Catarina Gonçalves
Catarina Gonçalves
24 Mar, 2020 - 11:30

Conheça as medidas dos bancos para apoiar os clientes nesta crise

Catarina Gonçalves

Suspensão de comissões, cartões de débito grátis e isenção de custos com transferências e pagamentos estão entre as medidas anunciadas pelos bancos.

Covid-19: as medidas dos bancos para apoiar os clientes

O pagamento dos empréstimos continua a ser uma das principais preocupações dos portugueses, que temem não ter condições para fazer face a esta despesa caso a situação económica se venha a degradar devido à pandemia da COVID-19.

O Governo está já a preparar, juntamente com o setor bancário, a criação de moratórias que permitam às famílias e empresas deixarem de pagar temporariamente os seus empréstimos.

Além disso, os bancos estão a avançar com outras medidas para apoiar os clientes que incluem, nomeadamente, a isenção de comissões associadas aos pagamentos com cartão ou através de meios eletrónicos.

O principal objetivo é desincentivar a utilização de dinheiro “físico” durante a epidemia, mesmo quando se trate do pagamento de pequenas quantias.

Nesta tarefa são sete os bancos que já anunciaram medidas concretas de apoio aos clientes: Caixa Geral de Depósitos (CGD), Millennium BCP, Santander, BPI, Banco Montepio, Novo Banco e BBVA.

7 Medidas dos bancos para apoiar os clientes

Isenção da comissão de pagamento nos TPA e taxa de serviço mínimo

Os terminais de pagamento automático (TPA) permitem que os pagamentos sejam efetuados não em numerário mas através de cartões bancários, sejam eles de débito, crédito ou mesmo cartões-refeição.

Além da mensalidade do TPA (a máquina, propriamente dita), os bancos cobram ainda uma taxa mínima de serviço aos comerciantes por cada pagamento com cartão que aceitem. Segundo o Banco de Portugal, as taxas de serviço ao comerciante correspondem, normalmente, a uma percentagem do valor da transação, embora nalguns casos possa ser um valor fixo.

Por enquanto sabe-se que o Santander vai suspender não só a cobrança da mensalidade nos terminais de pagamento, bem como a taxa de serviço mínimo que era cobrada aos comerciantes por aceitarem pagamentos com cartões.

Até 31 de maio, a CGD deixa de cobrar o pagamento da mensalidade dos terminais de pagamento automático (TPA) aos comerciantes que tenham uma faturação inferior a 7500 euros. E, de forma a dinamizar a utilização de cartões e incentivar a desmaterialização dos pagamentos, a CGD manterá a política que tem vindo a ser praticada de não cobrar da componente fixa da MSC (Merchant Service Charge) nas transações de pequeno valor.

o Millennium BCP vai suspender a taxa de serviço mínimo até 30 de junho. Os comerciantes que encerrarem a actividade, por dificuldades temporárias, também ficam isentos do pagamento da mensalidade do TPA.

Até 30 de abril, o Novo Banco isenta também os custos fixos nas transações efetuadas através de TPA, permitindo aos comerciantes aceitar pagamentos de valor reduzido sem custos acrescidos.

Suspensão das comissões MBway

Também com o objetivo de incentivar a utilização de meios de pagamento eletrónicos, o Millennium BCP vai suspender a comissão suportada pelos comerciantes nos pagamentos por MBWay.

Já o Novo Banco suspende o pagamento de comissões nas transferências MBWay até 30 de abril e o BBVA até 30 de junho.

Neste particular, o Santander é o banco que vai mais longe, suspendendo todas as comissões relativas à utilização do MBWay.

Isenção total de comissões para pensionistas e jovens

A CGD anunciou a isenção de todas as comissões para os clientes pensionistas que aufiram até 1,5 vezes o salário mínimo nacional, ou seja, que tenham pensões até 952,50 euros.

Ficam igualmente isentos do pagamento de comissões os jovens até aos 26 anos. De acordo com a CGD esta medida irá vigorar “durante o período da crise”.

Cartões de débito grátis

Para os clientes da CGD que não possuam nenhum cartão de débito, está prevista a possibilidade de pedirem um gratuitamente. Pela disponibilização do cartão de débito não vão pagar qualquer comissão durante o primeiro ano.

Os clientes do Novo Banco também podem usufruir desta medida. Este banco oferece a anuidade do cartão de débito para novos pedidos e para substituições. Além disso, oferece ainda a anuidade do cartão NB Pocket (cartão pré-pago) para novos pedidos.

Duplicação da conta ordenado e plafond do cartão de crédito

O Banco Montepio anunciou a possibilidade de os seus clientes particulares poderem duplicar o plafond da conta ordenado, além daquele que já dispõem, para fazer face a situações urgentes. Esta medida aplica-se, naturalmente, aos clientes que têm o seu ordenado domiciliado neste banco.

No entanto, para poder usufruir desta benesse, os clientes têm que a solicitar e é ainda necessário que o pedido seja aprovado pelo banco.

Além disso, os clientes terão ainda a opção de duplicar o limite do cartão de crédito.

Isenção de comissões para quem utilizar canais digitais

Na CGD, os clientes titulares de contas caixa (contas pacote) ficam isentos dos custos com as transferências bancárias realizadas através dos meios digitais de que o banco dispõe.

O banco Santander decidiu suspender as comissões de todos os pagamentos efetuados através do homebanking ou da app do banco. A isenção será válida pelo período de um mês, mas o banco admite a possibilidade de estendê-la por mais tempo.

Também o Novo Banco anunciou isenções de comissões até 30 de abril para transferências interbancárias e cash-advance efetuadas através dos canais digitais do banco – NBnet e NB smart app – bem como os que são efetuados através da Banca Telefónica – serviço NB Direto. O banco suspendeu igualmente as comissões referentes ao pagamentos de serviços e carregamentos de telemóveis efetuados por telefone.

Já o BBVA lançou uma campanha de isenção de custo de todas as transferências realizadas através de canais digitais que é válida até 30 de junho.

Estas medidas de suspensão das comissões em pagamentos e transferências online permitem-lhe, por exemplo, encomendar as compras de supermercado sem sair de casa e sem que tenha que pagar mais por isso.

Facilitação de pagamentos através da tecnologia contactless

O banco Santander anunciou ainda a substituição de todos os cartões bancários para a tecnologia contactless, sem qualquer tipo de comissões.

Esta tecnologia permite efetuar pagamentos através da aproximação do cartão a um dispositivo de leitura compatível. Assim já não é preciso marcar o código PIN e o toque nos aparelhos deste género é evitado.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins.