Viviane Soares
Viviane Soares
26 Jul, 2019 - 09:20
Conheça as soluções de apoio à inovação e empreendedorismo da CGD

Conheça as soluções de apoio à inovação e empreendedorismo da CGD

Viviane Soares
Patrocinado por:

Existem soluções de apoio à inovação e empreendedorismo que podem dar o devido empurrão ao crescimento sustentável da sua PME. Invista na transformação digital da sua empresa e projete o negócio para o futuro.

Quando falamos em transformação digital referimo-nos essencialmente a uma mudança conceptual e estratégica na forma de pensar os negócios. Digamos que esta é uma condição essencial do contexto da Indústria 4.0 – já considerada a Quarta Revolução Industrial dos tempos modernos.

Esta mudança na forma como as empresas atuam e, por conseguinte, chegam aos seus clientes, não é um processo propriamente novo. Recorde-se que, em Portugal, a iniciativa Indústria 4.0 (i4.0) foi lançada há dois anos e, já em abril deste ano, o Governo apresentou a segunda fase da iniciativa, tendo como principal objetivo incentivar a digitalização da economia.

O i4.0 tem como missão estimular o crescimento económico e social através da transformação digital massificada do tecido empresarial, envolvendo 20 mil empresas e mais de 50 entidades públicas e privadas, formar mais de 200 mil trabalhadores e financiar mais de 350 projetos transformadores.

Num horizonte de dois anos, e no âmbito desta iniciativa, está previsto um investimento de 600 milhões de euros para acelerar este processo.

Inovação e empreendedorismo podem projetar a sua empresa para o futuro

inovacao e empreendedorismo

O processo de transformação digital das empresas tem vindo a garantir bastantes benefícios para o tecido empresarial nacional, nomeadamente a otimização e eficiência dos processos de produção, distribuição, gestão e administração (e, com isto, a redução das despesas gerais); o aumento da segurança e da qualidade dos serviços prestados pelas empresas; uma maior competitividade no mercado global; a satisfação das necessidades reais dos clientes.

Importa, contudo, perceber que, se é certo que o conceito de transformação digital está profundamente associado à integração da tecnologia no processo de negócio de uma empresa, não se resume a ela. A verdadeira transformação digital exige das empresas e dos seus líderes a abertura suficiente para a inovação e empreendedorismo, desafiando as regras estabelecidas, retendo talento e antecipando tendências.

Assim sendo, as empresas devem começar por repensar os processos desde o modelo de negócio até à relação com o cliente (passando, claro, pelos processos internos).

Além destes desafios, há outros a considerar, nomeadamente a aposta na qualificação dos recursos humanos para as novas tecnologias e processos e, claro, na capitalização do negócio – tendo em vista a implementação das alterações necessárias.

É precisamente sobre a capitalização das empresas que a Caixa tem vindo trabalhar no  – sentido de lhe ir garantido, em cada etapa de crescimento, e em cada área de negócio as soluções adequadas.

Recorde-se que a Caixa tem vindo apoiar não só os pequenos empresários, mas também as micro, pequenas e médias empresas, com linhas de crédito específicas.

Linhas de crédito CGD: financiamento para alavancar o seu negócio

 1. Caixa invest Inovação

inovacao e empreendedorismo

O Caixa Invest Inovação é uma solução que conta com o apoio financeiro da União Europeia através do Programa Horizonte 2020 e do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), criados no âmbito do Plano de Investimento para a Europa.

Dirige-se às empresas que procuram melhorar o desempenho económico e financeiro, investindo em inovação ou simplesmente na modernização da organização, processos, produtos, distribuição, por exemplo.

Procura dar resposta aos imperativos de inovação ou adaptação de cada negócio à constante mudança do mercado, através de uma solução que favorece os clientes no preço a praticar no financiamento.

Para quem?

São elegíveis as empresas com menos de 500 colaboradores que pretendam desenvolver ou implementar um novo produto ou serviço, processo, modelo de negócio, ou que estejam a investir em investigação, com o propósito de melhorarem a sua performance económica.

De sublinhar que esta linha também apoia investimentos de empresas reconhecidamente inovadoras.

Qual o montante que esta linha de crédito disponibiliza?

A linha Caixa Invest Inovação disponibiliza um montante de 25.000€ até 7.500.000€ num prazo de pagamento até 10 anos. Ou seja, é um financiamento de médio longo prazo que pode ser também um crédito especializado de Leasing.

E quais são as taxas de juro?

As taxas de juro podem ser fixas ou variáveis, e são apresentadas caso a caso em função de um conjunto de variáveis diretamente relacionadas com cada investimento.Apontamos como exemplo as seguintes condições:

Taxa Fixa: TAE de 5,060%, calculada com base na TAN de 3,323% (Taxa Swap a 10 anos de 0,873% + spread de 2,450%), para um financiamento de 1.000.000 euros, pelo prazo de 84 meses e prestações mensais de capital e juros.

Taxa Variável: TAE de 3,901%, calculada com base na TAN de 2,213% (Euribor 6M de -0,237% + spread de 2,450%), para um financiamento de 1.000.000 euros, pelo prazo de 84 meses e prestações mensais de capital e juros.

Principais vantagens

Dado que esta linha de crédito conta com uma garantia a 50% por parte do Fundo Europeu de Investimento, é de frisar as seguintes vantagens:

  • A garantia associada contribui positivamente para a análise de risco do crédito;
  • Preçário vantajoso;
  • Prazo alargado até aos 10 anos;
  • Rapidez na resposta por o enquadramento na linha ser uma decisão exclusivamente da Caixa.

Consulte a página da CGD sobre esta linha de crédito para mais informações >>

2. Linha Capitalizar 2018 – Indústria 4.0 /Apoio à Digitalização

inovacao e empreendedorismo

A linha Indústria 4.0 /Apoio à Digitalização é uma linha específica de crédito com garantia mútua que integra as soluções de financiamento da Caixa para Micro, Pequenas e Médias Empresas, protocolada com as Sociedades de Garantia Mútua –, o IAPMEI e a PME Investimentos.

Tem como principal finalidade apoiar as necessidades de fundo de maneio ou de investimento de empresas que se dediquem à produção ou desenvolvimento de soluções tecnológicas no âmbito da Indústria 4.0, bem como financiar a aquisição destas soluções por parte de empresas que pretendam promover a sua aplicação, acrescida de fundo de maneio de até 20% do valor do investimento.

Para quem?

Esta linha de crédito destina-se preferencialmente às PME ou outras empresas com um volume de negócios inferior ou igual a 150 milhões de euros, que não integrem grupos empresariais cuja faturação consolidada seja superior a 200 milhões, e que cumpram, cumulativamente, os seguintes requisitos:

  • Desenvolvam, produzam ou adquiram soluções tecnológicas no âmbito da Indústria 4.0;
  • Apresentem uma situação líquida positiva no último balanço aprovado; as empresas com situação líquida negativa no último balanço aprovado poderão aceder à linha caso apresentem esta situação regularizada em balanço intercalar aprovado até à data de enquadramento da operação;
  • Comprovem ausência de incidentes não regularizados junto da Banca à data de emissão de contratação;
  • Tenham a situação regularizada junto da Administração Fiscal e da Segurança Social.

Qual o montante que esta linha de crédito disponibiliza?

A linha Indústria 4.0 /Apoio à Digitalização disponibiliza um montante total de 100 milhões de euros para a transformação digital das empresas que adquiram, desenvolvam ou produzam soluções tecnológicas no âmbito da Indústria 4.0. Para cada empresa, disponibiliza um montante máximo de 1.000.000€ (ou 1.500.000€ no caso das PME Líder). O prazo de pagamento é de até 7 anos (máximo de 24 meses de carência de capital).E quais são as taxas de juro?

Os juros são integralmente suportados pelas empresas beneficiárias e liquidados antecipadamente, de acordo com a periodicidade das amortizações de capital.

Por exemplo, em junho de 2019, a TAE era de 1,977%, com base na TAN de 1,748% (Euribor 6M de -0,237% + spread de 1,985%), para um financiamento sob a forma de mútuo de 750.000 euros, a empresa PME Líder, pelo prazo de 4 anos e período de carência de 6 meses.

A cobertura por garantia mútua assegura até 65% do capital em dívida a cada momento.

E quais são as taxas de juro?

Os juros são integralmente suportados pelas empresas beneficiárias e liquidados antecipadamente, de acordo com a periodicidade das amortizações de capital.

Por exemplo, em julho de 2019, a TAE era de 1,933%, com base na TAN de 1,706% (Euribor 6M de -0,279% + spread de 1,985%), para um financiamento sob a forma de mútuo de 750.000 euros, a empresa PME Líder, pelo prazo de 4 anos e período de carência de 6 meses.

A cobertura por garantia mútua assegura até 70% do capital em dívida a cada momento.

Comissões, bonificações e encargos

  • Comissões de garantia mútua, com bonificação de 100% pelo Finova;
  • Comissão de Estudo e Contratação de 0,50%;
  • Isenção das restantes comissões e taxas habitualmente cobradas, excluindo-se todos os custos e encargos, associados à contratação do financiamento.

Para informações detalhadas sobre as condições de elegibilidade, consulte o Documento de Divulgação e contacte o seu gestor Caixa Empresas >>

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp