Teresa Campos
Teresa Campos
02 Set, 2019 - 01:35
Lesão por esforço repetitivo. Sabe o que é?

Lesão por esforço repetitivo. Sabe o que é?

Teresa Campos

A lesão por esforço repetitivo é uma das causas mais frequentes para as chamadas doenças profissionais. Perceba mais sobre este problema de saúde.

O artigo continua após o anúncio

Uma lesão por esforço repetitivo é algo bastante frequente e que, por norma, está relacionada com a atividade profissional que o indivíduo tem. Como o nome indica, a repetição de um dado esforço leva ao desgaste de um nervo ou músculo provocando uma lesão que pode ser dolorosa e mesmo incapacitante.

Um dos casos de lesão por esforço repetitivo são, por exemplo, as tendinites, muito comuns em profissões que exercitam constantemente os pulsos, caso nomeadamente das cabeleireiras. Portanto, e independentemente de qual for a sua rotina diária, saiba que estas lesões podem mesmo ocorrer, mas há algumas medidas que também pode tomar para se proteger. Saiba quais.

Lesão por esforço repetitivo. Perceba melhor

lesão por esforço repetitivo

Esta lesão, conhecida pelo acrónimo LER, deve-se ao desempenho de uma atividade repetitiva e contínua, como conduzir, costurar, cozinhar, entre outras. Este problema está sempre relacionado com a ocupação diária da pessoa e pode mesmo constituir uma incompatibilidade entre os requisitos físicos da tarefa e a capacidade física do indivíduo.

Além da sua repetição constante, há outros fatores que podem potenciar o surgimento deste problema, tais como tracionamentos, postura incorreta, içamento de pesos, entre outros. A manifestação destas doenças é gradual e quando é diagnosticada pode haver já comprometimento da área afetada.

Tratamentos e apoios

O tratamento para uma LER varia muito, pois depende do tipo de problema em causa. O mais importante é seguir as indicações médicas que podem passar por medicamentos, fisioterapia ou até simplesmente repouso.

Além disso, mediante a apresentação de um certificado próprio, pode requerer uma incapacidade temporária por doença profissional, ou seja, um benefício pago em dinheiro ao trabalhador com suspeita de doença profissional, durante um período de tempo limitado, pela perda ou redução da capacidade de trabalho ou de ganho resultante dessa doença.

Prevenção

As medidas preventivas para as LER dependem, obviamente, da atividade em causa. Contudo, há vários estudos de adaptação ou ajustamento do meio ambiente (trabalho ou lazer) às caraterísticas psico-fisiológicas ou particularidades do ser humano.

Essas pesquisas permitem desenhar projetos e adotar medidas que permitem que o indivíduo proteja a sua saúde, durante a execução de dadas tarefas e atividades.

O artigo continua após o anúncio

Dicas para evitar lesões

  • A cada 25 minutos de atividade repetitiva, faça uma paragem de 5 minutos;
  • A cada hora de atividade repetitiva, levante-se e caminhe durante uns minutos;
  • Beba água regularmente;
  • Adote uma postura adequada: ombros relaxados, pulsos retos, costas sempre apoiadas no encosto da cadeira (mantendo um ângulo reto entre suas costas e o assento da cadeira) e as plantas dos pés totalmente apoiadas no chão;
  • Idealmente, deve ter uma cadeira ajustável à altura em relação à mesa de trabalho e o encosto deve acompanhar todas as costas. O assento também se deve ajustar, sem tocar a parte interna dos joelhos. O apoio de braços deve, ainda, estar na medida certa.
  • Quem trabalha no computador, não deve utilizar o apoio de pulso durante a digitação, pois pode provocar compressão nos nervos do pulso (túnel do carpo). Estas pessoas devem, também, ter o monitor do computador a uma distância entre os 50cm e os 70cm. O ecrã deve ficar entre os 15ºC e os 30ºC abaixo da linha reta de visão.
lesão por esforço repetitivo

Conclusão

Embora as LER sejam, por norma, dores físicas e relacionadas com más posturas no local de trabalho, a verdade é que algumas destas lesões podem também advir de um dia a dia stressante. Por essa razão, em trabalhos muito sujeitos à pressão, é fundamental fazer pausas e encontrar momentos de relaxamento.

Em qualquer das situações, é fundamental consultar o seu médico e seguir a sua ajuda e conselhos, sem esquecer que adotar medidas preventivas é o primeiro passo para evitar o surgimento de uma lesão, assim como o seu reaparecimento.

Veja também
Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp