Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Luísa Santos
Luísa Santos
07 Jun, 2018 - 10:21

4 redes sociais populares de que já nem se lembrava

Luísa Santos

Muitas foram as redes sociais que caíram em desuso. Contudo, estas redes sociais populares de que já nem se lembrava ainda existem e guardam memórias únicas.

4 redes sociais populares de que já nem se lembrava

Lembra-se do MySpace? E do Hi5? Duas das primeiras plataformas que começaram a desvendar aquilo que, mais tarde, se passaria a chamar de “redes sociais”. Umas serviam propósitos específicos, como partilha de fotos, música ou, simplesmente, partilha do dia-a-dia. Algumas destas redes sociais populares – de que já nem se lembrava – ainda existem, na sua maior parte, e até existem casos em que pode aceder aos seus dados antigos.

O Facebook não foi o primeiro a desbravar o mundo do social media, pelo contrário. Muitas foram as plataformas que o antecederam, onde eram feitas partilhas de vídeos de curta duração, músicas, trabalhos fotográficos, entre outros temas que se publicavam com muita frequência.

4 redes sociais populares que caíram no esquecimento

mulher usa telemovel

1. Myspace

O MySpace reinventou-se. Apesar de ainda se dedicar, principalmente, à música partilhada pelos utilizadores e também à partilha de notícias de artistas conhecidos, esta rede teve de se atualizar para apresentar, pelo menos, um aspeto gráfico mais atual e apelativo.

Apesar de ter perdido muitos utilizadores para plataformas como o Facebook, o Twitter, o Instagram ou o YouTube, o Myspace chegou a ser a rede social mais visitada entre 2005 e 2008.

Porém, com a necessidade de publicitar o seu trabalho, a grande parte dos artistas optou por outras redes para partilhar as suas criações. Isto fez com que o MySpace perdesse, para além dos seus utilizadores, uma grande quantia de dinheiro, factos que contribuíram para a queda da popularidade desta plataforma.

Se tinha uma conta nesta rede, ainda pode aceder à maior parte da sua informação, nomeadamente fotos, vídeos, playlists e amigos.

2. Hi5

Uma das redes sociais populares de que já nem se lembrava é, de certo, o Hi5, uma rede muito utilizada em Portugal. Na verdade, esta plataforma chegou a ser a segunda rede social mais utilizada na Internet, mas caiu em desuso com o surgimento do Facebook, em 2011.

O propósito de ambas as redes era muito semelhante, com a diferença de que, a criação de Zuckerberg, trazia um design mais apelativo, para além funcionalidades melhores e mais inovadoras.

Mas o Hi5 não “morreu” e ainda pode ser utilizado. Para além de ainda poder utilizar esta rede social, pode também reativar a sua conta antiga e aceder a toda a informação que, um dia, partilhou. Tudo o que precisa de saber é o email que usava para aceder à sua conta et voilá: voltou ao mundo das primeiras redes sociais.

3. Last.fm

Um dos primórdios da rádio online, a rede que inspirou serviços como o Spotify ou o Pandora. Na Last.fm foi criada uma verdadeira comunidade que partilhava um gosto em comum: a música.

Nesta plataforma eram discutidos temas relacionados com a música; todas as informações e recomendações que cada utilizador quisesse dar eram bem-vindas. Cada utilizador tinha, por isso, um perfil construído com base nos seus gostos musicais, tendo em conta as músicas e artistas que ouvia.

O Last.fm ainda existe e tem uma apresentação totalmente renovada, adequada à era das redes sociais e à constante inovação a que diariamente se assiste. Pode criar uma nova conta e recordar os velhos tempos de partilha de música.

4. Vine

Três anos depois de ter sido comprado pelo Twitter, o Vine foi desativado em 2016 por já não alcançar os resultados desejados. Mas esta foi uma das redes sociais mais populares – desde o seu lançamento, em 2012.

Na verdade, ninguém esperava o sucesso que esta plataforma alcançou. Através dela era possível a criação de vídeos de 6 segundos, na sua maior parte de comédia e entretenimento, que podiam depois ser partilhados.

O sucesso desta rede foi tal que até foi responsável pelo lançamento da carreira de Shawn Mendes, músico de origem portuguesa e britânica. Apesar de já estar desativada, esta era, certamente, uma das redes sociais populares de que já nem se lembrava.

Veja também