Inês Silva
Inês Silva
29 Mai, 2020 - 13:23

Zoom fatigue: saiba o que quer dizer e como resolver

Inês Silva

Perante a COVID-19, foram vários os portugueses que se viram em teletrabalho e, provavelmente, experienciaram Zoom fatigue.

trabalhador exausto a sofrer de zoom fatigue

As videoconferências passaram a ser recorrentes, não só a nível profissional como pessoal, através de plataformas como o Zoom, levando a uma sensação de cansaço: a Zoom fatigue. Continue a ler para saber mais.

A pandemia da COVID-19 trouxe várias alterações ao mercado laboral e à vida pessoal. As medidas de isolamento social ditaram o afastamento de famílias e amigos e a necessidade do teletrabalho para muitos.

Os portugueses tiveram que se adaptar a uma nova realidade e recorrer a ferramentas digitais para criar condições de operabilidade entre profissionais e de convívio social.

O que é a Zoom fatigue?

trabalhadora exausta a sofrer de zoom fatigue

Sem dúvida que, em tempos da COVID-19, as plataformas como o Zoom são muito úteis, mas também é verdade que todo este tempo gasto em videochamadas acarretam também problemas.

O Zoom é utilizado para conectar pessoas que se encontram distantes, no entanto pode ainda trazer cansaço e um sentimento de vazio.

Apesar de, em tempos de confinamento, ter dado ou dar uma aparência de vida normal, a sensação de relacionamentos irreais pode manifestar-se e é esta sensação ou sentimento que faz surgir, no âmbito da psicologia, o conceito Zoom fatigue, ou seja, fadiga do Zoom.

Ao interagir com outra pessoa através de uma tela, o cérebro precisa trabalhar muito mais. Há pormenores que se perdem como o cheiro da sala ou alguns detalhes da visão periférica, informações adicionais que ajudam o cérebro a entender o que está acontecer.

Perdendo-se estas informações extra, o cérebro vai precisar de trabalhar mais para compensar.

Este esforço maior para perceber, implica o uso de atalhos mentais que podem resultar em erros. Estas más interpretações tendem a ser mais frequentes no caso de videochamadas com pouca qualidade.

Basta o atraso de um segundo para ficar a pensar que quem está do outro lado é menos amigável.

Cansaço emocional

As vídeoconferências também podem ser emocionalmente cansativas. Por exemplo, ao realizar uma vídeochamada, o emissor vê a sua imagem voltada para si e isso pode tornar-lo mais autoconsciente e mais inseguro nas suas interações. O esforço será maior e os níveis de stress também.

Quem está em teletrabalho, fora da empresa, pode sentir uma necessidade maior de reconhecimento para não se sentir excluído ou esquecido e, assim, assumir tarefas adicionais e partilhar histórias e informações interessantes com os colegas.

Este será também um fator que desencadeia uma maior ansiedade e stress e, por sua vês, a zoom fatigue.

Zoom fatigue: soluções simples

Há algumas coisas relativamente simples que é possível fazer para tornar uma videoconferência menos cansativa:

  • Evitar fazer várias tarefas durante a vídeochamada para reduzir a carga de trabalho cognitiva e ajudar a manter a atenção e concentração;
  • Fazer pausas entre as chamadas e afastar-se da tela para refletir, reorganizar-se e recuperar;
  • Ocultar a imagem de si mesmo durante uma videoconferência para que se sinta menos autoconsciente e mais focado no que os outros estão a dizer;
  • Utilizar outras formas de comunicação como mensagens de texto, e-mail e telefonemas;
  • Se possível, evitar videoconferências diárias. O silêncio também é um bom conselheiro e colega de trabalho;
  • Prepare-se com antecedência para as reuniões virtuais.
Homem com problemas de saúde mental
Veja também COVID-19: o que o isolamento pode fazer à nossa saúde mental

4 dicas para se preparar para uma reunião virtual

1

Comece pelo básico

Conheça a tecnologia que vai ser utilizada e, antes da videochamada, saiba como se conectar à chamada e como partilhar sua tela. Se não conhece a plataforma, reserve algum tempo para fazer o download da aplicação ou instalar os plug-ins necessários.

Enquanto alguns serviços são executados no navegador da Web, outros podem exigir etapas adicionais de instalação.

Verifique sempre as configurações de áudio e vídeo e, durante esse processo, confirme o enquadramento do seu vídeo para garantir a iluminação adequada com uma aparência profissional.

Feche os separadores do browser não relacionados com a reunião e silencie as notificações.

2

Partilhe informação antes da reunião

Se vai liderar a reunião, partilhe os tópicos que vai apresentar para discussão. Os documentos que acompanham a reunião também devem ser enviados.

Se é um participante da reunião e não recebeu os pontos de trabalho, entre em contacto com o organizador da reunião para perguntar quais tópicos e materiais que vão ser discutidos para poder preparar-se.

3

Faça o trabalho de casa

Faça a leitura prévia da documentação relacionada com a reunião para poder refletir sobre o assunto. Antes da reunião, escreva seus comentários e pratique dizendo-os em voz alta até que se sinta seguro para falar sobre as suas estratégias e ideias com facilidade.

Não se preocupe em ter resposta para tudo, às vezes as perguntas são mais importantes.

4

Vá mais além

Durante a videoconferência, ouça atentamente, faça anotações, se necessário, e partilhe os seus comentários na hora certa. É natural que queira ser visto e ouvido, mas também é importante permitir que outros contribuam.

Interrompa apenas se tiver a certeza que a sua intervenção trará valor acrescentado ao tópico que está a ser discutido. Isto é importante para que as reuniões virtuais funcionem e tragam resultados positivos para a equipa.

Agora que já sabe o que é a Zoom fatigue, é só colocar em prática as nossas dicas para a evitar.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].