Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
20 Set, 2019 - 00:28

Será que escolheu a mochila escolar certa? Fique a saber

Teresa Campos

Escolher a mochila escolar certa para o corpo do seu filho pode não ser tarefa fácil. Por isso, vamos ajudá-lo a saber se fez a escolha correta.

Mochila escola

Todos os anos, é notícia a corrida ao material escolar em mais um arranque do ano letivo. O mercado tem cada vez mais uma oferta variada no que respeita aos tamanhos, formatos, cores e padrões das mochilas escolares, mas o que é certo é que nem todos esses produtos são adequados para o seu filho.

Descubra como identificar o modelo certo de mochilas escolares para a criança que tem aí em casa e não subestimes este tema, já que uma má escolha de mochila pode ser responsável por dores nos ombros, costas e pescoço; inclinação para a frente por parte do jovem; e tensão muscular.

Uma mochila escolar certa garante o bem-estar do seu filho

Mochila certa para crianças
O peso e o tamanho da criança é determinante na escolha de uma mochila

TAMANHO E PESO

Ao selecionar a mochila para o seu filho, deve ter em conta que ela não deve pesar mais do que 10% do peso da criança ou jovem. Logo, um miúdo que pese 45kg não deve transportar mais de 4,5 kg.

Assim, além de ter em atenção o peso da própria mochila, deve verificar tudo aquilo que está no seu interior e reduzir ao máximo o que está contido dentro dela, colocando apenas o que é obrigatório para os afazeres daquele dia.

Portanto, nunca se esqueça de ter em conta o peso da criança, assim como o seu tamanho (altura) e procure encontrar um certo equilíbrio entre a mochila e as caraterísticas físicas do jovem. Lembre-se que a parte superior da mochila deve ficar imediatamente abaixo do pescoço e a sua parte inferior ao nível da cintura.

TRANSPORTE

Além de transportar a mochila pesada, há outro comportamento capaz de comprometer a saúde e bem-estar dos alunos. Usar a mochila descaída, ou seja, pendurada até à anca, potencia o surgimento das recorrentes “dores nas costas”.

A mochila deve ser, por isso, não só usada com as alças em ambos os ombros, como deve ser ajustada ao corpo da criança.

Se o seu filho tiver de percorrer longas distâncias a pé, então uma mochila de rodas poderá ser uma opção a considerar, devendo nestes casos o trolley ser empurrado, em vez de puxado. Caso não opte por este modelo, então deverá garantir que a criança distribui o peso que carrega uniformemente, ou seja, fazendo uso de ambas as alças da mochila.

Rapaz com roupas para usar debaixo da bata
Veja também Regresso às aulas: as melhores roupas para usar debaixo da bata

ALÇAS

Já aqui falámos das alças das mochilas, mas convém ainda reforçar que essas alças devem ser bem almofadadas (tal como as costas da mochila). Assim, evita-se a sensação de dor e dormência no pescoço, braços e mãos, comum quando é exercida muita pressão sobre os ombros e pescoço, onde há muitos vazos sanguíneos e nervos.

As alças devem, também, ser ajustadas de modo a garantir que a mochila fique posicionada bem perto das costas, não “puxando” a criança para trás, por exemplo. Da mesma forma, a mochila deve ter um cinto na cintura, o qual ajuda a distribuir o peso uniformemente e evita que a mochila oscile.

Para ficar com uma noção mais concreta, a parte inferior da mochila deve ficar perto da linha da cintura e nunca mais de 10 centímetros abaixo desta.

ORGANIZAÇÃO DA MOCHILA

É importante que a mochila ofereça arrumação suficiente de maneira a conseguir que o maior peso fique junto ao corpo. Portanto, na hora de organizar o conteúdo da mochila, há que colocar os materiais mais pesados na parte de trás da mochila e prendê-los com uma fita, de forma a ficarem fixos.

Prós e contras dos vários tipos de mochilas escolares

Aluna com mochila
Uma postura correcta evita muitos problemas

TIRACOLO

Embora bonitas e práticas, estas malas favorecem as posturas desequilibradas por compensação, ou seja, um ombro está sempre mais subido do que o outro. No fundo, acaba por provocar o mesmo efeito do que usar uma mochila descaída.

Preço: 12,25€. Ver produto

TROLLEY

Como já mencionámos, os trolleys são uma solução bastante aconselhada para crianças que tenham de percorrer longas distâncias a pé e que, assim, conseguem deslocar todo o peso da mochila para o chão. Contudo, esta é também uma opção pouco prática e funcional, se tivermos em conta o seu transporte em locais como escadas ou a subida para os transportes públicos.

Preço: 24,99€. Ver produto

DUAS ALÇAS COM TROLLEY

Este modelo surge em resposta ao contra apresentado no ponto anterior. Se os trolleys são pouco funcionais para subir degraus, por exemplo, esta proposta não apresenta tal problema, já que é também possível colocar estas mochilas às costas. O único aspeto a desfavor é o facto destas mochilas terem um peso extra para as costas, fruto da estrutura associada ao trolley.

Preço: 41,82€. Ver produto

CONVENCIONAL DE DUAS ALÇAS COM SUPORTE

A última sugestão é bastante apreciada e pode ser, talvez, a opção mais universal e benéfica para a grande maioria das crianças e jovens, desde que se tenham em consideração alguns dos aspetos enumerados no início. Alças e costas almofadadas, tamanho adequado e cintos ajustáveis são alguns dos elementos capazes de garantir um maior conforto no uso destas mochilas.

Preço: 89,95€. Ver produto

Veja também