Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
18 Jun, 2019 - 16:01
Gijón: cidade de sidra, tapas e museus

Gijón: cidade de sidra, tapas e museus

Mónica Carvalho

Sidra, tapas e museus. Na cidade de Gijón, estas três palavras resumem esta pérola das Astúrias. Saiba onde ir e o que visitar.

O artigo continua após o anúncio

A cidade de Gijón fica muitas vezes em segundo plano quando comparada com Oviedo, na Região Autónoma das Astúrias, mas tem muitos motivos para se tornar numa verdadeira prioridade para quem está a pensar numa escapadinha no outro lado da fronteira.

É uma cidade com um forte lado industrial, já que produz ferro, aço e produtos químicos, sendo o principal terminal de carga do carvão asturiano, mas também com uma animada e interessante “movida”, onde se comem tapas deliciosas acompanhadas de um copo de sidra, a bebida típica da região.

A cidade tem-se modernizado e evoluindo tendo em conta as solicitações contemporâneas e, nesse sentido, não faltam ruas pedestres, parques, passeios à beira-mar, atrações culturais, lojas e restaurantes de grande qualidade.

Gijón é uma cidade surpreendentemente envolvente e onde é possível aproveitar bem a vida.

“Gijón de Sidra”

Gijon sidra
A sidra é a bebida mais popular em Gijon

Provavelmente já experimentou sidra, uma bebida alcoólica preparada com sumo fermentado de maçã. Mas talvez não saiba que Gijón é um importante centro de produção desta bebida e, como tal, uma cidade para se apreciar esta bebida um pouco por todo o lado.

De tal forma é a sua fama que há um festival que celebra a bebida, o “Gijón de Sidra”, um verdadeiro evento gastronómico e cultural que é cada vez mais uma referência nacional e internacional de atração turística.

No “Gijón de Sidra” participam os melhores bares e restaurantes de sidra da cidade que, assim, podem mostrar esta delícia a mais pessoas, a preços mais em conta e em diferentes variedades.

Durante a altura do festival é criado um “Sidromapa”, que consiste numa guia que mostra as rotas propostas com as sidras participantes, o tipo de sidra que disponibilizam, bem como o mapa dos produtores das principais marcas de sidra, para que saiba o que está a beber. E acredite que ver a sidra a sair de jato dos barris em direção aos copos é um espetáculo a não perder.

O artigo continua após o anúncio

Gijón: os melhores sítios para “tapear”

tapas

A sidra pode ser a protagonista desta cidade, mas os pratos de aperitivos não ficam atrás. As chamadas “tapas”, que já começam a ser igualmente preparadas e consumidas em muitos restaurantes portugueses, são uma excelente forma de petiscar inúmeras delícias, entre pratos de queijos, enchidos, croquetes, azeitonas ou pão.

Podemos encontrar bares de tapas em Gijón um pouco por toda a cidade, mas aqui revelamos os melhores para que tenha uma experiência única.

Gijón: atrações culturais a não perder

gijon

A parte mais antiga da cidade de Gijón está concentrada no promontório conhecido como Cimadevilla, o antigo bairro dos pescadores e é por lá que se localizam muitas das principais atrações culturais da cidade.

Elogio del Horizonte

Trata-se de uma escultura de cimento ousada, virada para o mar, da autoria do artista basco Eduardo Chillida, que se tornou num símbolo da cidade.

Museo del Ferrocarrils de Asturias

O excelente museu ferroviário de Gijón explora o importante e multifacetado papel dos comboios na história das Astúrias. Por lá encontra mais de 50 locomotivas e carruagens, exibições informativas e uma interessante parafernália de artigos, sempre dentro do tema ferroviário.

Cidade do Trabalho da Cultura

Construído inicialmente como um centro de treinamento vocacional dirigido por jesuítas, na década de 40 do século XX, este espaço é agora um dinâmico centro de artes e educação que abriga parte da Universidade de Oviedo.

Pode visitar o impressionante pátio principal de forma gratuita, bem como a torre inspirada na Giralda, com uma altura de 130 metros, para uma das melhores vistas sobre a cidade.

Jardín Botánico Atlántico

Este jardim botânico conta com cerca de 2000 espécies diferentes é uma excelente exceção ao movimentado centro da cidade, bem como uma boa oportunidade para compreender melhor a flora de Espanha e dos territórios circundantes.

O artigo continua após o anúncio

Villa Romana de Veranes

A cerca de 12 quilómetros a sudoeste de Gijón, poderá testemunhar os restos desta villa romana do século IV. O edifício principal foi transformado em igreja na Idade Média e alguns mosaicos romanos originais sobreviveram até à atualidade.

Muséu del Pueblu d’Asturies

Este museu é dedicado à cultura tradicional das Astúrias, com exposições de gaitas de foles, culinária, carruagens e até mesmo vestidos de festa de dança do século XIX.

A zona onde está inserida é igualmente de uma beleza típica, com vários armazéns de cereais e alguns abrigos peculiares de pastores.

Museo Casa Natal de Jovellanos

Em plena Plaza de Jovellanos, a casa do famoso político espanhol do século XVIII Gaspar Melchor de Jovellanos, é atualmente o espaço que abriga o Museo Casa Natal de Jovellanos. Por lá encontra inúmeras obras de arte de vários artistas asturianos.

Termas Romanas

No extremo sudeste de Cimadevilla encontrará a zona dos banhos romanos da cidade, construídos por volta do ano 100. São séculos de história que pode conhecer um pouco melhor graças ao museu subterrâneo existente no local.

Torre del Reloj

Construída em 1572, no topo das ruínas das muralhas romanas de Gijón, esta é uma impressionante torre de tons encarnados e que tem uma longa história, não só por ter sido utilizado como a prisão da cidade, mas também por ter acolhido a sede da câmara municipal.

Gijón: ficha técnica

Gijon roteiro
A praça central de Gijon durante a noite

Como ir

  • De carro: Lisboa – Gijón (801 km), via A6 e A23/Porto – Gijón (524 km), via A4 e A52
  • De autocarro: Lisboa Oriente – Valladolid (Alsa) / Valladolid – Gijón-Sanz Crespo (Renfe)
    Porto (partida da Alsa junto à Casa da Música) – Gijón

Dicas úteis

O artigo continua após o anúncio

Confira todas as informações sobre Gijón, aqui

Dados genéricos

  • Língua: espanhol
  • População: 280 mil habitantes
  • Localização: Comunidade Autónoma de Astúrias
  • Extensão: 181,7 quilómetros quadrados
Veja também