Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
06 Out, 2022 - 19:13

O que fazer quando para a digestão?

Catarina Milheiro

Saber o que fazer quando para a digestão é importante para prevenir o aparecimento de situações mais complicadas. De facto, trata-se de uma sensação bastante desagradável, em que dor impera.

E, apesar de ser na época mais quente do ano que surge uma maior preocupação com as horas de digestão que achamos que devemos cumprir, a verdade é que há pessoas que têm este receio o ano inteiro.

A “paragem da digestão” está relacionada com diferentes fatores que influenciam o tempo da mesma. Ou seja, depende do tipo de alimentação que fizemos.

Assim, devemos sempre pensar se se trata de uma refeição leve, que tem uma digestão mais rápida, ou se comemos algo um pouco mais pesado. Por exemplo: se optarmos por comer uma salada, a digestão será muito mais rápida do que se tivéssemos comido uma feijoada.

Vamos conhecer alguns comportamentos que podem levar à paragem da digestão e perceber como devemos agir nestas situações.

O que fazer quando a digestão para?

Se também tem dúvidas sobre como proceder e o que fazer quando a digestão para, está no sítio certo.

A primeira coisa a fazer quando isto acontece é deitar e elevar um pouco as pernas. No caso de surgirem vómitos e diarreia depois do episódio de dores, deve fazer uma dieta à base de líquidos para que consiga hidratar corretamente o seu corpo.

Na verdade, quando se dá uma paragem de digestão, a pessoa só se consegue sentir melhor depois de deitar cá para fora toda a comida que tem no estômago.

Na maioria dos casos, estas paragens ocorrem desta forma. Isto é, o indivíduo começa a sentir um peso enorme no estômago, fica maldisposto, acabando por vomitar e até mesmo a ter episódios de diarreia. Com o descanso, a hidratação e alimentação certos, a pessoa começa a sentir-se melhor.

No entanto, se após uma horas as dores não passarem e os vómitos continuarem, deve contactar o seu médico ou dirigir-se imediatamente para o hospital. Afinal, a desidratação pode ser bastante perigosa para o seu bem-estar e provocar outro tipo de situações mais graves.

Que tipo de comportamentos podem levar à paragem da digestão?

1.

Misturar comida muito quente com alimentos gelados

Evite misturar comidas extremamente quentes com alimentos totalmente gelados. Em vez disso, faça uma pausa entre as refeições e evite que a sua digestão pare.

De facto, esta é uma das piores coisas que podemos fazer ao nosso corpo. Por isso já sabe: uma pausa de 30 minutos a 1 hora pode ser o suficiente.

2.

Deitar logo a seguir às refeições

Sabemos que há dias em que tudo aquilo que nos apetece fazer depois de um longo dia de trabalho é deitar logo a seguir ao jantar, não é assim?

A verdade é que não o devemos fazer. Este tipo de comportamento pode provocar uma paragem de digestão repentina, principalmente se nos deitarmos de barriga para baixo.

Por isso já sabe, se o fizer e começar a sentir dores ou pontadas fortes na barriga, opte por se levantar devagar e apanhar um pouco de ar. É crucial evitar uma situação pior.

3.

Tomar banho depois das refeições

Muito se fala sobre este comportamento. Contudo, é importante perceber que o problema aqui não é o contacto com a água, mas sim o risco que há de haver um choque térmico.

Ou seja, tudo depende do tipo de refeição que fez: se era algo pesado para o seu estômago e que, naturalmente, demorará mais tempo a digerir. Ou se se tratava de uma comida mais leve.

Para além disto, se optar por tomar um duche a seguir a uma refeição leve, deve sempre fazê-lo com a temperatura da água o mais aproximada possível à temperatura do seu corpo (para que não haja um choque térmico e a sua digestão pare).

Como devemos proceder depois de um episódio destes?

Saber o que fazer quando para a digestão pode ajudá-lo bastante a reduzir a duração do episódio de dor e mal-estar. Assim, depois de um caso de paragem de digestão recomenda-se que a pessoa faça uma alimentação mais leve, evitando totalmente alimentos processados e à base de gorduras.

Além disto, a ingestão de líquidos é crucial para manter o corpo bem hidratado. Pode optar por água, sumos que não sejam ácidos ou chás com propriedades digestivas – como o chá de erva-doce, por exemplo.

É importante relembrar que o termo paragem de digestão está relacionado com o fenómeno de uma repentina diminuição da circulação sanguínea no cérebro. Algo que pode até provocar o desmaio súbito.

Por isso mesmo a solução para evitar este tipo de situação passa, muitas vezes, por não assumir alguns comportamentos de risco e ter sempre muito cuidado com os choques térmicos.

Evite tomar banho com água muito fria, comer gelados em cima de refeições extremamente quentes, deitar-se logo a seguir ao jantar ou almoço, ingerir granizados ou bebidas muito frias num curto espaço de tempo. Desta forma, estará a prevenir uma situação mais complicada que pode colocar o seu bem-estar em risco.

Veja também