Inês Pereira
Inês Pereira
27 Nov, 2018 - 11:40
O que tem de saber antes de adotar um gato

O que tem de saber antes de adotar um gato

Inês Pereira

Apesar de independentes, os felinos são animais com um feitio especial. Descubra o que tem de saber antes de adotar um gato.

O artigo continua após o anúncio

Se ter um animal de estimação é o seu maior desejo mas as obrigações profissionais não lhe permitem ter um cão, então com certeza já lhe passou pela cabeça adotar um felino. Mais independentes do que os cães, mas igualmente amorosos, os gatos são uma adição a uma família mais ocupada mas com muito amor para dar. Contudo, nem tudo é sempre um mar de rosas, pelo que está na altura de descobrir o que tem se saber antes de adotar um gato.

Apesar de menos apegados aos donos, os gatos também dão trabalho e despesas. Por esse motivo, é importante que pondere bem antes de levar um felino para sua casa.

Isto é o que tem de saber antes de adotar um gato

Adicionar um membro felpudo à família é sempre motivo para felicidade e emoção. No entanto, as dores de cabeça provocadas pelas várias mudanças não podem ser ignoradas, pelo que esta deve ser uma decisão bastante ponderada – afinal, não pode esquecer-se das idas ao veterinário, da dedicação e das despesas envolvidas neste compromisso.

Um companheiro de 4 patas dá outro sentido à vida e à noção de lar, mas é necessário garantir que tem todas as condições para o receber. Afinal, nenhum bichinho merece juntar-se à quantidade de animais abandonados que já existem. Por isso mesmo aqui fica o que tem de saber antes de adotar um gato.

Faça a escolha mais adequada à sua vida

aqui está o que tem de saber antes de adotar um gato

Quando chega a hora de escolher entre um gatinho bebé ou um gato adulto é bastante provável que o seu coração derreta com a animação de ter um pequeno felino brincalhão. Afinal, os gatos bebés são um amor. Mas é muito importante que pese ambas as hipóteses e se decida pela mais adequada à sua vida e, claro, disponibilidade.

Um gato bebé implica tempo e paciência para todos os ensinamentos e brincadeiras que a tenra idade pede. Claro está que poderá acompanhar o crescimento do felino e divertir-se com a sua curiosidade desmedida.

Por outro lado, um gato adulto já adquiriu alguns conhecimentos básicos, o que facilita a vida de ambos, e deverá habituar-se com maior facilidade à casa nova. E não se preocupe porque o carinho é o mesmo.

Garanta que tem espaço

Independentemente de adotar um gato bebé ou adulto, é importante que perceba que o animal precisa de espaço. Na verdade, precisa de 4 espaços que, preferencialmente, devem ser distintos:

O artigo continua após o anúncio
  • Comida: deve colocar a taça da comida e a taça da água juntas numa zona específica da casa, para que o gato aprenda que estão ambas sempre no mesmo sítio;
  • Caixa de areia: deve estar colocada longe da comida, uma vez que é algo praticamente sagrado para os gatos. Conhecidos pela sua higiene, os felinos não gostam de ter a caixa de areia e a comida na mesma área;
  • Brincadeira: para evitar a destruição de móveis, roupa ou qualquer outra coisa, é uma boa ideia preparar uma área específica para que o animal possa brincar à vontade – e não se esqueça do arranhador;
  • Descanso: a zona de descanso é o canto onde o gato dorme e está mais confortável, pelo que deve ter uma caminha e alguns brinquedos.

Pense no orçamento

o que tem de saber antes de adotar um gato inclui o orçamento necessário

Embora não implique o gasto de fortunas, a verdade é que um gato, como qualquer outro animal, acarreta custos extra. Desde a comida diária aos brinquedos que entretêm o seu amigo de 4 patas, é importante que faça as contas para compreender se tem capacidade financeira para suportar tudo. Crucial é pensar também nas idas ao veterinário e nos gastos com a saúde do gato – vacinas, desparasitação e castração não podem ser esquecidas.

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp