de itens a considerar na hora do desempate, deve ter em conta a intensidade do jato do vapor, a capacidade do depósito da água, características extra de não queimar, peso, e regulador automático de temperatura e, claro está, o preço.

O que ter em conta ao comprar um ferro a vapor

Seja ferro a vapor com caldeira, sem caldeira, vertical ou com gerador de vapor, há indicações gerais que devem ser cumpridas, no sentido de garantir o melhor resultado possível:

  1. Procure um ferro de engomar nem muito leve, nem muito pesado;
  2. Prefira modelos resistentes a riscos e a calcário;
  3. Antes de comprar, compare o preço em várias lojas: a partir de 50 € já encontra bons modelos tradicionais a vapor e a partir de 100 € consegue comprar um bom ferro com gerador de vapor;
  4. O fluxo de vapor emitido determina a eficácia de um ferro; nunca escolha menos de 40 gramas de vapor por minuto;
  5. Atenção que nos ferros com gerador de vapor a autonomia pode ser limitada ou ilimitada, pelo que deve ter isso em consideração;
  6. O orifício para abastecer de água deve ser largo para evitar que deite por fora;
  7. Faça uma limpeza regular do equipamento e siga o manual de instruções para tal;
  8. Passe a roupa antes de estar completamente seca e preferencialmente logo depois de apanhada e dobrada;
  9. Se usa máquina de secar, interrompa o programa um pouco antes de terminar ou escolha um para passar a ferro;
  10. Use temperaturas baixas para tecidos delicados e vulneráveis a queimaduras e para peças de roupa em algodão ou linho regule a temperatura no máximo;
  11. Lave a roupa a temperaturas baixas e com programas moderados.
Veja também