Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marvin Tortas
Marvin Tortas
25 Ago, 2020 - 15:06

Palavras proibidas: Rato, Pato ou Bola ficam fora das novas matrículas

Marvin Tortas

A combinação de letras das novas matrículas poderia dar origem a palavras caricatas e menos próprias, mas o IMT já esclareceu quais serão as proibidas.

novas matrículas

Desde que entraram em vigor a 2 de Março de 2020, as novas matrículas tem gerado uma azáfama às lojas de acessórios automóveis. No total já foram mais de 105 000 os condutores que alteraram o formato das matrículas para o novo esquema – sem traços, sem indicação do mês e ano, e com mais espaço em branco na chapa.

No entanto, e como a pressa é inimiga da perfeição, essa mesma azáfama foi a responsável por inúmeras ilegalidades. Só nos primeiros seis meses do ano a PSP autuou 2136 condutores por irregularidades relacionadas com as matrículas dos automóveis.

novas matrículas
Veja também Novas matrículas ao milímetro: atenção que nem todas são legais

O ano e mês da matrícula são elementos que não fazem parte do número da matrícula dos veículos e não são um elemento relevante para a sua identificação, sendo que Portugal era o único país dos 28 Estados-Membros da União Europeia que apresentava estes elementos na respetiva chapa de matrícula.

Estima-se que o novo formato do número de matrícula permita a sua utilização por um período estimado de 45 anos.

As palavras proibidas nas novas matrículas

A nova série de matrículas, constituída por dois grupos de letras nas extremidades e por um grupo de dois algarismos ao centro, inclui pela primeira vez as letras Y, K e W e permitiria um total de 28 milhões de combinações. No entanto, o IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes) optou já de antemão por limitar algumas combinações que poderiam formar palavras obscenas ou mais caricatas.

Segundo o IMT, “de forma a assegurar a não utilização de combinações de letras que possam formar determinadas palavras que se entenda dever evitar, foi estabelecido, entre outras, tendo em conta a posições dos caracteres dos números de matrícula referenciadas de 1 a 6 a contar do seu lado esquerdo, que não são utilizadas vogais na segunda e sexta posição desses caracteres nas matrículas do novo formato, atribuídas pelo sistema informático do IMT, I. P. Tal não se aplica, quando qualquer dos grupos de duas letras incluir duas vogais iguais”.

Quer isto dizer que o algoritmo responsável pela criação destas matrículas está programado para impedir a utilização simultânea de vogais no fim do primeiro e do segundo conjunto de letras e a exceção só deverá acontecer quando qualquer um dos dois grupos registar uma vogal repetida.

Assim sendo, as matrículas cuja junção dos grupos de letras poderia formar palavras como Bola, Bolo, Cano, Rabo, Rato, Rita, Riso, Pato ou Peru não serão atribuídas.

Veja também