Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Teresa Campos
Teresa Campos
21 Set, 2018 - 11:48

Como reduzir consumo de plástico? Os especialistas explicam

Teresa Campos

Reduzir consumo de plástico é um imperativo atual. Portanto, reflita sobre os perigos que o uso deste material pode acarretar para a biosfera.

reciclagem

Aprenda a reduzir o consumo de plástico, identificando os perigos existentes na utilização abusiva deste material. Sabia que, todos os anos, entram nos oceanos cerca de 8,8 milhões de toneladas de plástico?

Pois bem, não é difícil antever os problemas que isso causa a todo o planeta e respetiva biosfera, problemas esses a que os humanos não são alheios.

Por essa razão, é fundamental reduzir consumo de plástico e, para isso, começar a tomar medidas já a partir de hoje!

8 aspetos a ter em conta para reduzir consumo de plástico

reduzir consumo de plástico
  1. As microfibras presentes nos materiais sintéticos, como as calças de yoga, contêm plásticos poluentes. Sempre que lavamos estes tecidos, a água leva algumas destas fibras, as quais acabam nos oceanos. O mesmo acontece com têxteis em poliéster, feitos a partir de garrafas de plástico recicladas.
  2. Outros utensílios de plástico, como copos ou pratos, são responsáveis por inúmeros casos de morte animal e, mesmo, de doença em humanos.
  3. As cordas de plástico usadas para acondicionar a bagagem nas viagens de barco, por exemplo, são outro dos itens que termina frequentemente no mar e pode ser responsável pelo asfixiamento dos animais marinhos.
  4. No aeroporto, prescinda do plástico para embalar os seus pertences e use antes aloquetes, já que podem ser reutilizáveis.
  5. No restaurante, supermercado ou outras lojas, prefira levar os seus próprios recipientes e sacos para trazer os bens, já que os objetos de plástico fornecidos nestes espaços são os principais responsáveis pela grande crise de poluição de plástico.
  6. Os sacos de plástico, em particular, são responsáveis pela morte de numerosos mamíferos marinhos e pássaros, todos os anos. Em 2008, o governo de Ruanda proibiu o uso deste item, o que resultou em ruas e cidades bem mais limpas.
  7. A esferovite é outro elemento presente em copos e recipientes para comida que vai ter muitas vezes ao oceano, sendo consumido pelos peixes que, depois, são ingeridos por todos nós. O principal problema é que a esferovite é um material tóxico e que pode provocar cancro nos humanos.
  8. Se quer, reduzir o consumo de plástico, pode começar pelas roupas que escolhemos. Evite os tecidos com microfibras e privilegie têxteis naturais, como algodão, seda, linho e lã. Compre menos roupa e diminua nas lavagens.

A diferença é feita por todos nós. Então, não subestime a sua importância neste processo de mudança, tão essencial para a sustentabilidade do futuro do nosso planeta.

Ensine os seus filhos a, desde cedo, reduzir consumo de plástico e torne-os pequenos embaixadores ecológicos, capazes de tornar o nosso mundo num lugar melhor para eles e para as gerações vindouras.

Na hora de ir às compras e nas suas atividades diárias, tenha em mente as reflexões que aqui deixámos e procure sempre reduzir consumo de plástico nas mais diversas circunstâncias.

Veja também