ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Afonso Aguiar
Afonso Aguiar
23 Fev, 2021 - 14:52

Filtros do carro: quais são, para que servem e quando deve mudar

Afonso Aguiar

Não sabe quais são, nem para que servem os filtros do carro ou quando os deve mudar? Descubra a importância da manutenção destes elementos.

mecânico a segurar um dos filtros do carro

Os filtros do carro são peças fulcrais em qualquer automóvel. No entanto, não é de todo incomum negligenciarmos a sua importância. Ora, é, portanto, importante ter em conta que o seu objetivo primordial é proteger das impurezas que depois atacam internamente.

No caso dos veículos a motor, essas impurezas, quando não filtradas, prejudicam a longevidade do motor, as emissões de CO2, entre outras coisas. Como a maior parte das pessoas não sabe a importância dos filtros do carro, acaba por ter pouco cuidado com os mesmos.

Neste sentido, criamos um compêndio que explica a importância de cada tipo, quando os deve trocar e o que pode acontecer na pior das hipóteses.

Os diferentes filtros do carro e sua manutenção

Existe quatro tipos de diferentes filtros de carro, divididos em duas categorias.

Os filtro de ar, combustível e do óleo servem para proteger os componente físicos do automóvel. Por seu lado, o filtro do habitáculo tem como objetivo garantir a qualidade do ar para os ocupantes no interior.

Vamos, então, conhecer melhor cada um.

Filtro do ar

Composto por um tipo de papel diferenciado ou malha de aço, faz parte do sistema de admissão de um automóvel. O seu propósito é impedir que as partículas de pó entrem na câmara de combustão.

Caso os filtros estejam danificados e não consigam fazer a retenção, as partículas que entrarem podem rachar as paredes dos cilindros e os pitões, o que provocaria a deterioração do motor.

Consequentemente, o motor pode começar a ter dificuldades ao arrancar, perde potência, tem falhas no seu funcionamento. Além disso, também poderá notar um aumento no consumo de combustível e de CO2.

Os especialistas recomendam a substituição de filtros standard nas situações acima indicada, ou a cada mudança de óleo ou a cada 10 000/15 000 quilómetros de circulação. Já os filtros de ar de elevado desempenho têm uma vida útil mais longa e devem ser substituídos ao fim de 35 000/50 000 quilómetros de uso.

Filtro do combustível

O filtro de combustível é um dos filtros do carro que fica localizado entre o depósito de combustível e o motor. O seu design assemelha-se a um cilindro.

A função do filtro de combustível é, como o próprio nome indica, filtrar as impurezas que estão presentes no combustível, para assim proteger o motor.

O pior problema, neste caso, é quando o filtro fica entupido. Isso poderá provocar um aumento de combustível, consequentemente de CO2 e até originar problemas no arranque do motor, uma vez que não recebe combustível. Também poderá notar dificuldades em acelerar e que o carro avance aos “solavancos”.

Resumindo, apesar de não atacar diretamente o motor, acaba por fazê-lo de forma indireta, colocando em causa o desempenho de todo o automóvel.

O recomendado pela maioria é trocá-lo a cada 10 mil quilómetros ou quando sentir os sintomas acima.

Filtro do óleo

O filtro do óleo é um elemento básico para o bom funcionamento do motor. Tem como objetivo diminuir a contaminação do próprio óleo e garantir que o mesmo demora mais tempo antes de ser trocado.

Por outras palavras, é o componente que se encarrega de proteger a mecânica do motor, o próprio óleo e o circuito de lubrificação. Um filtro de óleo comprometido poderá colocar em causa todas as componentes do automóvel, inclusive o motor.

Uma vez que é vital para garantir uma boa lubrificação de todas as componentes de um carro, aconselha-se trocá-lo sempre que fizer a mudança de óleo, para que o novo líquido não seja contaminado com os resquícios que lá existam.

Apesar de depender da marca, é aconselhável trocar o óleo e consequentemente o filtro do óleo a cada 20 mil quilómetros.

Filtro do habitáculo

Normalmente quadrangular ou retangular, o filtro do habitáculo garante a qualidade do ar no interior do veículo. Este filtra as impurezas que possam vir a entrar, tais como o pólen e o pó.

Deve ser trocado a cada 15 mil quilómetros, ou quando sentir um mau cheiro ao ligar o ar condicionado.

Filtros do carro: e no caso de veículos elétricos e híbridos?

Em termos de filtros do carro, os veículos híbridos têm os mesmos do que os carros movidos a combustão. Ou seja, os filtro de ar, de combustível, de óleo e do habitáculo. Já os automóveis elétricos costumam ter menos.

Por norma, os automóveis elétricos têm menos peças e, portanto, desgastam-se mais devagar. Uma das vantagens é terem menos filtros. Apesar de manterem o filtro do habitáculo para os passageiros, costumam ter apenas mais um filtro: o da bateria. No entanto, poderá depender da marca.

Ainda não há estudos suficientes sobre quando se deve trocar o filtro da bateria, mas o objetivo passa por impedir a entrada de pós, poeiras e outros elementos que possam prejudicar o funcionamento da mesma.

Como a maior parte dos automóveis elétricos, têm garantia de vários anos ou centenas de quilómetros. Assim, a necessidade de trocar o filtro será ponderada apenas quando começar a sentir que a bateria já não responde da mesma forma. Nesse caso, deve levá-la à marca de origem.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].