ebook
GUIA DO IRS
Patrocinado por Reorganiza
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
06 Jun, 2022 - 11:00

Psicologia empresarial: saiba o que é, para que serve e quais as vantagens

Catarina Milheiro

Saiba de que forma a psicologia empresarial pode ajudar na transformação dos contextos organizacionais.

reunião equipa para delegar tarefas

A psicologia empresarial é o campo da psicologia que está relacionado com o estudo do comportamento humano dentro das empresas. No fundo, o objetivo é compreender o comportamento de instituições, grupos e pessoas de uma forma geral.

Como sabemos, a qualidade de vida e o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal é um dos aspetos mais valorizados no mercado de trabalho.

Quer os profissionais de Recursos Humanos, como os próprios donos das empresas, já perceberam que com um bom ambiente laboral é possível aumentar a produtividade e trazer resultados eficazes para os seus negócios.

Assim, a psicologia empresarial tem um papel fundamental neste sentido, contribuindo para o bem-estar dos colaboradores, mas não só. Fique connosco e saiba tudo.

O que é a psicologia empresarial?

A psicologia empresarial estuda o comportamento humano e os fenómenos psicológicos que acontecem dentro do ambiente corporativo.

De uma forma geral, o que acontece é o facto de os conhecimentos de psicologia serem aplicados na tentativa de compreender o comportamento coletivo e individual para aplicar recursos que sejam capazes de melhorar a qualidade de vida e desempenho das atividades dentro da empresa.

No fundo, o principal objetivo da psicologia empresarial é então aumentar e manter a qualidade de vida no trabalho através de um bom clima organizacional, desenvolvimento pessoal, condições favoráveis de trabalho e relações saudáveis entre colaboradores.

Importa ainda referir que existe uma diferença entre psicologia empresarial e do trabalho, apesar de ambas se complementarem.

Assim, a primeira está diretamente relacionada com a promoção do bem-estar dos trabalhadores dentro do ambiente de trabalho e a segunda refere-se à gestão de pessoas (com uma visão mais estratégica).

trabalho equipa sucesso

Para que serve?

Tal como já referimos, a psicologia empresarial serve para melhorar os resultados da empresa, principalmente no que diz respeito à gestão de pessoas.

Ou seja, quando a empresa é capaz de entender cada colaborador, é possível trabalhá-lo consoante o que a organização e a equipa precisam e, paralelamente, fazê-lo sentir-se bem dentro do ambiente de trabalho.

Além disto, através da observação do comportamento dos profissionais no local de trabalho, os psicólogos empresariais conseguem compreender qual a melhor forma como cada trabalhador pode contribuir para o desenvolvimento do negócio, promovendo sempre a harmonia.

Quais são as formas de atuação da psicologia empresarial?

Existem várias formas de atuação e áreas em que a psicologia empresarial atua. Listamos algumas:

  • Técnicas de recrutamento e seleção de pessoal: afinal, um profissional produtivo e bem disposto também depende de uma contratação bem sucedida;
  • Pesquisa de ambiente organizacional: o ambiente organizacional visa visualizar e identificar o grau de alinhamento entre a cultura definida pela empresa e as ações realizadas no dia-a-dia. Por isso mesmo, estabelece os pontos fortes e os pontos que apresentam espaço para melhoria para possibilitar o crescimento do negócio;
  • Aplicação de testes comportamentais: o objetivo é identificar competências e o tipo de personalidades predominantes na empresa;
  • Avaliação do desempenho dos colaboradores: feita em grupo ou individual, é fundamental para conhecer melhor as pessoas. É utilizada frequentemente em processos de seleção de profissionais, promoções, diagnósticos de personalidade ou orientação profissional;
  • Formulação de um programa de qualidade de vida no trabalho: desde meditação, ginástica laboral, técnicas de relaxamento ou jogos, é crucial assegurar a satisfação dos trabalhadores para obter resultados surpreendentes;
  • Treino e desenvolvimento de pessoas: para que as empresas alcancem o sucesso, devem capacitar e atualizar os colaboradores através de formações, workshops, reuniões ou cursos online, por exemplo.

4 vantagens da psicologia empresarial

Melhorar a produtividade

Como sabemos, quando existem problemas no ambiente de trabalho, a produtividade dos colaboradores pode cair a pique. E um bom exemplo disto é um ambiente de trabalho stressante.

São cada vez mais os relatos de empresas onde o stresse no local de trabalho fez com que causasse enormes prejuízos, quer para as próprias, como para os trabalhadores.

A verdade é que os profissionais podem sair prejudicados, acabando com problemas na saúde física e mental – fazendo com que a produtividade diminua.

Assim, é importante que a psicologia empresarial atue na resolução deste tipo de problemas, procurando sempre entender o que torna o ambiente de trabalho stressante.

Uma boa forma de o fazer é encontrar estratégias para promover uma ambiente mais calmo e tranquilo, fazendo com que os níveis de produtividade aumentem.

Aumentar a motivação no ambiente de trabalho

Além de ser crucial promover um ambiente de trabalho mais harmonioso e agradável, a psicologia empresarial também pode ser aplicada em avaliações de desempenho.

Isto é, avaliações que concluem que tipos de caminhos devem ser seguidos pelos trabalhadores para alcançarem o crescimento pessoal e profissional – aumentando o envolvimento e interação entre todos e oferecendo um propósito ao colaborador.

Diminuição de custos com demissões e novos processos de contratação

A diminuição do turnover é uma das grandes vantagens da psicologia empresarial. O que quer isto dizer que, os trabalhadores sentem-se mais satisfeitos com o trabalho e tornam-se assim capazes de produzir mais e melhor.

Por consequência, permanecem mais tempo na empresa, permitindo diminuir custos com demissões e novos processos de contratação.

Melhoria da comunicação entre profissionais

Uma das vantagens da psicologia empresarial é precisamente a criação de uma cultura de respeito pelo trabalhador e de valorização do seu bem-estar. Que, por sua vez, leva a que se melhore a comunicação entre os membros de chefia e os trabalhadores da empresa em geral.

Afinal, a partir do momento em que cada colaborador se sente realmente completo, feliz e em harmonia no seu ambiente de trabalho, vai facilmente conversar sobre problemas que possam surgir, dificuldades em projetos ou até apresentar novas ideias para o negócio de forma aberta e objetiva.

Veja também