ebook
Ebook Finanças (s)em Crise
Um guia para tempos complicados
Patrick Antunes
Patrick Antunes
09 Jul, 2018 - 16:16

Protocolo de segurança WPA3: o que é e para que serve

Patrick Antunes

O novo protocolo de segurança WPA3 vem para proteger os seus dados com mais eficácia. Descubra o que isso significa para si e para a sua rede Wi-Fi.

Protocolo de segurança WPA3: o que é e para que serve

WPA significa Wi-Fi Protected Access e é uma série de protocolos de segurança criados para salvaguardar o tráfego na rede sem-fios. A próxima geração está a chegar e traz-nos novas características para mantê-lo seguro enquanto navega na Internet em casa ou em redes públicas. É o próximo grande passo na proteção de dados pessoais e são ótimas notícias para quem utiliza regularmente o computador portátil ou o smartphone em redes públicas. Saiba mais sobre o protocolo de segurança WPA3.

O que é o WPA?

protocolo de segurança WPA3

Quando conecta o seu computador a uma rede Wi-Fi, o protocolo de segurança WPA é o “aperto de mão” que acontece entre o seu dispositivo e o router. É a encriptação que protege os seus dados.

Neste momento, esse protocolo de segurança é o WPA2 que, de certeza, é o que a sua rede doméstica utiliza. O WPA2 existe desde 2004 (já vai um tempo) e evoluiu imenso em comparação com os seus antecessores (WEP e WPA).

Mas já lá vai mais de uma década e, numa altura em que a questão da proteção de dados é de extrema relevância, um novo protocolo de segurança é necessário e oportuno.

Protocolo de segurança WPA3: o que há de novo?

O lançamento do novo protocolo de segurança WPA3 traz-nos algumas novidades para a nossa proteção.

1. Os seus dados mais antigos estão mais seguros

Com o protocolo WPA2, um atacante que descobrisse dados encriptados do seu dispositivo e mais tarde soubesse a sua palavra-passe podia capturar os dados antigos da sua máquina. Com o WPA3 isso não é possível.

Mesmo que o atacante consiga entrar na sua rede, só poderá aceder aos dados mais recentes, podendo resolver isso apenas mudando a password do seu dispositivo. Simples. Mas também não vai ser fácil descobrir a sua palavra-passe.

2. Passwords são mais difíceis de descobrir

Com o protocolo atual, um atacante podia capturar dados do seu Wi-Fi, ir para casa, e descobrir a sua chave de acesso no conforto do seu lar. Mas agora isso deixa de ser possível.

Para um hacker conseguir entrar na sua rede tem que estar em constante contacto com a sua rede sem fios, durante todo o processo de desencriptação da sua chave de acesso, o que o torna o trabalho demorado e muito mais difícil.

3. Dispositivos “Smart Home” são mais fáceis de sincronizar

Se já tentou sincronizar os dispositivos “Smart Home” na sua rede – especialmente aqueles que não têm um ecrã – sabe bem a paciência que é necessária. Com o novo protocolo de segurança WPA3, existe uma novidade chamada “Wi-Fi Easy Connect”.

Agora, para sincronizar qualquer aparelho à sua rede “Smart Home”, simplesmente tem de fazer scan de um QR Code et voilá. (WPA2 tinha algo similar chamado de Wi-Fi Protected Setup, mas tinha uma série de vulnerabilidades de segurança).

4. Redes públicas são mais seguras

Os padrões atuais são bastante inseguros em redes abertas. Um local que não necessite de password para aceder não está a encriptar os seus dados, o que significa que qualquer pessoa dentro do estabelecimento pode descobrir os seus dados pessoais.

Com o protocolo de segurança WPA3, mesmo as redes sem chave de acesso vão encriptar os seus dados e torná-los mais seguros.

protocolo de segurança WPA3

Quando vai poder utilizar o protocolo de segurança WPA3?

As empresas estão a trabalhar para serem certificadas para o novo protocolo, mas não espere utilizá-lo imediatamente.

Novos produtos com WPA3 podem começar a surgir ainda em 2018, mas a adoção global deste sistema está prevista apenas para final de 2019. Também não está esclarecido se os aparelhos atuais podem ser atualizados para utilizar este novo protocolo de segurança, por isso, é bem provável que tenha de comprar um novo router.

Mesmo nessa altura, o seus dispositivos têm de ser compatíveis com WPA3 para ter todas as vantagens. Sendo assim, deverá ser uma mudança gradual para um universo online mais seguro.

Veja também: