ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Catarina Reis
Catarina Reis
11 Mai, 2022 - 11:30

Tudo o que precisa de saber sobre o outplacement

Catarina Reis

Neste artigo abordaremos o termo outplacement – saiba o que é, para que serve, bem como qual a sua importância para um mercado laboral pós pandemia.

outplacement

O termo outplacement assumiu uma importância crescente nos últimos tempos, uma vez que a crise no mercado laboral gerada pela pandemia levou a que muitos departamentos de recursos humanos de empresas tivessem recorrido a esta estratégia para resolver alguns problemas relacionados com despedimentos.

Na verdade, trata-se de uma ferramenta que visa apoiar tanto as empresas como os trabalhadores. 

Então, o que é o outplacement?

O outplacement é uma forma de as empresas darem condições para que os colaboradores que foram alvo de um despedimento poderem ser readmitidos no mercado de trabalho. Através do outplacement as empresas instruem e capacitam os trabalhadores demitidos de forma a que sua reinserção profissional seja efetuada com sucesso, sem prejuízos profissionais de qualquer ordem para ambas as partes.

O processo de outplacement é especialmente útil para ex-trabalhadores que desempenharam funções na mesma empresa durante um longo período de tempo e por isso terão mais dificuldade em se adaptar de novo a um mercado de trabalho que sofre mutações. 

emprego novo sénior

Para que serve o outplacement?

De um modo geral, o outplacement é um instrumento de recolocação profissional. Serve para facilitar a readaptação dos trabalhadores no mercado laboral depois de um despedimento. Como é sabido, um despedimento raramente é encarado como algo positivo, deixando muitas vezes o trabalhador num momento de crise ou de maior instabilidade, pessoal e profissional.

Quando os trabalhadores se veem de novo confrontados com processos de recrutamento já numa fase mais tardia da sua vida profissional, por vezes têm tendência para estarem algo desligados desses processos. Ao saberem-se donos de uma grande experiência profissional poderão descurar certos aspetos importantes dos processos de recrutamento.

O outplacement é assim útil também na perspectiva de ser uma ajuda ao trabalhador também no processo de recrutamento, também ele suscetível de mudanças e readaptações, nomeadamente a nível de entrevistas de emprego.

Concretamente, o que o outplacement faz é dar ao trabalhador técnicas de autoconhecimento, dando-lhe  competências para que se torne um forte candidato a novas oportunidades profissionais.

Eis algumas técnicas que visam tornar o outplacement eficaz:

1. Os trabalhadores abraçarem adventos como a digitalização e a automatização

Nos tempos que correm, qualquer trabalhador que abrace adventos como a digitalização ou a automação, tem meio caminho andado para que a sua recolocação profissional dê certo, mesmo que por vezes pareça que o seu ramo de atividade nada ou pouco tem a ver com estes dois fatores. 

A verdade é que qualquer ramo de negócio poderá de alguma forma algum ponto de contacto se não com a automação, com certeza terá ou virá a ter com a digitalização.

2. Fazer um reset quanto aos valores da empresa

Quando se trabalhou durante muito tempo para a mesma entidade, é normal que tenhamos interiorizado de uma forma permanente os valores da empresa, mesmo que por vezes possamos não nos aperceber disso.

Mas a verdade é que para integrar a 100% um novo desafio profissional é fundamental fazer um “reset” nos que foi deixado para trás, e encarar os valores da empresa nova como uma folha em branco. Particularmente quando a experiência passada foi positiva, isso poderá deixar-nos mais resistentes a voltar a identificar-nos com os valores de uma nova entidade.

3. Prestar apoio emocional e psicológico ao trabalhador, motivando-o

Para que o processo de outplacement seja eficaz é fundamental que o trabalhador se sinta apoiado, e que lhe seja incutida motivação para encarar novos desafios. Para isso, é importante que a empresa tenha o cuidado de mostrar que se preocupa com a qualidade de vida de cada trabalhador.

4. Manter o vínculo profissional entre o trabalhador e a empresa.

Claro que isso nem sempre é possível, mas por vezes o outplacement poderá desempenhar um papel importante ao manter a relação entre as partes. De que forma isso pode ser feito? Deixando a porta aberta para haver contratações futuras em regime de freelancer, por exemplo. Ou ainda convidando os ex trabalhadores para darem ações de formação.

As vantagens do outplacement para o trabalhador

Uma oportunidade para melhorar o CV

É isso mesmo, mesmo o trabalhador mais competente do mundo poderá ter dificuldade em atualizar o seu CV, em torná-lo realmente matador. Com o processo de outplacement, é praticamente garantido que o seu curriculum irá ser alvo de uma remodelação.

Redirecionar a carreira

Um processo de outplacement poderá ser o elo que faltava para dar o salto na sua vida profissional. Quem sabe o leva a aplicar finalmente aquilo que tanto precisava  – adotar uma nova direção na sua carreira.

Ameniza processos de despedimentos

O outplacement é também útil para tornar os próprios processos de despedimentos mais amigáveis, de forma a evitar que haja ressentimentos de parte a parte, preservando assim a melhor relação possível entre a empresa e o trabalhador.

Veja também