Catarina Reis
Catarina Reis
20 Dez, 2021 - 08:52

Dicas para ser feliz num emprego que não gosta

Catarina Reis

Conheça algumas dicas para ser feliz num emprego que não gosta, e saiba como encarar essa questão da melhor maneira.

ser feliz num emprego que não gosta

Sente frequentemente que o seu emprego atual não o satisfaz, que não consegue ser feliz num emprego que não gosta? Se sim, provavelmente isso poderá ser sinal de que está na hora de tentar mudar para outra profissão onde mais se revê, e com a qual mais se identifica.

Esta está longe de ser uma questão de fácil resolução, e começa logo pelo facto de a premissa ser errada – em primeira instância ninguém deve estar num emprego que não gosta.

Mas por vezes as circunstâncias ditam que, nem que seja temporariamente, e por necessidade, temos mesmo que aceitar uma oportunidade de trabalho que pouco ou nada tem a ver com os nossos objetivos profissionais, ou com a nossa paixão ou propósito.

Devemos procurar a felicidade num trabalho do qual não gostamos?

infeliz no trabalho

Sim, uma vez tomada a decisão de estar nesse emprego, é melhor encará-lo da forma mais positiva possível.

Para muitos de nós, o trabalho é um fardo. Por vezes demora tempo até encontrarmos a oportunidade para trabalhar no que realmente gostamos. O que fazer até lá? Porque não tentar ser feliz num emprego que não gosta?

Os fatores que concorrem para não se gostar de um emprego podem ser muitos, e pode nem estar relacionado com a atividade em si, mas com fatores que giram em torno dele, como as relações interpessoais.

  • O ambiente de trabalho não nos agrada;
  • Falta de entendimento com a equipa de trabalho;
  • Falta de sintonia com a cultura da empresa;
  • A função que desempenhamos não é adequada ao nosso perfil;
  • O trabalho é demasiado rotineiro;
  • A carga de trabalho é demasiado pesada para as nossas capacidades;
  • O trabalho interfere negativamente com a nossa vida pessoal;
  • Estamos em contacto permanente com clientes que nos tratam mal;
  • O trabalho traz-nos stress diariamente;

Entre outros…

Aqui estão algumas dicas para ser feliz num emprego que não gosta

Encarar o problema de frente

Fazer de conta que está num emprego com o qual não tem nenhum problema, quando sabe perfeitamente que sim, poderá ser má ideia. O facto de não se lembrar daquilo que o faz sentir mal acerca desse trabalho não significa que o mal estar se vá embora. Pelo contrário, identificar todos os problemas e tê-los bem presentes poderá ser o primeiro passo para os resolver. Para encontrar soluções, nada melhor do que ter consciência do que está mal.

Tire tempo livre

No tempo em que não está a trabalhar, encontre oportunidades para reservar tempos livres. Especialmente se o problema residir no facto de o seu trabalho lhe consumir muito tempo, se tirar bastante tempo livre irá parecer que esse trabalho ocupa uma fatia menor do seu tempo de vida.

Procure alguém com quem colaborar

Por vezes, a solidão no trabalho é o que nos faz perder o interesse nele. Ter um ou mais colaboradores, pessoas com quem gostamos de trabalhar poderá ser muito importante para começarmos a gostar mais do que fazemos. Colaborações fortes no trabalho podem realmente aumentar a produtividade, e isso por si só faz com que ganhemos a sensação de pertencermos e de sermos apoiados, o que por sua vez traz a felicidade que tanto almejamos. Procure fazer mais amigos no trabalho.

Delegue trabalho a outros

Muitas vezes as pessoas têm que fazer certas tarefas que não gostam nada de fazer, e sabem que provavelmente existem colegas com mais perfil para as executar. Fale com eles, fale com a entidade patronal, de modo a poder encaminhar o trabalho que não gosta de fazer para as pessoas certas. Elas provavelmente vão agradecer, e você vai sentir que lhe sai um peso de cima.

Ser feliz num emprego que não gosta – como ultrapassar – aguentar ou mudar?

Mudar, sempre que possível. A vida é demasiado curta para passarmos muito tempo num emprego que não gostamos. Na pior das hipóteses, manter esse emprego vai permitir pagar as suas contas. Enquanto isso, procure alternativas. Se almeja um trabalho para o qual pensa não ter qualificações, uma ótima ideia será aprofundar a sua educação –  procure frequentar formações profissionais, faça um curso, tire um mestrado! 

Veja também