Valdemar Jorge
Valdemar Jorge
24 Out, 2022 - 11:42

Mercedes-AMG EQE SUV: um novo patamar na mobilidade elétrica

Valdemar Jorge

O Mercedes-AMG EQE SUV é o terceiro modelo 100% elétrico com a chancela da desportiva AMG. Venha conhecer esta máquina.

Novo Mercedes-AMG EQE SUV

Falar da AMG no seio da Mercedes-Benz é falar da excelência de automóveis desportivos; de motores de alta performance; da paixão pelo desporto automóvel. E este Mercedes-AMG EQE SUV é prova disso.

Desde a sua fundação, em 2005, que a Mercedes-AMG GmbH, vulgarmente conhecida apenas por AMG, dedica todo o seu saber a transformar automóveis da Mercedes-Benz em carros de competição.

Para os menos atentos a sigla AMG surge do sobrenome dos sócios Hans Werner Aufrecht, Erhard Melcher e da cidade natal de Melcher, Großaspach e, os produtos com o selo da AMG caraterizam-se pela elevada performance e completíssima dotação de equipamento.

É no contexto de evolução da AMG, no que podemos chamar o novo paradigma dos automóveis elétricos, que surge o primeiro SUV 100% elétrico – EQE SUV –, qual compêndio de tecnologia, que vem reforçar o compromisso da marca alemã com a eletrificação. Este junta-se às, também 100% elétricas, berlinas Mercedes-AMG EQS e EQE.

Mercedes-AMG EQE SUV: aspiração desportiva

O novo modelo alemão, o primeiro SUV da AMG, conta com um interior versátil e “uma cadeia cinemática orientada para o elevado desempenho”. Oferece amplo espaço para passageiros e bagagem e, à semelhança dos AMG EQS e AMG EQE, é baseado na plataforma elétrica da Mercedes-EQ.

“Os dois potentes motores elétricos e o sistema de tração integral totalmente variável formam a base para a experiência de condução dinâmica característica da AMG”, sublinha a marca para acrescentar que, os “engenheiros de desenvolvimento da Mercedes-AMG também projetaram muitos outros parâmetros de forma independente. Estes incluem a suspensão pneumática AMG RIDE CONTROL+ com Sistema de Amortecimento Adaptativo, o eixo traseiro direcionável e o AMG ACTIVE RIDE CONTROL – um sistema de controlo de estabilidade da carroçaria específico da AMG”.

Para completar a experiência sensitiva de conduzir o Mercedes-AMG EQE SUV este é equipado com o sistema AMG SOUND EXPERIENCE e o design exterior e interior reflete detalhes da Mercedes-AMG.

Interior do novo Mercedes
O interior é de linhas desportivas e tecnologicamente avançado

Linhas fortes, interior desportivo

Ao olhar o Mercedes-AMG EQE SUV, a primeira sensação que se tem é de grandeza. As dimensões generosas e o design de linhas dinâmicas realçam o caráter desportivo deste SUV.

Depois encontramos elementos característicos da AMG que garantem elevado reconhecimento e reforçam a imagem da marca. É o caso da “grelha do radiador em painel preto específico da AMG com aletas verticais cromadas estampadas, a estrela Mercedes e a inscrição ‘AMG’”. Um novo sinal distintivo surge no EQE SUV. A insígnia específica da marca está colocada no capot com o emblema AMG, ao contrário da conhecida estrela da Mercedes.

Outras caraterísticas que acentuam o espírito AMG:

  • Para-choques dianteiro específico da AMG pintado na cor da carroçaria, com asa A em preto brilhante e um revestimento cromado;
  • Repartidor dianteiro em preto brilhante com splits aerodinâmicos e aletas nas entradas de ar simuladas;
  • Difusores de ar em preto brilhante nos lados esquerdo e direito;
  • Faróis DIGITAL LIGHT de série integram uma projeção específica da AMG quando o automóvel é aberto e fechado;
  • Revestimentos dos guarda-lamas específicos da AMG na cor da carroçaria;
  • Manípulos das portas integrados a conferirem um toque de elegância;
  • Jantes de liga leve AMG aerodinamicamente otimizadas, de 21 ou 22 polegadas.
  • Para-choques traseiro na cor da carroçaria, com difusor aerodinamicamente otimizado e aletas longitudinais;
  • Farolins traseiros com desenho em forma de hélice.

O interior, à semelhança do exterior, é dominado por elementos que visam evidenciar as caraterísticas AMG neste SUV.

Desde logo respira-se um ambiente desportivo, com bancos a apresentarem desenho específico, e revestimento especial em pele sintética ARTICO com microfibra MICROCUT e pesponto vermelho.

Em alternativa, o revestimento dos bancos pode ser executado em pele Nappa, mas também com desenho específico da AMG. A marca disponibiliza, ainda, a colocação da insígnia AMG nos encostos dos bancos dianteiros e os emblemas AMG estampados nos apoios de cabeça dianteiros. Um pormenor distintivo da marca.

Outros pormenores que realçam o estilo, excelência e a qualidade do habitáculo são:

  • Painel de instrumentos e frisos centrais em pele sintética ARTICO na cor cinza espacial, com granulado NEOTEX e pesponto vermelho;
  • Painéis centrais das portas e transição desde a consola central até ao painel de instrumentos em microfibra MICROCUT preta, também com pesponto vermelho;
  • Volante AMG Performance com revestimento em pele Nappa, com secção inferior achatada. Revestimento perfurado nos apoios das mãos, patilhas em alumínio para regular os vários níveis de recuperação de energia e botões para a atribuição individual das regulações específicas AMG;
  • Pedais desportivos AMG;
  • Tapetes AMG;
  • Painéis de proteção das embaladeiras das portas com inscrição ‘AMG’ (iluminados com revestimento permutável).

Hyperscreen, display para passageiro e MBUX

Viajar no Mercedes-AMG EQE SUV resulta, igualmente, numa experiência sensorial fora do comum. Desde logo, pela imponência do tablier, onde um completo painel de instrumentos conta com um Hyperscreen opcional com funções específicas da AMG e display para o passageiro.

Ainda segundo a marca alemã “os novos modelos podem ser opcionalmente equipados com o inovador MBUX Hyperscreen”, um display em vidro curvo, de grandes dimensões.

Atrás de uma única superfície de vidro estão instalados três displays que aparentam formar um só. “Com o software adaptativo, o MBUX adapta-se completamente ao seu utilizador e fornece sugestões personalizadas relativamente a várias funções de informação e de entretenimento, de conforto e do veículo. Com a camada zero, as principais aplicações são sempre apresentadas em função da situação e do contexto, no nível superior no campo de visão”, explica a AMG.

Como na Europa é permitido apresentar conteúdos dinâmicos durante a condução, (visualizar filmes, mensagens de texto ou apresentações, e ainda navegar na Internet sem restrições), as ações podem ser executadas pelo passageiro em display próprio sem que o condutor a elas tenha acesso devido à “função de branqueamento”. Esta funcionalidade impede que o conteúdo seja visualizado por quem conduz.

Por seu lado o MBUX oferece uma gama de funções adicionais que realçam o carácter de elevado desempenho, nomeadamente, através dos distintivos displays no painel de instrumentos, bem como no display central e no head-up display.

O acesso aos modos de condução AMG DYNAMIC SELECT é fornecido pelo correspondente botão específico na consola central.

Mercedes 190
Veja também Será o Mercedes 190 o melhor Mercedes-Benz de sempre?

Mercedes-AMG EQE SUV: som surround

A experiência sonora no Mercedes-AMG EQE SUV é elevada a um novo nível, com a integração do formato de som Dolby Atmos®, em combinação com o sistema de som surround 3D Burmester®.

“Os instrumentos ou as vozes individuais da mistura de estúdio podem ser posicionados em torno da área de audição. Desta forma é possível um novo tipo de animação sonora: isto porque, enquanto os sistemas estéreo convencionais normalmente possuem uma dinâmica lateral, o Dolby Atmos® pode utilizar toda a gama e criar uma experiência de som a 360 graus”, pormenoriza a AMG.

Ainda com a integração da plataforma de entretenimento digital premium da ZYNC (empresa especializada da Califórnia), os clientes podem usufruir de experiência de entretenimento digital harmoniosa.

A ZYNC fornece streaming de vídeo, conteúdos personalizados, experiências interativas, programas de vídeo locais, desporto, notícias, e jogos, entre outras opções.

Versões, potências e desempenho

Os novos modelos Mercedes-AMG EQE SUV oferecem uma conceção de cadeia cinemática orientada para o elevado desempenho contando, para o efeito, com a presença de dois motores elétricos.

A potente cadeia cinemática elétrica (eATS), com um motor elétrico em cada eixo, proporciona tração integral totalmente variável, que transmite a força motriz ao asfalto em quaisquer condições de condução.

A gama de potência oscila entre os 476 cv no EQE 43 4MATIC até 687 cv no EQE 53 4MATIC+ (com opcional pack AMG DYNAMIC PLUS com função de potência suplementar). O binário máximo varia desde 858 até 1000 Nm.

Para o Mercedes-AMG EQE 43 4MATIC SUV a marca anuncia velocidade máxima de 210 km/h; sprint 0-100 km/h a ser cumprido em 4,3 segundos e autonomia de 431-488 km, entre recargas.

A versão 53 4MATIC SUV anuncia velocidade máxima de 220 km/h (240 com pack AMG DYNAMIC PLUS); sprint 0-100 km/ até 3,5 segundos (com pack AMG DYNAMIC PLUS) e autonomia de 375-470 km, entre recargas.

Quanto ao desempenho de salientar que os motores elétricos AMG nos eixos dianteiro e traseiro são do tipo motor síncrono de excitação permanente.

A ênfase está colocada no desempenho nos valores de potência e de binário. De salientar que os motores elétricos são caracterizados por um conseguirem um ótimo “equilíbrio entre aumento de potência, eficiência e baixo ruído”.

Os motores elétricos do EQE 43 4MATIC SUV integram afinação e controlo específicos da AMG; enquanto o EQE 53 4MATIC+ SUV “está equipado com motores elétricos específicos da AMG com enrolamentos adaptados e núcleos laminados diferentes que suportam intensidades de corrente superiores e um inversor específico.

Isto permite atingir maiores rotações do motor e desta forma mais potência, que é particularmente notável durante a aceleração e à velocidade máxima”.

Mercedes SUV
As linhas aguerridas deste modelo auguram um grande sucesso

Tração integral AMG Performance 4MATIC e 4MATIC+

Para elevar o desempenho dinâmico dos novos SUV, a AMG dotou-os de tração integral, com a assinatura AMG Performance 4MATIc e 4MATIC+.

Estes constituem o superlativo no que concerne à condução. A potência dos motores elétricos é transferida para o asfalto através do sistema de tração integral totalmente variável AMG Performance 4MATIC (EQE 43) ou 4MATIC+ (EQE 53).

Saliente-se que o sinal “+” que surge na designação 4MATIC+ representa, segundo a AMG, “não só o sistema de tração integral totalmente variável equipado no EQE 43 e no EQE 53, mas também todo o desempenho e o dinamismo adicionais que o EQE 53 proporciona”.

“Nos dois modelos o sistema distribui continuamente o binário entre os eixos dianteiro e traseiro em função da situação de condução: comparativamente a um sistema de tração integral mecânico, o sistema específico de uma cadeia cinemática elétrica assegura uma resposta significativamente mais rápida”, explicam.

Já o binário é controlado a uma frequência de 160 ciclos por minuto e ajustado se necessário. No entanto, a sua distribuição depende do modo de condução selecionado.

No programa “Comfort” é dada ênfase à máxima eficiência, enquanto nos programas “Sport” e “Sport+” a distribuição do binário é realizada tendencialmente para o eixo traseiro privilegiando uma maior dinâmica lateral.

Segurança máxima

A Mercedes-AMG equipa ainda os novos SUV 100% elétricos com equipamentos que visam reforçar a segurança como a suspensão AMG RIDE CONTROL +, com sistema de amortecimento adaptativo; eixo traseiro direcionável (equipamento de série); controlo de estabilidade ativo eletromecânico da carroçaria (apenas disponível no AMG EQE 53 4MATIC+ SUV); sistema de travagem de alto desempenho, entre outros, que pode descobrir aqui.

Quanto à data de chegada dos novos Mercedes-AMG EQE SUV ao mercado português, a marca não levantou o véu, nem mesmo avançou com preços, mas é expectável que os mesmos se situem acima dos preços das berlinas 100% elétricas AMG EQS e AMG EQE.

Veja também

Artigos Relacionados