ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
28 Jul, 2021 - 11:45

8 erros comuns ao guardar alimentos no frigorífico a evitar

Catarina Milheiro

São muito comuns estes erros ao guardar os alimentos no frigorífico. Revê-se em alguns? Tome nota do que precisa fazer para não correr riscos.

erros ao guardar os alimentos no frigorífico

Aprender quais são os erros mais comuns ao guardar alimentos no frigorífico é essencial para o nosso bem-estar. Afinal, são precisamente estes erros que podem colocar em causa a correta preservação dos alimentos e, consequentemente, a nossa saúde.

A verdade é que muitas vezes não conhecemos a 100% o funcionamento de todos os nossos eletrodomésticos e, por isso mesmo, cometemos erros sem sequer darmos conta.

No caso do frigorífico, uma simples má organização dos alimentos poderá fazer com que uns apodreçam mais cedo, fiquem com um sabor alterado ou ainda em alguns casos, chegarem a um ponto em que causam mesmo intoxicações alimentares.

Para que nada disto aconteça em sua casa, fique connosco e saiba tudo sobre como guardar alimentos no frigorífico de forma adequada.

Está a cometer algum destes erros ao guardar alimentos no frigorífico?

Atente à lista e veja bem o seu frigorífico. Corrigir estes erros permitem ajudar a combater o desperdício alimentar e também a poupar dinheiro. Além disso, até o pode obrigar a ser mais criativo na cozinha.

colocar alimentos no frigorífico
1

Não estar atento à temperatura do frigorífico

Um dos erros mais comuns ao guardar alimentos no frigorífico é a não regulação da temperatura. Atualmente já existem frigoríficos cuja regulação da temperatura é feita automaticamente, consoante a temperatura ambiente.

Contudo, na maioria dos frigoríficos comuns é necessário sermos nós a fazer este trabalho. Para isso, é extremamente importante que o termostato se mantenha entre os 0ºC e os 4ºC.

Desta forma, irá prevenir o desenvolvimento de bactérias na comida que armazena e o apodrecimento precoce dos alimentos.

2

Colocar produtos que não necessitam de estar no frigorífico

A verdade é que nem todos os produtos precisam de estar no frigorífico. Assim, alimentos como o alho, a cebola, as batatas, os tomates ou os citrinos não deverão ser armazenados no seu frigorífico – poderão afetar o seu sabor e até mesmo a textura.

Por exemplo: opte por colocar as bananas, os pêssegos e abacates dentro do frigorífico apenas se estiverem a amadurecer rapidamente. Desta forma, conseguirá impedir um amadurecimento precoce e prolongá-los por mais uns dias.

3

Colocar refeições pré-cozinhadas nas prateleiras inferiores

Guardar alimentos no frigorífico pode ser um verdadeiro desafio. Sabia que as temperaturas são mais consistentes na parte superior? É precisamente por esse mesmo motivo que deverá (sempre que possível) guardar as refeições pré-cozinhadas na parte superior.

Além das refeições pré-cozinhadas, aconselhamos ainda a guardar nesta zona as ervas aromáticas, bebidas e outros restos de comida que não precisem de ser tão cozinhados.

4

Guardar o pão no frigorífico

Apesar de não parecer um erro comum, muitas pessoas optam por guardar o pão no frigorífico para que não apodreça com facilidade.

Contudo, o frigorífico retira toda a humidade do pão, tornando-os menos apetitosos. No fundo, o ideal é guardar o pão no congelador e retirar umas horas antes de o ingerir.

Só assim conseguirá manter o sabor fresco do pão, como no dia em que o colocou no congelador.

5

Guardar as ervas aromáticas dentro de um saco numa gaveta

Quantas vezes guardamos as ervas dentro de um saco e colocamos rapidamente numa das gavetas do frigorífico? Apesar de parecer que temos tudo muito bem encaixado e organizado, esta não deve ser uma opção.

De facto, guardar as ervas aromáticas num saco só vai fazer com que apodreçam mais cedo e quando der por ela, verá que estarão podres. 

Por exemplo: no caso da salsa, opte por colocá-la num frasco ou copo com água sem nada a tapar numa das prateleiras superiores do seu frigorífico.

6

Deixar que os vegetais se estraguem e se tornem pegajosos

Muitas vezes estamos tão distraídos ou sem tempo com as tarefas do dia-a-dia que quando nos apercebemos damos com uma enorme quantidade de verduras pegajosas no nosso frigorífico.

Tal como as ervas, os vegetais também apodrecem e ficam pegajosos. Um bom truque é colocar uma folha de papel de cozinha dentro do saco ou gaveta onde estiverem armazenados para que absorva toda a humidade.

Sempre que a folha de papel estiver húmida, retire-a e substitua por outra – verá que conseguirá impedir o amadurecimento dos vegetais de forma eficaz.

7

Guardar alimentos enlatados nas próprias latas

Apesar de sabermos que é muito mais rápido utilizar uma lata de salsichas e colocar o resto no frigorífico de forma imediata, este é definitivamente um erro que não devemos cometer.

Exemplos de alimentos em que isto acontece frequentemente são o grão-de-bico, feijão-frade, atum, salsichas ou polpa de tomate até. No entanto, sempre que armazena estes alimentos na lata aberta no seu frigorífico, eles irão ganhar um sabor forte e pouco desagradável – a metal.

Opte por transferir os restos dos enlatados para um frasco de vidro e notará uma diferença imediata.

8

Encher demasiado o frigorífico

Lembre-se que o frigorífico precisa que o ar flua para conseguir refrigerar. Por isso, não o encha em demasia e limpe-o pelo menos, duas vezes por mês, para afastar bactérias e odores indesejados.

Pode parecer uma tarefa complexa, mas acredite que não é. Manter o frigorífico corretamente arrumado passa, acima de tudo, por ter consciência das diferentes temperaturas existentes no seu interior e a forma como elas interagem no processo de conservação dos alimentos.

Veja também