Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
26 Out, 2020 - 15:01

Problemas de oclusão dentária: sabe o que é? Fique a perceber

Teresa Campos

Sabe o que são problemas de oclusão dentária? Estas complicações relacionam-se com a forma como os dentes e os restantes componentes da boca se “encaixam”.

dentista mostra molde de dentadura

A oclusão dentária engloba todos os componentes do sistema mastigatório, como os dentes, as gengivas, o sistema neuromuscular, as articulações temporomandibulares e o esqueleto craniofacial.

Os problemas de oclusão dentária são da responsabilidade da odontologia, uma especialidade que trata as várias partes do aparelho estomatognático. Uma má oclusão dentária pode interferir negativamente numa série de funções fisiológicas básicas, como comer ou falar. Perceba melhor.

Oclusão dentária: tudo o que precisa de saber

A oclusão dentária vai mudando à medida que o próprio indivíduo também muda. Os ossos craniofaciais, os dentes e o tecido de suporte periodontal e gengival vão-se modificando em função quer de fatores internos, quer de fatores externos.

Tipos de oclusão dentária

Há diferentes tipos de oclusão dentária.

A oclusão dentária perfeita deve ser: cêntrica; ter uma direção axial e uma distribuição de forças proporcional; possuir um espaço interoclusal adequado; e apresentar relações perfeitas entre os dentes caninos. Isto é, as arcadas das partes superior e inferior devem estar bem alinhadas.

Quanto à posição dos dentes, as peças da arcada superior devem cobrir ligeiramente as peças da arcada inferior, ocultando-as no espaço anterior da cavidade oral.

  • Incisivos: os dentes da arcada superior devem sobrepôr-se aos incisivos inferiores. O espaço que separa os incisivos superiores também deve ser idêntico ao que divide os incisivos inferiores.
  • Caninos e pré-molares: O rebordo do canino superior deve cobrir cerca de um terço do canino inferior. O canino e o primeiro pré-molar da arcada inferior devem entrar em contacto, ao mesmo tempo que o canino superior deve coincidir com o canino inferior e o primeiro pré-molar inferior do lado oposto.
  • Molares: Os molares superiores também devem estar em contacto com os molares inferiores.

Quando há uma irregularidade ou imperfeição na posição dos dentes, estamos perante um problema de oclusão dentária.

dentista mostra molde de dentição a paciente

Causas

Há algumas situações que podem provocar os problemas de oclusão dentária. Eis algumas das mais frequentes:

  • Musculatura: a ação da musculatura inerente aos lábios, face e língua pode causar uma má oclusão.
  • Falta de dentes: independentemente do motivo, a inexistência de dentes pode fazer com que os restantes se movam e passem a ocupar outros espaços, desalinhando as arcadas dentárias.
  • O uso excessivo e prolongado de biberão ou de chupeta: estes hábitos podem prejudicar as arcadas dentárias, afastando os incisivos superiores e inferiores ou originando um maxilar superior sub-desenvolvido.
  • Hipertrofia das amígdalas e adenoides: quem tem problemas respiratórios e costuma respirar pela boca tem mais probabilidades de sofrer de desalinhamento dentário.

Consequências

Os problemas de má oclusão, independentemente da sua origem, podem provocar efeitos secundários, tais como: desgaste dentário,  fissuras no esmalte, recessões gengivais, alterações da posição dentária, limitação do movimento mandibular ou dor articular.

Criança com aparelho dentário
Veja também Aparelho dentário: principais tipos e preços

Tratamentos

Cerca de 90% da população sofre de problemas de oclusão dentária, a qual pode, em muitos casos, ser corrigida. Eis algumas das técnicas mais utilizadas na sua correção:

  • Ortodontia: alinhamento das peças dentárias de forma permanente.
  • Recontorno dos dentes: mudança no comprimento, forma e superfície dos dentes naturais até atingir o alinhamento pretendido. Indicado para dentes tortos ou pontiagudos.
  • Adesão dentária: método que serve para corrigir pequenos defeitos, como dentes descoloridos, lascados, desgastados ou com espaços irregulares.
  • Facetas dentárias: indicado para problemas de cor, forma e alinhamento dos dentes. Também recomendadas nos casos em que o palato e a mandíbula são estreitos.
  • Coroas ou coberturas dentárias: quando a idade é avançada ou estamos perante um caso de bruxismo, esta solução cobre os dentes deteriorados.
Veja também