Luana Freire
Luana Freire
01 Out, 2018 - 17:09
Comida saudável para animais: 13 boas sugestões

Comida saudável para animais: 13 boas sugestões

Luana Freire

Assim como há os alimentos proibidos na alimentação do seu animal, há também os ideais. Descubra mais sobre comida saudável para animais domésticos.

O artigo continua após o anúncio

Não, não precisa sentir-se limitado a oferecer ao peludo de casa apenas ração. A verdade é que pode variar (mas só um bocadinho) nas refeições do seu melhor amigo de 4 patas sem que, assim, coloque a sua saúde em causa. sem que ponha a saúde dele em risco. Quer descobrir exemplos de comida saudável para animais domésticos? Temos ideias que os peludos vão adorar.

Comida saudável para animais: o que pode dar os cães e aos gatos?

Quantas vezes, durante as refeições, teve vontade de dar um bocado da sua comida ao seu cão ou gato, quando aqueles olhinhos se encontraram com os seus com aquele ar de profunda infelicidade? Muitas, apostamos. Até porque, esses animais domésticos são mesmo mestres em fazer expressões que nos derretem o coração… No entanto, é preciso estar alerta: há mesmo coisas que nunca pode oferecer ao seu animal. Mas, neste artigo vamos focar nos alimentos permitidos. Curioso?

1. Carnes magras para cães e gatos

A carne magra é benéfica para o seu cão porque tem muitos aminoácidos e vitaminas do complexo B, o que resultará em muita energia. Talvez seja melhor apostar numa alimentação que lhe dê energia a si também, para conseguir acompanhar a pedalada do seu cão.

Já no caso dos gatos, a carne magra é um dos alimentos que mais lhes traz benefícios, sendo mesmo um dos pilares da estrutura nutricional dos felinos. Isso porque apresenta muitos aminoácidos e ajuda a suprir eventuais carências do organismo do bichano. A dica de ouro é regular o consumo, para não cair em exageros.

Como oferecer carnes aos animais?

  • Carne bovina: é importante congelar por 5 dias, pelo menos. Depois, descongele e ofereça crua.
  • Carne suína: nesse caso, por ser uma carne com maior probabilidade de contaminação, o ideal é cozinhá-la antes de oferecer ao animal de estimação. Mas, atenção, deve cozer a carne de porco sem adicionar temperos, sal ou gordura.

2. Fígado: para cães e gatos, com cuidado extra

Sim, esta é uma comida saudável para animais domésticos, como cães e gatos. O fígado é rico em vitaminas A, B e K, além de ferro. Mas, atenção! O consumo pode ser diário, mas tornar-se tóxico. Apesar de saudável, pode ter contraindicações. Converse com o veterinário e defina, se for o caso, uma quantidade ideal de fígado para oferecer ao cão ou gato.

3. Aveia: para cães e gatos

aveia

A aveia reina nas receitas da moda para humanos e a verdade é que pode partilhar uma taça com o seu cão, desde que previamente cozinhada, especialmente se já for idoso. A aveia é rica em fibra, que ajuda a regular a atividade intestinal também dos cães.

No caso dos gatos, eles podem ingerir aveia em pequenas quantidades.

O artigo continua após o anúncio

ovo

É excelente para a dieta dos cachorros e dos gatos por ser uma boa fonte de proteínas. O ovo deve ser cozido e não deve exceder-se um por dia.

6. Salsa: para cães e gatos

Além de ser uma fonte rica em cálcio e potássio, a salsa ajuda a combater o mau hálitos dos animais. No entanto, como cada organismo é único, ofereça em pequenas quantidades ao animal. Em cães com problemas renais está contraindicado.

7. Pêra e maçã: para cães e gatos

As pêras e maçãs são boas para cães e gatos, mas não se esqueça de retirar os caroços. Esta parte das frutas é extremamente tóxica para os animais. No caso dos gatos, terá mesmo de retirar, até qualquer semente.

8. Queijo e requeijão: para cães e gatos

Para este item ser uma comida saudável para animais, faça a opção certa. Escolha queijos magros, como cottage, ricota ou mozzarella, porque são ricos em cálcio, mas sem pesar na balança. Mais uma vez, certifique-se que o seu animal não tem uma reação de intolerância à lactose.

9. Iogurte: grego para os cães, desnatado para os gatos

iogurte

O iogurte dado deve ser natural e não açucarado. Quando optando pelo grego, o melhor é seguir pela opção de baixo teor ou 0% gordura. A quantidade recomendada é uma pequena colher à ração/refeição, e verificar antes se o animal não é intolerante à lactose.

cenouras é o facto de ajudarem no desenvolvimento e limpeza dos dentes caninos – além de serem, claro, muito saudáveis. Já para os gatos, o ideal será servi-las cozidas, para facilitar a mastigação.

13. Pipocas: para cães e gatos

As pipocas fecham a nossa lista de comida saudável para animais. E não, não precisa de levar o seu cão ou gato ao cinema, mas pode dar-lhes pipocas – desde que preparadas de forma natural e saudável, ou seja, sem sal, açúcar e gordura.

Fonte de potássio, sais minerais, cálcio, magnésio e fósforo, as pipocas têm calorias reduzidas e são, portanto, permitidas ocasionalmente.

Estas são 14 sugestões de miminhos que pode oferecer ao seu melhor amigo para sair da rotina, mas quando o assunto é a saúde dos peludos, não custa dar uma palavrinha ao veterinário.

Prós e contras da alimentação saudável e natural para animais

A chamada alimentação natural para cães e gatos, de acordo com alguns especialistas, mesmo quando feita exclusivamente é uma opção segura para a saúde do animal, desde que respeitados os alimentos permitidos, excluindo os proibidos. Os cães, por exemplo, estão programados para digerir grandes quantidades de proteínas, mas não de grãos – ou seja, nem tudo o que vai ao prato do dono, cabe na perfeição na taça do patudo.

Quais vantagens oferece a alimentação natural para cães e gatos? A grande vantagem de incluir comidas naturais e saudáveis na dieta dos animais é controlar o que o seu animal ingere, e retirar os processados e corantes da dieta. Isso pode permitir tratar, de forma natural, inúmeros problemas de saúde dos animais domésticos, como desidratação, diabetes e problemas de pele.

Quais cuidados deve ter? A confecção deve ser o mais natural possível e é preciso ter em conta o quadro de saúde e a raça do peludo. Antes de aplicar as regras da alimentação natural, converse com o veterinário sobre o assunto, pois, ainda que benéfica, há casos em que não é aconselhada para substituir completamente a ração. Nesses casos, o veterinário pode aconselhar uma dieta semi-natural, que vai incluir comidas saudáveis e ração no prato do patudo.

Quando não dar comida natural para cães e gatos? A resposta é simples: quando o seu veterinário não aconselhar.

E o seu patudo? Na lista de comidas saudáveis para animais, qual escolhe para comer até lambuzar-se?

Veja também:

Partilhar Tweet Pin E-mail WhatsApp