Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Milheiro
Catarina Milheiro
29 Jan, 2020 - 10:21

A importância de aprender línguas estrangeiras desde cedo

Catarina Milheiro

Para conseguir uma carreira de sucesso, é essencial que domine as línguas estrangeiras. Mas quais são, afinal, as línguas que as crianças devem aprender?

línguas estrangeiras

Nos dias de hoje é essencial que qualquer um domine as línguas estrangeiras para que consiga ter uma carreira de sucesso. Não podemos negar o facto de que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e um dos fatores diferenciadores entre candidaturas pode, muitas vezes, ser o domínio das línguas.

Por isso mesmo, esta aprendizagem deve começar desde cedo. Está cientificamente provado que no período entre os dois e quatro anos de idade o cérebro das crianças está especialmente capacitado para a aprendizagem de mais do que uma linguagem.

Ainda que pareça estranho para muitos profissionais de educação e até mesmo para alguns pais a introdução de uma língua estrangeira/segunda língua em idades em que as crianças ainda nem verbalizam a primeira, a verdade é que para o cérebro este acaba por ser mais um estímulo entre muitos outros.

POR QUE MOTIVO É IMPORTANTE APRENDER LÍNGUAS ESTRANGEIRAS DESDE TENRA IDADE

Continua ainda a existir um debate sobre a introdução de línguas estrangeiras (sejam elas quais forem), nos primeiros anos de vida de uma criança. Apesar de já haver alguma concordância em relação a este tema, ainda é uma matéria um pouco controversa.

Mas, afinal, por que motivo é importante aprender línguas estrangeiras desde cedo? Existe um momento crítico, durante o desenvolvimento do cérebro da criança, em que a influência exterior sobre as habilidades cognitivas é elevado.

Logo, a imersão de crianças num ambiente bilíngue, antes dos quatro anos de idade, mune-as com capacidade para serem fluentes em mais do que um idioma.

Existem já vários estudos que demonstram a importância do ensino precoce de uma segunda língua como estímulo das conexões cerebrais. Na verdade, até aos 4 anos de idade, o cérebro pode mesmo ser comparado a uma espécie de esponja, que absorve toda a informação que é transmitida.

E é justamente por causa disto que as crianças até aos 2 anos de idade começam a verbalizar, a andar, a apreciar os alimentos e até mesmo a definirem a sua personalidade.

Evidentemente que não se espera que uma criança seja capaz de dominar uma língua estrangeira por completo numa idade tão precoce. No entanto, até aos quatro anos, podem ser lançadas as bases para uma aprendizagem mais sólida das línguas estrangeiras no futuro.

diferentes línguas

ALGUMAS VANTAGENS ASSOCIADAS

A aprendizagem de línguas estrangeiras é extremamente benéfica para o desenvolvimento das crianças e é um investimento no futuro.

Crianças que estão expostas a diferentes línguas tornam-se mais conscientes de diferentes culturas, outras pessoas e outros pontos de vista.

Ora, este enriquecimento cultural vai-lhes ser muito útil para o seu desenvolvimento. Aliás, está provado que a aprendizagem de línguas estrangeiras melhora a atenção. Para além disso, aumenta a capacidade para realizar múltiplas tarefas em simultâneo e trabalha a capacidade de memorização.

Como se pode verificar, as vantagens são evidentes. As crianças começam a reconhecer os sons e a gramática, conseguem adquirir uma pronúncia quase nativa e, claro, não necessitam de recorrer a esquemas mentais de associação nem ao tradutor.

Além disso, é também importante ter em consideração o facto de que estas se tornam muito mais independentes linguisticamente do que as crianças que não tenham qualquer tipo de contacto com outras línguas para além da nativa.

Estas tornam-se capazes de interagir de um modo muito fácil com outras pessoas e até possíveis colegas de origem estrangeira. Desta forma, nunca sentirão que a língua estrangeira é uma barreira para elas.

QUAIS SÃO AS MELHORES LÍNGUAS PARA AS CRIANÇAS APRENDEREM?

Já teve oportunidade para refletir sobre este assunto? Já pensou que este pode mesmo ser o melhor investimento que pode fazer nos seus filhos?

Através da aprendizagem de uma língua estrangeira (ou até mais do que uma), as oportunidades futuras aumentam, assim como a capacidade de comunicação melhora também.

No entanto, se não sabe muito bem quais são as melhores línguas para as suas crianças aprenderem, deixamos-lhe uma sugestão tendo em consideração o mercado atual.

Se a língua materna da sua criança é a portuguesa, saiba que esta já leva consigo uma grande vantagem competitiva, uma vez que o português é uma das línguas mais faladas no mundo.

Acrescente-lhe o inglês, que é praticamente obrigatório em qualquer contexto profissional atual, o francês ou o alemão, e o seu filho conseguirá ingressar no mercado de trabalho europeu com facilidade.

Se o objetivo for sair da Europa, então o espanhol será também uma boa opção para o mercado da América Latina.

O mandarim não fica de fora . Provavelmente já deve ter ouvido falar sobre a importância da China para o mundo atual. A verdade é que a procura por profissionais que saibam falar a língua oficial deste país, tem vindo a aumentar.

São cada vez mais as empresas chinesas que procuram profissionais estrangeiros altamente capacitados para atuarem nas suas empresas, a nível mundial.

Veja também