Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Sofia Ramos
Sofia Ramos
04 Fev, 2020 - 15:31

Lisboa, Lisbon, Lisbonne: roteiro da capital para principantes

Sofia Ramos

Se prepara uma escapadinha na capital, então tome nota de tudo o que visitar em Lisboa, para ficar a conhecer a região por dentro.

Panorâmica de Lisboa

Enumerar tudo o que visitar em Lisboa é uma tarefa árdua e que fica sempre incompleta. A capital encontra-se em constante crescimento e há sempre novas atrações a despontar na capital. Porém, há pontos de interesse incontornáveis, ligados intrinsecamente não só à história da cidade, como do próprio país.

Convidamo-lo a correr os bairros típicos, a visitar os edifícios mais emblemáticos; e a usufruir da cultura e dos hábitos da cidade. Assim, se vai passar uns dias na capital, confira o que visitar em Lisboa e faça da sua estadia um pretexto para ficar a saber mais sobre a região e, ao mesmo tempo, sobre todo o país.

O que visitar em Lisboa: pontos de passagem obrigatória

1

Chiado/Rossio

Bem no coração de Lisboa, a zona do Chiado/Rossio é uma das mais nobres e visitadas zonas da capital. Cheia de história, inspirou escritores, músicos e demais artistas, contando com alguns monumentos incontornáveis. Desde o Teatro Nacional D. Maria II, até à estátua de D. Pedro IV, passando pela Estação do Rossio, há todo um manancial de espaços a visitar, num passeio inesquecível.

praça do comércio em Lisboa
2

Praça do Comércio

Um dos pontos centrais de Lisboa, por aqui pode passear e focar a sua atenção noutras atrações como a estátua equestre de D. José I ou o Arco Triunfal da Rua Augusta.  Esta praça é um excelente exemplar da Lisboa pombalina, traçada pelo Marquês de Pombal, após o terramoto de 1755 que devastou a cidade. Neste espaço, ainda é possível tomar um café numa esplanada, comer um pastel de nata e ficar a admirar o belíssimo rio Tejo.

3

Rua Augusta

Esta rua pedestre liga o Arco Triunfal à Praça do Rossio. Pelo caminho, há muito bons restaurantes e lojas para fazer boas compras. É um bom local para usufruir dos sabores da capital como os famosos pastéis de bacalhau.

4

Elevador de Santa Justa

O Elevador de Santa Justa fica na interseção das ruas Áurea com a de Santa Justa. Através dele chega ao Largo do Carmo. Trata-se de uma torre em estilo neo-gótico de grande beleza e que tem ainda mais encanto e destaque pelo facto de se encontrar em funcionamento desde 1902.

5

Praça Luís de Camões

Mais uma praça mítica da capital. Ao centro, ela conta com uma estátua de Luís de Camões. Ali perto fica o popular restaurante e café “A Brasileira”, fundado em 1905 e que teve como cliente mais famoso o escritor português, Fernando Pessoa (representado por uma estátua na frente do estabelecimento).

6

Bairro de Alfama

Lisboa é conhecida pelos seus muitos bairros. Alfama é um deles, conhecido sobretudo pelas suas ruas típicas, marcas do domínio mouro e por ser, segundo alguns, o berço do fado. Por aqui passam muitos elétricos, um transporte tradicional, no qual também deve experimentar andar.

elétrico em Alfama
7

Andar de elétrico

O elétrico 28, por exemplo, atravessa o bairro de Alfama. De elétrico pode chegar, por exemlo, mais comodamente, ao ponto mais alto do bairro: o maravilhoso Miradouro da Senhora do Monte. Uma experiência muito agradável e que pode ajudá-lo a retemperar energias para mais umas caminhadas.

8

Miradouros

Os miradouros são um excelente modo de ficar a conhecer a paisagem e as vistas de uma cidade. Em Alfama, pode encontrar os incríveis miradouros da Senhora do Monte e de Santa Luzia. A partir dali conseguirá uma vista panorâmica sobre as casas típicas, os telhados ocre e o incrível rio Tejo. As colinas que marcam o desenho da cidade também são daqui bem visíveis.

9

Igreja de São Vicente de Fora

Lisboa também é arquitetura, sendo detentora de algumas das igrejas mais belas de todo o país. Neste caso, falamos de um exemplar da arquitetura maneirista. São Vicente é o padroeiro da cidade. No interior deste edifício, pode encontrar o Panteão da Dinastia de Bragança.

10

Bairro Alto

Um dos mais populares bairros de Lisboa e centro nevrálgico da famosa movida da capital. As suas ruas centenárias albergam um grande números de lojas, bares e restaurantes, que fazem desta zona um destino ideal para quem se deseja divertir. As ruelas estreitas contam histórias antigas de fadistas e faias, sendo actualmente um dos bairros mais visitados da capital.

11

Panteão Nacional

É impossível falar em Lisboa sem mencionar um dos seus edifícios mais emblemáticos: o Panteão Nacional (ou Igreja de Santa Engrácia). Bela no exterior, o interior é deslumbrante e cheio de simbolismo, já que aqui se encontram sepultadas algumas das figuras mais relevantes da história nacional.

Vista geral da cidade e do que visitar no Porto
Não perca O que visitar no Porto: 15 atrações obrigatórias
12

Castelo de São Jorge

Além de ser um edifício com interesse histórico e arquitetónico, o Castelo de São Jorge oferece ainda uma vista incrível sobre a cidade, sendo um espaço de eleição na capital para admirar o pôr do sol.

13

Torre de Belém

Se se deslocar para a região de Belém, irá encontrar a Torre de Belém, outra atração incontornável da capital. O seu simbolismo histórico (foi daqui que partiram os navegadores que concretizaram as Descobertas portuguesas) aliado à sua beleza e localização fazem deste ponto um elemento de interesse e de passagem obrigatória, em qualquer ida a Lisboa.

14

Mosteiro dos Jerónimos

O Mosteiro dos Jerónimos, ou Igreja de Santa Maria de Belém, é um edifício belíssimo, em estilo manuelino, que merece uma visita demorada a tudo o que o seu interior guarda. É neste edifício que estão sepultadas figuras míticas do nosso país, como Luís de Camões e Vasco da Gama.

Mosteiro dos Jerónimos em Belém
15

Padrão dos Descobrimentos

Outro monumento da região de Belém associado aos feitos dos grandes navegadores portuguesas. Um monumento comemorativo, repleto de símbolos e que disponibiliza no seu topo uma vista panorâmica memorável.

16

Pastéis de Belém

Não só de ruas, bairros e edifícios históricos se faz a capital. Os melhores pastéis de nata encontram-se em Belém e, por isso, aí são mesmo designados de pastéis de Belém. Visite a Antiga Confeitaria de Belém e delicie-se com esta iguaria típica, doce e absolutamente deliciosa.

17

Príncipe Real

Outra bairro típico, neste caso mais caro e com uma oferta de restauração e lojas mais requintados. Porém, é também uma zona pela qual deve passar, para tomar café num dos seus quiosques e passear pelos seus jardins.

18

Miradouro São Pedro de Alcântara

Mais um miradouro, desta feita no Bairro Alto. A parir daqui, consegue vislumbrar, entre outras atrações, o magnífico Castelo de São Jorge . Depois de ir até ao Miradouro, a sugestão é que desça até ao incrível Bairro Alto e usufrua de tudo o que aí há para ver e fazer.

Basílica da Estrela em Lisboa
19

Basílica da Estrela

Esta basílica fica no bairro da Estrela e é um bom exemplar da arquitetura barroca. O interior é deslumbrante e um bom testemunho do gosto barroco. A sua cúpula é um dos seus ex-líbris. Esta igreja serve de sepultura do corpo da rainha D. Maria I.

20

Jardim da Estrela

Nas imediações fica o Jardim da Estrela, muito concorrido pelas suas zonas verdes, com árvores frondosas onde em dias de calor é possível desfrutar de umas sombras retemperadoras. Há ainda um lago artificial, estátuas e, por vezes, música ao vivo. É um bom local para passear e para tomar café, num dos seus quiosques típicos.

21

Parque das Nações

Na lista de “o que visitar em Lisboa”, não pode faltar o Parque das Nações. O que era uma zona industrial, foi revitalizada para a Expo 1998, tendo-se transformado numa área moderna, com edifícios altos, ruas largas e muitos museus. Por ali perto, encontram-se o Oceanário de Lisboa e a Gare do Oriente.

22

Gare do Oriente

A Gare do Oriente é uma estação de metro que tem a particularidade de ter sido projetada por Santiago Calatrava. A sua arquitetura é surpreendente e cativante, o que torna esta estação num ponto de grande atração turística.

oceanário de Lisboa
23

Oceanário

O Oceanário de Lisboa é um dos melhores aquários do mundo e um local de passam obrigatória para quem quer ficar a saber mais sobre a fauna marinha. Trata-se de um edifício incrível e um espaço em constante evolução e mudança.

24

MAAT

O MAAT é a nova coqueluche lisboeta. Pertencente à Fundação EDP, foi erguido junto ao histórico Museu da Eletricidade e apesar da sua recente existência é já um ex-libris da cidade, quanto mais não seja pela arrojada arquitetura, pensada para permitir uma integração fluída na paisagem ribeirinha.

Segundo os seus responsáveis, este espaço “oferece um novo impulso cultural e paisagístico à cidade de Lisboa. A diversidade de programas e de espaços tornam-no num importante ponto no roteiro cultural da cidade. Uma proposta pensada para todos os públicos, para todas as idades.” Uma das áreas mais procuradas do museu é o seu fabuloso terraço sobre o rio, com uma abrangente vista para a cidade e para a margem sul.

25

Feira da ladra

Esta é a feira mais conhecida de Lisboa e se nunca a visitou, esta é a oportunidade ideal. Velharias, antiguidades, colecionismo, artigos em segunda mão e artesanato são os produtos à venda num ambiente colorido e caótico bastante peculiar.

É a mais antiga feira da cidade, com origem no Antigo Mercado Franco de Lisboa, que se supõe já existir no séc. XIII. Realiza-se aos sábados e às terças, das 9h às 18h. Para lá chegar, pode apanhar os autocarros 712 ou 734 ou o elétrico 28E.

Veja também