Júlia Rocha
Júlia Rocha
22 Nov, 2018 - 15:02
5 seguros para proteger as crianças que deve considerar

5 seguros para proteger as crianças que deve considerar

Júlia Rocha

Que tipos de seguros para proteger crianças existem, e quais valem a pena celebrar? Conheça a oferta no mercado segurador.

O artigo continua após o anúncio

As crianças são, de facto, o melhor do mundo, a alegria de qualquer família. Por mais e melhor que as tentemos proteger, é um facto que há alguns perigos a que as crianças estão suscetíveis. Considerando alguns fatores relacionados com esta preocupação, o mercado segurador permite contratar alguns seguros para proteger crianças. Saiba quais são, e em que circunstâncias compensa celebrá-los.

Os seguros para proteger crianças de que falamos aqui não são necessariamente de cariz obrigatório, mas permitem minimizar os prejuízos causados pelas crianças, ajudar a prevenir algumas situações quotidianas e deixar os pais mais descansados. Tenha em consideração as suas necessidades, as dos seus filhos, família e outros dependentes, faça pesquisas, contactos e sobretudo, várias simulações, antes de tomar uma decisão.

5 seguros para proteger crianças

criancas a brincar

1. Seguro escolar

Garante a cobertura dos danos decorrentes de acidentes escolares (na escola ou no trajeto entre a casa e o estabelecimento de ensino ou vice-versa). Cobre a totalidade das despesas de tratamento não contempladas pelo seu sistema de proteção social, desde que a assistência médica ou internamento ocorra em instituições hospitalares públicas.

Todos os estudantes, exceto os do ensino superior, são abrangidos pelo seguro escolar, que é renovado todos os anos letivos, mediante pagamento obrigatório (exceto isentos – portadores de deficiência, por exemplo). Aquelas pequenas ocorrências e acidentes que por vezes acontecem nos recreios, ficam assim contempladas. As escolas públicas são obrigadas a ter um seguro de acidentes pessoas para os seus alunos. Os estabelecimentos de ensino provado podem não estar obrigados a tal, por isso informe-se bem.

2. Seguro de acidentes pessoais

Este tipo de seguro protege os seus filhos de danos causados por acidentes que eles estiveram envolvidos. É um dos seguros para proteger crianças mais procurados por cobrir aspetos mais “básicos” da infância: quedas a jogar futebol, a andar de bicicleta, entorses, braços partidos etc. Estão incluídas as despesas de tratamento, internamentos hospitalares e ainda indemnizações em caso de incapacidade ocasionada pelo acidente.

3. Seguro de responsabilidade civil

Permite cobrir os danos causados pelas crianças aos bens de terceiros, garantindo o pagamento dos estragos. O seguro de responsabilidade civil cobre, por exemplo, os estragos que o seu filho provoque numa brincadeira em casa de um amigo ou partindo algum objeto numa loja. Existem seguradoras com produtos que juntam este seguro ao seguro de acidentes pessoais. No entanto, verifique se não possui outros seguros que possam já incluir uma apólice desta natureza, para não subscrever um novo seguro desnecessariamente.

pai e filhos

4. Seguro de saúde

Quem mais precisa de cuidados médicos com certa frequência? Para as famílias que optem por ver, por algum motivo, os seus filhos seguidos em hospitais privados, um seguro de saúde é uma solução. Assim, o seguro de saúde é um dos seguros para proteger crianças que deve ponderar contratar. Pode recorrer ao seguro de saúde sempre que o seu filho estiver doente e inclui a cobertura de internamento hospitalar, cirurgia, medicamentos, estomatologia, etc.

Verifique as coberturas antes de celebrar um contrato de seguro de saúde. Por exemplo, pode dar-se o case de algumas coberturas serem desnecessárias, ou não irem de encontro ao que precisa. Supondo que precisa de contratar um seguro de saúde para tratamentos relacionados com a saúde oral, acaba por ser mais benéfico optar por um seguro dentário.

O artigo continua após o anúncio

5. Seguros de vida

Se tem uma família a seu cargo, tem de contemplar aquelas perguntas desconfortáveis, mas que simbolizam uma incógnita. “O que vai acontecer ao futuro dos meus filhos e dos meus familiares mais próximos, se eu morrer?” É exatamente para salvaguardar estas preocupações que existem os seguros de vida. Estes seguros têm como cobertura principal o risco de morte de uma ou várias pessoas. Sim, os seguros de vida que celebra são também uma espécie de seguro para proteger crianças. Está a deixar-lhes uma garantia de segurança em qualquer eventualidade. Quando tem pessoas dependentes de si, especialmente crianças, um seguro de vida acaba por ser muito importante.

Veja também: