ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Bárbara do Carmo
Bárbara do Carmo
13 Set, 2021 - 11:52

Pico: a subida que deve fazer pelo menos uma vez na vida

Bárbara do Carmo

A ilha do Pico é o diamante dos Açores. É a segunda maior ilha e chegar até ao topo é tocar no céu e perder o olhar no mar. Uma subida obrigatória.

Vista da ilha do Pico

São 2351 metros de altura e uma paisagem estéril a preparar a chegada ao topo da montanha mais alta de Portugal. Subir o Pico tem tudo para ser uma experiência memorável. Aliás, o arquipélago dos Açores está no topo das preferências dos portugueses em termos de viagens, sendo um destino cada vez mais popular.

Pode não conseguir visitar todas as ilhas (são nove), mas há uma série de atrações que não deve perder. E se vai estar na ilha do Pico, uma subida à montanha é algo que deve mesmo considerar, porque é mesmo uma experiência fascinante. Mesmo para quem é preguiçoso.

Contudo, saiba que ao subir a uma montanha como a do Pico deve observar de forma precisa todas as indicações de segurança que lhe são fornecidas. E esperar que a instável, mas fascinante, meteorologia açoriana não faça das suas e lhe estrague os planos…

Pico: os horários para a subida

A primeira coisa que tem que saber é que há dois turnos: a subida noturna, para assistir ao pôr do sol no topo, por lá pernoitar e despertar com o nascer do sol de tirar o fôlego, ou a subida diurna para assistir apenas ao amanhecer.

É considerada pernoita as subidas que têm início entre as 16h00 e as 24h00 entre 1 de junho e 31 de outubro e entre as 14h00 e as 24h00 entre 1 de novembro e 31 de maio. Pernoitar na montanha tem uma lotação máxima de 32 pessoas, e a reserva deve ser feita antecipadamente no link https://montanhapico.azores.gov.pt/Default.aspx.

Com vista a preservar a biodiversidade deste local idílico, apenas são autorizadas 320 visitantes por dia, sendo que o Piquinho tem uma capacidade máxima de 30 visitantes em simultâneo e um período máximo de permanência de 20 minutos.

Subida sozinho ou em grupo

Para subir à ilha do Pico pode optar por ir através de agências e em grupo, ou por sua conta e risco. A subida é fisicamente exigente, mas os trilhos estão muito bem sinalizados e vai encontrar muitos turistas no caminho, portanto não há qualquer perigo caso opte por ir sozinho. Independentemente da modalidade que escolher, saiba que vai começar pela Casa da Montanha.

A Casa da Montanha (a 1200 metros de altitude) tem por objetivo registar todas as pessoas que partem nesta caminhada, apoiando os caminheiros de várias formas, nomeadamente com o fornecimento de material GPS. Para além disso, terá acesso a uma série de informações relevantes sobre a história, clima, geologia e biologia da ilha.

Ilha do Pico nos Açores

Marcos e sinalização

Subir ao topo da montanha do Pico (Piquinho) leva entre 3 a 4 horas, e existem marcos (cerca de 47) desde o início do percurso até ao topo, a cratera. Quando encontrar o último marco, saberá que está no trilho para chegar ao Piquinho. É importante que coordene o seu esforço para garantir que a subida decorre sem problemas. Para além disto é importante que tenha em mente alguns truques para evitar perder-se

  • Em caso de nevoeiro poderá deixar de ver os marcos rapidamente. Neste contexto, se depois de passar um marco, não encontrar outro nos 30 minutos seguintes, deve regressar ao marco anterior para não se afastar demasiado do trilho;
  • Também as características do terreno podem indicar que se está a afastar do trilho. Embora haja vegetação rasteira na montanha, esta nunca se encontra no percurso, pelo que sempre que estiver a pisar vegetação, é porque já não se encontra no trilho. Deve tentar fazer o percurso inverso até encontrar o trilho novamente.

Equipamentos e outras dicas

Esta será com toda a certeza uma aventura magnífica, no entanto vá preparado, já que o clima na montanha do Pico muda muito rapidamente. Por isso um impermeável e uma camisola extra são peças fundamentais da sua mochila. Para além de um protetor solar, óculos de sol, bastões de caminhada, gorro ou chapéu.

Se a sua modalidade incluir  pernoita lembre-se da tenda e do saco cama. Barrinhas energéticas e água são essenciais para assegurar que tem forças para esta empreitada. Tudo isto acompanhado de roupa e calçado apropriado são essenciais para subir a Ilha do Pico em segurança.

Se está a pensar embarcar nesta aventura em altitude informe-se antecipadamente, e faça a sua reserva no site da casa da montanha. Também neste site pode encontrar contactos úteis para responder às suas dúvidas. Lembre-se com muita, pouca ou nenhuma preparação física esta aventura é exigente fisicamente, por isso prepara-se o melhor que conseguir e parta à descoberta do que é um dos mais bonitos tesouros de Portugal.

Veja também