Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Helena Peixoto
Helena Peixoto
16 Jan, 2020 - 12:19

7 dicas de limpeza sustentável para começar a aplicar agora

Helena Peixoto

São dicas para uma limpeza sustentável que pode pôr em prática sem grande esforço e que o planeta lhe vai agradecer em dobro ou triplo.

limpeza sustentável

O planeta grita pela ajuda de todos nós e adotar o hábito de fazer uma limpeza sustentável pode ser uma forma de começar e, quase sem se aperceber, ajudar a reduzir a sua pegada ecológica. 

Quando falamos de mudar os hábitos e ações em função do planeta, não falamos apenas de problemas macro como os oceanos carregados de plástico, o aquecimento global ou a falta de combustíveis fósseis. Falamos, também, de pequenas coisa que, acumuladas, são os responsáveis pelos grandes flagelos do nosso mundo; coisas que podemos mudar em casa.

Por isso, há que começar por algum lado e a limpeza pode ser um bom primeiro passo.

7 hábitos para uma limpeza sustentável que todos devemos seguir 

produtos ecológicos para limpar a casa

1. Diga sim à reciclagem, sempre! 

Não podíamos começar a lista de rotinas e ideias de limpeza sustentável sem antes começar com esta: reciclagem! Este comportamento não pode mais ser uma sugestão, mas sim uma obrigação! Todos produzimos quilos e quilos de lixo e resíduos diariamente e desses quilos, uma grande percentagem pode ser reaproveitada e poupar o planeta.

Aposte um conjunto de recipientes onde possa separar o lixo, integre toda a família nesta atividade e seja mais amigo do ambiente!

2. Experimente fazer os seus próprios produtos de limpeza

Faz ideia dos milhões de litros de água e utilização de químicos nefastos para o ambiente que são utilizados para produzir os produtos de limpeza tão cheirosos que vê no supermercado? Se soubesse ia certamente ficar assustado. Como alternativa, e não menos eficiente, tem sempre a opção de fazer os seus próprios produtos de limpeza

E vamos dar-lhe uma novidade: é possível criar todos os produtos e com recurso a muito poucos ingredientes! Com água, limão, vinagre, bicarbonato de sódio e aromatizantes naturais (ex: pau de canela), consegue produzir todos os produtos que necessita para limpar a sua casa.

3. Aplique redutores de caudal nas torneiras

Sim, é mesmo verdade. Com a aplicação de uns dispositivos bem simples e baratos (alguns custam à volta de 5 euros!), é possível poupar em média 50% da água que normalmente consome lá em casa!

Estes dispositivos instalam-se de forma muito fácil e rápida em todas as torneiras domésticas e o que elas fazem na prática é aumentar a pressão e reduzir a quantidade de água efetivamente a sair.

Em dois ou três meses já vai notar diferença na fatura do final do mês e o planeta Terra agradece muito!

4. Evite utilizar as máquinas com meias cargas

As máquinas de lavar e secar roupa e de lavar loiça são, sem dúvidas, grandes ajudas para os nossos dias, cada vez mais atarefados e cada vez com menos tempo para questões relacionadas com as lides da casa. E não estamos a dizer que as deve deixar de utilizar!

O que recomendamos é que tenha uma atitude de limpeza sustentável e utilize cada um dos equipamentos apenas quando a quantidade for relevante.

Senão, imagine só: uma máquina de roupa consome em média 150 litros de água por lavagem. Agora imagine o que é gastar isto para lavar apenas três camisolas e duas ou três calças. Não parece muito razoável, pois não? 

5. Prefira secar a roupa ao ar livre

De todos os eletrodomésticos de lavagem e limpeza, este é o que mais energia consome. Além de que a roupa quando seca ao natural fica com outro cheirinho e suavidade!

Assim, deixe os ciclos da máquina de secar roupa apenas para os dias em que chove mesmo muito ou em que a humidade em casa não permite mesmo que a roupa seque ao natural. 

6. Aproveite a descarga das máquinas de lavar

Recorda-se de lhe termos referido que uma máquina de lavar roupa consome cerca de 150 litros de água por cada lavagem? Pois é, falamos de mais de uma centena de litros de água (com detergente ainda por cima), que vai diretamente para o esgoto.

Tire partido dessa água com mais esta sugestão de limpeza sustentável: se tiver terraço, escadas exteriores ou jardim, aponte o cano de saída da água para essa área e aproveite para fazer uma limpeza a esse espaço! 

7. Escolha produtos multiusos e em embalagens maiores 

A quantidade de embalagens de produtos de limpeza que consumimos é quase ridícula de tão alta. E o problema é que todas elas são de plástico, uma das maiores ameaças da sustentabilidade do nosso planeta, e vêm em formatos muito pequenos, acabando muito depressa.

Pois bem, uma forma de combater esta questão passa por optar por versões chamadas industriais destes produtos (mínimo 5 litros) e também por optar por utilizar produtos multiusos ao invés de procurar um produto por cada objetivo de limpeza. 

Como vê, não é difícil começar a desenhar comportamentos e hábitos de limpeza sustentável. E neste caso, só existem ganhos associados! O ambiente agradece e o seu bolso também!

Veja também