Inês Silva
Inês Silva
31 Jan, 2019 - 11:23
As 10 melhores profissões para mulheres que são mães

As 10 melhores profissões para mulheres que são mães

Inês Silva

As melhores profissões para mulheres são também aquelas que permitem uma boa gestão da vida profissional e vida familiar.

O artigo continua após o anúncio

Conciliar o trabalho e a vida familiar é um desejo comum a todos os géneros, no entanto, ganha particular importância quando falamos em mulheres que são simultaneamente mães e profissionais e que pretendem manter o equilíbrio entre estes dois papéis das suas vidas. Por isso, selecionamos as melhores profissões para mulheres que querem manter o equilíbrio entre a vida profissional e a vida familiar.

Hoje em dia, a probabilidade do trabalho invadir a vida pessoal é muito grande, principalmente quando falamos em tecnologia que permite a conexão constante ao trabalho e que pode facilmente consumir o tempo em casa. Tornando, assim, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional especialmente difícil para as mães e pais de crianças pequenas.

Se houve tempos em que as questões salariais ou as possibilidades de progressão na carreira eram fatores decisivos, atualmente a escolha de uma profissão inclui também a ponderação do equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional. Felizmente, ainda que não as suficientes, são cada vez mais frequentes as empresas que valorizam este aspeto e nas quais as mulheres não se sentem obrigadas a optar entre a carreira e a maternidade.

Propostas do Governo para a conciliação da vida profissional e familiar

As 12 melhores profissões para manter o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal

Em dezembro de 2018, o Governo apresentou o programa “3 em linha” que assenta em 33 propostas para conciliação da vida profissional, pessoal e familiar. O programa, de acordo com o Governo, “tem como objetivo promover um maior equilíbrio entre a vida profissional, pessoal e familiar, como condição para uma efetiva igualdade entre homens e mulheres e para uma cidadania plena, que permita a realização de escolhas livres em todas as esferas da vida. A importância desse equilíbrio é reconhecida no Pilar Europeu dos Direitos Sociais como uma das condições justas de trabalho.”

Estas propostas incluem medidas como, por exemplo, teletrabalho; horários adaptados; incentivos à partilha das licenças entre pais e mães; o direito à dispensa, até três horas, para acompanhamento de menor, até 12 anos, no primeiro dia do ano letivo; medidas de apoio a trabalhadores com situações familiares especiais – famílias monoparentais, familiares com deficiência, familiares com doença crónica, trabalhadores com netos de filhos adolescentes; aumentar o montante do abono de família em função da idade, nos primeiros 6 anos de vida, e alargar a majoração em agregados familiares com dois ou mais filhos, para crianças com menos de 12 meses; reduzir a comparticipação familiar em creches para os segundos filhos e seguintes; entre outras.

Conciliar carreira e maternidade

conciliar trabalho e família

É uma verdadeira ginástica conciliar a carreira e maternidade, pois as duas funções exigem tempo e dedicação. Mas o mercado de trabalho está repleto de mães que são também ótimas profissionais, o que mostra que é possível conciliar estas duas vertentes.

Além dos avanços na legislação que garantem a licença maternidade e dispensa para aleitamento, entre outros benefícios, muitas empresas estão mais responsáveis e preocupadas com o bem-estar dos colaboradores. O perfil dos trabalhadores também está a mudar e há mais profissionais independentes e prestadores de serviços que estão a ganhar espaço no mercado de trabalho com muito mais flexibilidade e, assim sendo, cada vez mais surgem oportunidades de trabalho adequadas a esta realidade.

Veja as melhores profissões para mulheres que são mães e que permitem uma maior flexibilidade horária.

O artigo continua após o anúncio

dentista?

4. Psicóloga

Aqui também conseguem conciliar o horário dos filhos com o horário de atendimento aos pacientes ou empresas.

freelancer e optar por trabalhar em regime de prestação de serviços.

Por exemplo, pode registar-se na Zaask, uma plataforma de contratação online, onde é possível oferecer serviços e responder a ofertas de trabalho.

Esta também é uma boa opção para mães “a tempo inteiro” que querem trabalhar em casa e acompanhar de perto o crescimento dos filhos.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp