ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
André Freitas
André Freitas
08 Jan, 2021 - 14:59

O que precisa de saber sobre a mobilidade elétrica em Portugal

André Freitas

O que é a mobilidade elétrica, quais as suas vantagens e como se pode ajustar à vida dos portugueses? Descubra todas as respostas aqui.

imagem de um carro de folhas dentro de uma lâmpada a representar a mobilidade elétrica

Com o surgimento e desenvolvimento dos veículos ecológicos, muito se tem falado sobre a mobilidade elétrica.

Apesar de existir tanta conversa em torno deste tema, a mobilidade elétrica é muito mais do que apenas carros elétricos. 

A aposta neste tipo de mobilidade ecológica prende-se sobretudo por razões ambientais. No entanto, os benefícios estendem-se para além da componente ecológica.

Mas, afinal o que é a mobilidade elétrica? Quais são as suas vantagens e como se pode introduzir na vida dos portugueses? Continue a ler o artigo para descobrir a resposta a estas questões.

O que é a mobilidade elétrica?

A mobilidade elétrica consiste numa aposta sustentável em meios de transporte movidos a energia elétrica. 

A exploração, a aposta e o desenvolvimento da mobilidade elétrica surge como uma necessidade, neste caso para combater os níveis de poluição ambiental. 

São cada vez mais os tipos de veículos movidos a energia elétrica, como por exemplo: carros, trotinetes, autocarros, bicicletas, etc

Esta aposta está a acontecer em praticamente todo o mundo, e Portugal não é exceção.  

Qual o estado da mobilidade elétrica em Portugal

A crescente oferta de veículos elétricos gera um segmento cada vez mais rico em modelos que facilita a penetração dos mesmos na sociedade.

Atualmente, existem cerca de 40 mil veículos elétricos e híbridos plug-in em Portugal. O consequente aumento dos veículos elétricos também faz com que seja necessário expandir a infraestrutura de carregamento, que conta com aproximadamente 3000 tomadas de carregamento em 760 postos de carregamento.

Em Portugal durante o ano de 2020 foram vendidos mais de 15.000 automóveis elétricos. Este é um número bastante significativo se pensarmos que é uma tecnologia que ainda se encontra em desenvolvimento em Portugal e que apresenta um custo superior, quando comparado com as alternativas. 

Em simultâneo, também se tem verificado o aumento do uso de bicicletas, motos e trotinetes elétricas, um pouco por todo o país. 

No entanto, destacam-se as cidades maiores com o desenvolvimento das plataformas de aluguer de trotinetes, bicicletas e até motos elétricas..

Nos próximos tópicos iremos desenvolver como ter um carro elétrico ou priorizar transportes elétricos pode ser um investimento sustentável e de futuro. 

Benefícios da mobilidade elétrica

Como abordado noutros artigos, a mobilidade elétrica apresenta várias vantagens e a vários níveis, destacando-se sobretudo as vertentes ecológicas e financeiras. 

Quando se fala em benefícios ambientais estes estão diretamente relacionados com:

  • Redução da emissão de gases poluentes;
  • Redução do uso dos combustíveis fósseis;
  • Melhoria da qualidade do ar;
  • Preservação de habitats naturais e de algumas espécies.

Já os benefícios a nível financeiro são mais diretos para o consumidor. Isto é, refletem-se mais diretamente e quantitativamente no dia a dia do proprietário das seguintes formas:

  • Custos de manutenção dos carros mais baixos;
  • Custo da energia elétrica inferior ao custo dos combustíveis fósseis;
  • Benefícios na aquisição e uso de veículos elétricos, tais como: isenção ISV e IUC e até IVA dedutível (apenas para empresas);
  • Incentivos monetários à aquisição de veículos elétricos (carros, motos e bicicletas elétricas) para particulares ou empresas.

Fiscalidade Verde

Estes benefícios na aquisição e os incentivos monetários encontram-se inseridos no programa de Fiscalidade Verde, que tem como objetivo criar hábitos de mobilidade e consumo sustentáveis e premiar quem demonstra comportamento “amigo do ambiente”.

Para além destes benefícios é ainda importante salientar as restrições que os carros movidos a combustíveis fósseis têm sido visados.

Certos países e cidades têm implementado legislações que proíbem a circulação de motores a combustão, o que revela a seriedade e compromisso da sociedade em combater a emissão de gases poluentes.

Como é que os veículos elétricos se podem encaixar na sua vida

Carros elétricos

carro elétrico a carregar

O automóvel é um “velho amigo” da população portuguesa. A grande novidade é a aposta numa tecnologia amiga do ambiente, neste caso, através da energia elétrica.

A grande maioria das marcas já investe em modelos elétricos. Como vimos, o número de automóveis elétricos nas garagens dos portugueses é bastante significativo. 

Aliás, não é só nas garagens dos portugueses, as próprias entidades de transportes públicos também já contam com veículos elétricos na sua frota.

Mesmo com este uso crescente, ainda tem receio que os automóveis elétricos não respondam às suas necessidades? Veja como é que estes lhe podem ser úteis no seu quotidiano.

Diferentes tecnologias no mercado

De momento, encontram-se quatro versões de carros elétricos disponíveis no mercado:

  • Veículos 100% elétricos: utilizam um sistema de motorização elétrico alimentado por energia armazenada em baterias como único meio de propulsão. Há automóveis que apresentam autonomias superiores a 400 km num modo totalmente elétrico; 
  • Híbridos convencionais: combinam um motor interno de combustão convencional com um sistema de motorização elétrico. Apesar de não circularem num modo exclusivamente elétrico, os híbridos convencionais adequam-se para quem procura uma mobilidade mais ecológica, ao mesmo tempo que reduz os consumos de combustível e realiza um poupança económica;
  • Híbridos Plug-in: de forma semelhante aos híbridos, estes também combinam um motor de combustão com um motor elétrico. Esta tecnologia pode ser carregada através de uma fonte externa e pode funcionar num modo exclusivamente elétrico (até sensivelmente 50 km). Esta tecnologia é útil para quem procura uma mobilidade mais ecológica e reduzir os consumos. 
  • Mild-hybrid: um carro mais ecológico com consumos de combustíveis inferiores do que os convencionais. Esta tecnologia é uma boa alternativa às restantes porque o seu custo de aquisição é inferior. De realçar que não pode ser carregada externamente e não funciona num modo 100% elétrico.

As diferentes tecnologias podem servir as necessidades dos diversos tipos de condutores, seja dos que fazem dezenas de quilómetros ou dos que fazem centenas de quilómetros.

O que é assinalável é que estas contribuem para uma mobilidade mais ecológica através da redução de emissão de gases poluentes, redução do uso de combustíveis fósseis, etc.

Nova tecnologia emergente

Para além destas quatro vertentes elétricas existe uma quinta opção a emergir em Portugal: os carros a hidrogénio. No entanto, o seu estado ainda é bastante prematuro a vários níveis.

Visto que os consumidores procuram cada vez mais soluções de transporte mais ecológicas e económicas, é expectável um aumento considerável na sua produção. Espera-se que este aumento na produção conduza a uma redução do custo de aquisição deste tipo de veículos.

Bicicletas elétricas

zona de estacionamento e carregamento de bicicletas elétricas

Já conhecemos este meio de transporte como um dos mais utilizados na cidade, por serem ecológicos, saudáveis, práticos e baratos.

As bicicletas elétricas surgem então como bicicletas comuns mas com alterações como motores elétricos, controladores e baterias, que ajudam a impulsionar e a deslocar a bicicleta.

Este motor elétrico é um auxiliar precioso sobretudo nos momentos em que se enfrentam subidas com declives maiores, onde é necessário realizar um esforço significativamente maior.

Os primeiros modelos de bicicletas elétricas foram criados no final do século XIX. É claro que hoje, as modernas bicicletas elétricas são muito diferentes dos seus primeiros modelos.

As bicicletas elétricas não são todas iguais e não se limitam a um único modelo: Assim, existem bicicletas para montanha, para cidade (urbanas), dobráveis e mistas.

As bicicletas elétricas são uma ótima opção para quem pretende praticar desporto, fugir do trânsito ou até mesmo para quem pretende ter um meio de transporte mais económico e que cause menos impacto no meio ambiente.

A economia, sustentabilidade, agilidade, conforto e praticidade são apenas algumas das vantagens que destacam este meio de transporte como uma das principais apostas de futuro.

Trotinetes elétricas

trotinetes elétricas paradas no passeio

As trotinetes já são nossas conhecidas há várias décadas, mas a sua versão eléctrica chegou em massa ao mercado recentemente.

Apreciadas pela sua facilidade de utilização e sentido prático, estas podem facilitar bastante a vida de quem se desloca no centro das cidades.

Adequam-se a quase todas as faixas etárias devido ao manuseamento bastante intuitivo. Por isso, é muito comum vermos famílias a darem os seus passeios de trotinete.

Ao contrário de uma trotinete clássica e sem motor, as trotinetes elétricas são mais robustas e pesadas devido às necessidades estruturais e componentes que a integram.

Podem pesar desde 12 a 15kg, na sua grande maioria, dependendo do modelo e da versão. No entanto, são de manuseamento bastante simples e requerem pouco esforço. Este é apenas um dos aspectos que estão a fazer deste velocípede um sucesso.

Vantagens

Para além de serem ecológicas (graças às suas baterias), as trotinetes permitem uma poupança financeira considerável devido ao baixo custo da eletricidade, bem como o baixo custo nível de manutenção.

Uma das principais vantagens passa pelo silêncio e praticidade deste meio de transporte, o que permite uma facilidade incrível de uso. Com o simples desdobrar está pronto para sair de casa e deslocar-se para o espaço definido.

Assim, não precisa de esperar pelo autocarro nem táxi ou de ficar nas filas de trânsito. Pode mesmo, até, estacionar o seu carro num ponto mais afastado do seu trabalho de fácil estacionamento e fazer o resto do caminho de trotinete. As hipóteses são muitas.

Como referido, um fator que veio contribuir para a expansão rápida e massiva deste meio de transporte foi as empresas de aluguer de trotinetes elétricas que se espalham um pouco por toda a Europa.

Em Portugal, já as vemos um pouco por todo o país: Lisboa, Porto, Braga. Para além disso, a previsão aponta para um aumento significativo do número destes velocípedes por todo o mundo nos próximos anos. 

Conclusão

Tendo como objetivo introduzir uma mentalidade cada vez mais sustentável na sociedade, será necessário apostar numa maior diversificação das marcas na oferta de modelos elétricos.

Para que a mobilidade elétrica seja superior à mobilidade a combustíveis fósseis é preciso que a infraestrutura de carregamento se desenvolva ainda mais, que as baterias apresentem uma maior autonomia e vida útil e sobretudo que o preço de aquisição seja mais baixo.

Mais ainda, é expectável que a procura por estes meios sustentáveis aumente em grande percentagem nos próximos tempos, sendo que é cada vez mais uma prioridade de compra para os consumidores.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].