Júlia de Sousa
Júlia de Sousa
06 Jun, 2016 - 09:33

50 novos alimentos saudáveis

Júlia de Sousa

Se quer ter uma dieta equilibrada, saiba quais são os novos alimentos saudáveis que deve incluir na lista de compras.

50 novos alimentos saudáveis
O artigo continua após o anúncio

{%%affiliation_html_713%%} Sabe o que têm em comum o côco, o queijo de cabra, o limão ou as batatas roxas? Todos fazem parte da lista dos 50 novos alimentos saudáveis elaborada pela revista Time. E nós dizemos-lhe quais são.

Os novos alimentos saudáveis: o Top 50

Quando se fala numa alimentação saudável é impossível não citar um ou outro alimento e os seus benefícios específicos. Uns porque ajudam a controlar o colesterol, outros porque são ricos em fibras, outros ainda porque – pelas suas propriedades – podem ajudar a prevenir doenças. 

Certo também é que de tempos a tempos lá surgem novas listagens com os alimentos mais ou menos saudáveis, com estes ou aqueles benefícios.

A revista Time elaborou uma que contou com a ajuda da nutricionista Alicia Romano, onde listou os 50 novos alimentos mais saudáveis que devem ser incluídos na alimentação. Uns são mais “clássicos” e outros completas novidades, queprometem agradar a todos os palatos. Saiba quais são.

  1. Harissa  – É uma pasta feita com alho, picante, azeite e especiarias, muito usada para comer com ovos estrelados, na sopa e/ou com batatas. 
  2. Queijo de cabra  – perfeito para acompanhar qualquer alimento, tem um elevado teor de ferro e é um dos queijos menos calóricos.
  3. Pipocas  – São ricas em fibra e pouco calóricas desde se consumidas sem açúcar (ao natural).
  4. Côco  – Rico em potássio, pode ser usado em várias receitas.
  5. Bife de vaca  – Fonte de proteínas e ferro, o bife ainda contém uma baixo teor de gordura saturada a suficiente. Mas atenção: é para consumir com moderação.
  6. Manteiga clarificada  – É rica em proteínas. Mais a manteiga aquecida permite retirar a espuma branca e assim eliminar a gordura a mais e assim ser usada para substituir o óleo e o azeite nos cozinhados.
  7. Salmão enlatado – Rico em ómega-3 e vitamina D, pode ser um bom substituto do atum enlatado.
  8. Espirulina – É uma alga que pode ser usada nos batidos ou nos cereais matinais. É rica em vitaminas e tem propriedades antioxidantes, além de ser pouco calórica.
  9. Limão – Rico em vitamina C, pode ser usado como tempero ou em limonadas, por exemplo.
  10. Tofu – Rico em cálcio, proteína e ferro, pode ser usado em saladas, por exemplo.
  11. Folhas de dente de leão – São uma boa fonte de vitaminas B e C, cálcio, ferro e potássio. Também podem ser usadas em saladas ou assados.
  12. Batatas roxas – Ricas em potássio, são também um bom antioxidante.
  13. Leveduras nutricionais – São ricas em aminoácidos, zinco, selénio, vitamina B, proteínas e fibras. Podem ser usadas com pipocas, azeite, especiarias ou em molhos (como pesto).
  14. Ostras – Famosas por serem consideradas afrodisíacas, as ostras têm muito mais para dar. É que são também uma boa fonte de proteínas, ómega-3, ácidos gordos, ferro, cálcio e vitaminas B12.
  15. Manga rica em antioxidades. 
  16. Morangos – São uma boa fonte de vitamina C e outros nutrientes essenciais para o metabolismo e ossos. Podem ser consumidos ao natural, em sumos, sobremesas e até saladas, por exemplo.
  17. Amoras – Outra fruta também rica em fibras, manganésio, vitaminas C e K. Benéfica para o sistema imunitário, pode ser consumida de variadíssimas formas.
  18. Alcachofra  – Rica em ácido fólico, fibras, vitaminas C e K e alguns antioxidantes.
  19. Chucrute  – É um repolho fermentado. Rico em fibra e vitaminas, pode ser uma boa alternativa para quem precisa de cálcio ou sódio.
  20. Esparguete de abóbora  – Rico em vitaminas A e C, cálcio e fibras, contém também um elevado teor em água.
  21. Maçãs – Podem ser comidas ao natural, assadas, cozidas, em saladas, etc. Por serem ricas em fibras, contribuem para diminuir os níveis de colesterol.
  22. Bacalhau – É um dos ex libris da nossa culinária. Rico em ómega-3, é um bom aliado para a saúde.  
  23. Ruibarbo – Rico em vitaminas e ácido fólico, pode ser usado em imensas receitas.
  24. Folhas de beterraba – Uma boa fonte de vitaminas e cálcio, podem ser uma boa alternativa para incluir em saladas e sopas.
  25. Couve-flor roxa – Tem todos os  benefícios nutricionais da couve-flor e ainda é um bom antioxidante.
  26. Endívia – Contém um elevado teor de inulina, fibras e vitaminas. Pode ser usado em saladas, por exemplo.
  27. Ervilhas – São ricas em fibras e vitaminas. E podem ser consumidas de várias formas.
  28. Milho – Nutricionalmente falando, é muito semelhante à maçã. E também ele pode ser consumido de várias formas.
  29. Abóbora – Rica em fibras e proteínas, pode ser usada em várias receitas. Mas atenção não deite fora as sementes, é que elas também são benéficas e contêm muito potássio e magnésio.
  30. Kimchi – É um alimento coreano. Em termos nutricionais assemelha-se ao chucrute e ainda contém probióticos.
  31. Azeitonas – Se gosta de azeitonas, saiba que elas são um bom alimento para a saúde do cérebro e para ajudar a regular os níveis de colesterol.
  32. Espargos – São pouco calóricos e são ricos em vitaminas essenciais para bom funcionamento do organismo.  
  33. Figos – Se gosta de figos temos boas notícias para si, além de muito versáteis, os figos são ricos em vitaminas.
  34. Couve-rábano – Rica em fibra e potássio, é pouco calórica e pode ser usada em várias receitas.
  35. Filé-mignon – Rico em zinco, vitaminas e proteínas, é benéfico para a saúde cardíaca, desde que consumido com moderação.
  36. Café – Se consumido com moderação, é benéfico. Tudo graças às suas propriedades antioxidantes.
  37. Kombucha – Trata-se de uma bebida fermentada, rica em probióticos e benéfica para o sistema digestivo.
  38. Trigo sarraceno – Rico em proteínas e fibras, o trigo sarraceno não contém glúten. Pode ser usado para substituir o arroz ou a farinha em bolos, por exemplo.
  39. Raízes de gengibre – Pode ser usado para abrandar as náuseas e a sensação de fraqueza. Já quanto ao uso é variado. Pode usá-las em pratos de peixe ou saladas, por exemplo.
  40. Tahine – Feito com sementes de sésamo, é rico em fósforo, potássio e cálcio.
  41. Manjericão de folha larga – Rico em antioxidantes e vitaminas, pode ser usado em molhos, massas ou saladas, por exemplo.
  42. Pistachos – Ricos em antioxidantes (como a luteína ou betacarotenos) e vitamina A, são benéficas para a visão. Sem falar que são deliciosos.
  43. Espelta – Rico em  fibras, vitaminas, manganês e magnésio, a espelta é um alimento muito completo em termos nutricionais.
  44. Sementes de girassol – São uma boa fonte de vitamina E, essencial para o bom funcionamento do sistema imunitário.
  45. Salsa – A sua composição nutricional faz da salsa um bom aliado do sistema imunitário e nervoso.
  46. Flocos de chili – São bons para dar um gostinho picante aos seus pratos e ainda beneficiar das suas fibras, proteínas e hidratos de carbono.
  47. Menta – É mais do que um alimento que pode dar sabor aos seus pratos. Graças à sua composição nutricional pode evitar viroses e problemas intestinais.
  48. Cenouras – As de cor laranja são ricas em vitamina D. As de outras cores têm propriedades antioxidantes. Por isso trate de as incluir na sua lista de compras.
  49. Manteiga de amendoim – Mais do que saber bem, a manteiga de amendoim também faz bem, por conter fibra e proteínas.
  50. Amaranto – É uma semente sem glúten, mas rica em fibras, o que faz dele uma boa opção para quem sofre de doença celíaca.

Agora que conhece a lista, não deixe de tirar partido dos benefícios destes (mais ou menos) novos alimentos saudáveis e incluí-los na sua dieta. 
{%%affiliation_html_714%%}
Veja também: