Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Marvin Tortas
Marvin Tortas
01 Ago, 2018 - 17:25

Porque é que o Toyota Corolla é o carro mais vendido do mundo?

Marvin Tortas

O Toyota Corolla é o carro mais vendido no mundo, e em 2018 já foram vendidas mais de 615 000 unidades. Porque é que este carro é um fenómeno?

 

Porque é que o Toyota Corolla é o carro mais vendido do mundo?

Desde que foi apresentado ao mundo em 1966, o Toyota Corolla já vendeu mais de 40.000.000 de unidades, e não só continua a ter o título de carro mais vendido do mundo de forma consecutiva desde 2013, como é hoje em dia o modelo em produção com mais unidades vendidas de toda a história do automobilismo.

A Toyota tem uma grande reputação quanto à fiabilidade e durabilidade dos seus carros, e embora a presença da marca não seja tão forte em Portugal como noutros países, a verdade é que por cá, sobretudo nesta geração de carros híbridos que têm chegado ao mercado, a marca japonesa tem crescido a passos largos. O Toyota Corolla está atualmente na sua 11ª geração, tendo cumprido 50 anos do lançamento do primeiro modelo em 2016, quando foi lançada uma edição especial para celebrar esse feito histórico.

Não há propriamente um segredo para o sucesso deste carro, mas para os críticos, o conjunto de características que o Toyota Corolla tem tornam este num dos melhores automóveis em relação àquilo que pagamos por aquilo que levamos.

7 razões pelas quais o Toyota Corolla é o carro mais vendido do mundo

toyota corolla

1. Economia de combustível

Os combustíveis continuam caros por cá, e sobretudo no continente europeu, a escalada dos preços promete não parar. Reduzir o consumo de combustível não só ajuda a poupar a sua carteira, mas ajuda também a diminuir a pegada que deixamos no ambiente, por isso carros com boas prestações tendem a levar a melhor sobre carros que consumam mais, e neste aspeto o Toyota Corolla sobressai em relação à concorrência. Para um sedan destas dimensões, os consumos são realmente impressionantes: 3,4L/100km é o valor anunciado pela Toyota para o motor a diesel e 5,6L/100km para o motor a gasolina, o que num mundo real deve representar uns 4,5L/100km e 7L/100km para os modelos a gasóleo e gasolina, respetivamente.

2. Preço competitivo

Desde o inicio dos seus dias que o Toyota Corolla se estabeleceu no mercado como um carro para a classe trabalhadora, e apesar de toda a tecnologia presente nos carros de hoje, o ADN do Corolla manteve-se o mesmo. Os preços começam nos 21.890€ para a versão a gasolina e nos 25.945€ para a versão diesel.

3. Qualidade/Preço

Apesar de não serem propriamente caros, isto não significa que os Toyota Corolla sejam carros “baratos” ou desprovidos de tecnologia. Muito pelo contrário. Estes carros estão equipados com as últimas tecnologias de segurança e conforto disponíveis no mercado. Além do mais, a qualidade de materiais utilizada no interior dos Corolla é “à prova de bala”, e está ao nível das marcas premium europeias. São também vários relatos de motores que ultrapassaram o milhão de quilómetros, e se por cá os Toyota Corolla das autoridades continuam a servir a nação ao fim de mais de 10 anos, em países menos desenvolvidos de África ou América do Sul, o número de Corollas antigos ainda em circulação ultrapassa o milhão de unidades, e prometem continuar, o que simboliza a durabilidade e fiabilidade destes carros.

4. Valor de revenda

Poucas são as pessoas que mantém um carro desde o “nascimento” até este ir para a sucata, e eventualmente algum dia vai acabar por vender o carro que comprou. Em média, um automóvel novo perde metade da sua cotação de mercado ao fim de apenas 3 anos de vida, mas nem todos os carros são afetados da mesma forma, e os Toyota Corolla são carros que aguentam muito bem o seu valor de mercado, desvalorizando menos de 30% ao fim do mesmo período de tempo, o que significa que se pretende recuperar algum dinheiro quando vender o seu carro, o Toyota Corolla é um investimento seguro.

5. Segurança

Os Corolla são conhecidos como carro excepcionalmente seguros. O modelo de 2018 obteve uma avaliação de 5 estrelas pela Euro NCAP, e tendo obtido uma das pontuações mais altas atribuídas a um sedan no que toca a segurança dos passageiros.

6. Simplicidade

Numa era em que os sistemas de info-entretenimento mais parecem “salas de controlo de centrais nucleares” e podem ser bastante complicados de operar, sobretudo para as gerações mais antigas, a Toyota aposta na simplicidade dos seus interiores, aliando o melhor da tecnologia e do bom velho sistema analógico, mantendo vários botões de fácil uso e percepção na consola central para as tarefas mais básicas, deixando as mais complexas “escondidas” nos submenus do ecrã touch. A Toyota alia assim um design minimalista às últimas tecnologias de mercado: o melhor dos dois mundos.

7. História

Não existe melhor publicidade do que a “boca à boca”, e se pensarmos um pouco, de certeza conhecemos alguém que tem ou já teve um Toyota Corolla, e certamente este carro nunca o terá deixado ficar mal. É por isso que o Toyota continua a ser o carro mais bem sucedido da história do automobilismo, tendo registado um recorde de 1.430.024 unidades vendidas só no ano de 2015. É um carro simples, bonito, prático, espaçoso, acessível, económico e muito fiável. Se para si um carro não é nada mais do que um meio de locomoção de A para B, o que melhor poderá comprar?

Veja também: