ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Teresa Campos
Teresa Campos
10 Jul, 2020 - 11:50

Picada de mosquito ou melga: saiba o que fazer para tratar

Teresa Campos

No verão, a picada de mosquito ou melga é particularmente comum. É importante saber como tratá-la, de modo a evitar o seu desconforto.

mulher com picada de mosquito

Embora seja possível prevenir a picada de mosquito ou melga, por vezes, ela acaba mesmo por acontecer. O calor do verão atrai estes insetos que “gostam” particularmente de nos atazanar durante a noite e deixar a sua marca nos nossos braços, pernas, cara,… e demais zonas do corpo.

A picada de mosquito ou melga pode ser incomodativa, dolorosa e, em alguns casos, pode mesmo exigir cuidados médicos. Por essa razão, é importante saber como agir perante uma picada e, também, como evitar atrair estes insetos especialmente irritantes.

Picada de mosquito ou melga: tudo o que precisa saber

A picada de mosquito ou melga suscita sempre algum prurido, o que causa desconforto e uma vontade incontrolável de… coçar! Porém, essa não é a medida mais recomendada para tratar e aliviar os sintomas da picada…

Como tratar a picada de mosquito ou melga

No nosso país, ao contrário do que acontece, por exemplo, nos países tropicais, a picada de mosquito ou melga não costuma transmitir doenças. Porém, isso não significa que estas picadas não mereçam cuidados.

Cada pessoa reage de forma diferente a estas picadas, em função da resposta dada pelo seu sistema imunológico. Porém, habitualmente, há lugar a uma certa irritação na pele. Saiba, então, o que fazer nestes casos:

  1. Comece por limpar e desinfetar o local da picada.
  2. Depois, coloque sobre o inchaço uma compressa embebida em água fria ou gelo embrulhado num pano. Embora este passo ajude a diminuir o edema, é possível que ele ainda persista durante alguns dias.
  3. Aplique pomadas com anti-histamínicos próprias para estas picadas, de maneira a reduzir o prurido e o inchaço. Em casos de reações mais graves ou de várias picadas, pode ser necessária a toma de anti-histamínicos orais.
  4. Evite coçar e, sobretudo, arranhar a zona da picada, pois isso só vai aumentar o prurido e potenciar uma infeção.
picadas de insectos
Veja também Picadas de insetos: saiba como tratar e como prevenir

Quando consultar um médico

Apesar da generalidade destas picadas poderem ser tratadas em casa, não significa que não haja situações mais complexas que careçam de avaliação e tratamento médicos. Deve procurar acompanhamento clínico sempre que:

  • A reação à picada for grave e apresentar sintomas mais severos do que os descritos anteriormente. É importante ter particular atenção à resposta das crianças, pois elas estão mais suscetíveis a desenvolver uma reação grave.
  • O inchaço ou a dor provocados pela picada forem insuportáveis e limitarem as suas atividades diárias.
  • O inchaço se agravar com o passar do tempo e mesmo depois de fazer algum tratamento, como aplicar gelo e/ou pomada.
  • A zona picada parecer estar infetada.

Nota: Em casos raros, mas em que na sequência de uma picada haja lugar a inchaço na garganta, boca ou língua, dificultando ou impedindo a respiração, deve chamar de imediato o 112.

mulher com comichão

Como evitar a picada de mosquito ou melga

Claro que o ideal é prevenir estas picadas desagradáveis e indesejadas. Mas será que isso é possível? A resposta é sim, desde que se tenham alguns cuidados. Estas precauções devem ser tomadas especialmente ao final da tarde e à noite, momentos em que os insetos estão mais ativos. Tome nota:

  • evitar cores brilhantes: no verão, não deve usar roupas com demasiados brilhantes ou perfumes de aromas muito fortes, pois isso atrai os insetos;
  • diminuir a extensão de pele exposta: apesar de ser difícil, porque está calor, deve privilegiar roupa com mangas compridas, calças, sapatos fechados e chapéus para se proteger dos insetos;
  • usar sprays repelentes: existem produtos próprios para aplicar na pele e que são capazes de afastar os insetos. Além disso, pode ainda acender em sua casa velas que também são conhecidas por manterem os insetos longe;
  • evitar áreas com água, sobretudo estagnadas: estas zonas são um elemento que costuma atrair insetos;
  • pôr as calças por dentro das meias: principalmente, se for caminhar em zonas com relva densa ou arbustos, onde se “escondem” vários insetos.
Veja também