Teresa Campos
Teresa Campos
09 Set, 2019 - 11:59
Saiba o que são furúnculos e como tratá-los

Saiba o que são furúnculos e como tratá-los

Teresa Campos

Os furúnculos são infeções cutâneas profundas que devem ser tratados, de modo a que o problema não alastre e afete outras áreas do corpo.

O artigo continua após o anúncio

Os furúnculos são um abcesso provocado por uma bactéria. Embora, habitualmente, desapareçam passados alguns dias, é importante ter cuidados extra de higiene, de modo a impedir que a infeção alastre.

Em casos mais raros e graves, pode mesmo ser necessário a consulta de um profissional de saúde e a intervenção de um médico, para solucionar o problema. Fique a saber a que sinais deve estar atento e como proceder se surgirem um ou mais furúnculos no seu corpo.

Furúnculos: causas, sintomas e formas de tratamento

tratar furunculos

Os furúnculos são infeções cutâneas provocadas por uma bactéria que surge perto da raiz do pelo. Essa infeção atinge o folículo piloso, a glândula sebácea e o tecido subcutâneo.

Como já foi referido, no geral, os furúnculos são provocados pela bactéria Staphylococcus aureus, comum na pele e fossas nasais de todos nós. Assim, qualquer lesão da pele (feridas, picadas de insetos ou cortes, por exemplo) pode permitir a “entrada” desta bactéria no nosso organismo.

Fatores de risco

Há indivíduos com mais propensão para o desenvolvimento de furúnculos, nomeadamente pessoas que sofram de:

  • Diabetes (pois dificulta a ação dos anticorpos contra a bactéria causadora da infeção);
  • Doenças na pele, como acne e eczema;
  • Imunidade comprometida (visto que dificulta a reação do corpo a infeções);
  • Obesidade (porque aumenta a incidência de lesões).

Sintomas e zonas mais sensíveis

Considera-se furúnculo sempre que a infeção bacteriana afeta o tecido subcutâneo, em volta do folículo, criando um abcesso. O furúnculo assemelha-se a uma borbulha ou espinha, com base avermelhada e rígida e um ponto central de pus amarelado. Além disso, causa dor, ao tocar. Caso haja lugar a febre, deve consultar de imediato um médico.

Outras infeções idênticas, mas com caraterísticas diferentes, são por exemplo a foliculite – infeção localizada e restrita ao folículo piloso -, ou a furunculose – caraterizada pelo aparecimento de furúnculos múltiplos ou recorrentes.

Embora os furúnculos possam surgir em qualquer região pilosa, eles são mais frequentes em áreas húmidas e mais expostas ao atrito, tais como nádegas, virilhas, axilas, coxas, face e pescoço.

O artigo continua após o anúncio

Cuidados e tratamento

Se identificar a presença de um furúnculo, antes de mais deve começar por nunca o tentar espremer, para evitar que as bactérias se espalhem e a área infetada aumente. Além disso, deve reforçar os cuidados de higiene, usando uma toalha em específico para limpar essa zona corporal e lavando-a de imediato, após utilização.

Normalmente, o tratamento passa por lavar a zona afetada com água e sabão neutro. Além disso, vale a pena aplicar compressas húmidas com água quente, três vezes por dia, na área infetada (para ajudar à saída do pus). Depois, deve limpar bem a região e tomar sempre as medidas de prevenção devidas para a infeção não se espalhar.

Se estes passos não forem suficientes e se ao fim de 10 dias o problema não sarar, então deve consultar um médico para avaliar a situação e, se necessário, tomar outras medidas, como a prescrição de antibióticos. Em alguns casos, pode ser necessária a intervenção de um profissional para garantir a drenagem, assim como para se certificar que a infeção não espalha, nem deixa cicatriz.

Prevenção

Há indivíduos com mais tendência para o desenvolvimento de furúnculos (ver acima fatores de risco). Essas pessoas devem tomar medidas preventivas, como adotar cuidados extra de higiene, limpar a pele com substâncias antisséticas, lavar as mãos com frequência e trocar com frequência a roupa da cama e as toalhas do WC.

Diferenças entre furúnculos e pelos encravados

Embora possam ser confundidos por algumas pessoas, os furúnculos e os pelos encravados não são a mesma coisa. Enquanto o pelo encravado carateriza-se pela sua forma mais superficial e menos dolorosa, ao redor do pelo, o furúnculo é mais profundo e doloroso, formando mesmo uma espécie de abcesso.

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp