Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Ekonomista
Ekonomista
12 Out, 2020 - 12:30

Governo aumenta salários à custa de corte na retenção na fonte de IRS

Ekonomista

Redução média de 2% na taxa de retenção na fonte de IRS vai aumentar salário mensal de pelo menos dois milhões de portugueses.

Casal a fazer orçamento mensal

Tal como fez em 2018, 2019 e 2020, o Governo prepara-se para mexer nas taxas de retenção na fonte do IRS em 2021, tendo como principal objetivo aumentar o rendimento líquido mensal dos trabalhadores. Já as taxas gerais dos escalões deverão manter-se. A notícia foi avançada pelo semanário Expresso, que teve acesso a à versão preliminar do Orçamento do Estado para 2021.

Ao diminuir os descontos mensais que são feitos nos salários e pensões, o Executivo pretende aumentar o rendimento disponível destes contribuintes. Em contrapartida, a devolução (reembolso) do IRS no ano seguinte será menor.

A redução da taxa será de, em média, 2%, mas aplicada com progressividade, sendo superior para quem tenha menores rendimentos e inferior para quem ganha mais.

De acordo com as contas do Governo, a medida beneficiará cerca de dois milhões de portugueses.

Veja também