Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Márcio Matos
Márcio Matos
07 Out, 2019 - 16:42

Japão: uma viagem inesquecível na direcção do Sol Nascente

Márcio Matos

O Japão é um país com uma história e um património ímpares. Uma tradição milenar que vale mesmo a pena ficar a conhecer, numa viagem imperdível.

Japão

O Japão é um país asiático de grande relevância internacional. Uma potência económica e política, cujas tomadas de posição em diversas áreas produzem um impacto com repercussões para grande parte do mundo.

Os caracteres que compõem o nome deste país têm como significado “Origem do Sol”, por isso mesmo o Japão é muitas vezes identificado como o “o país do Sol Nascente”. Entre os destinos turísticos mais populares desta terra estão cidades como Tóquio, Quioto, Osaca, Sapporo, Fukuoka, Nagoya, Hiroxima, Yokohama e Kobe.

Fique a conhecer algumas das muitas razões que justificam uma visita ao país nipónico. Saiba que são muitas as verdadeiras preciosidades que o Japão coloca à disposição de todos os que visitam o país.

Japão: vá até à Ásia e deslumbre-se

Tóquio capital do Japão
A capital do Japão, Tóquio, é uma metrópole muito vibrante

Factos curiosos

Muitos saberão que o Japão é um país com mais 128 milhões de habitantes, mas poucos saberão que é também um arquipélago com mais de 6 mil ilhas!

As maiores ilhas são Hokkaido, Honshu, Shikoku e Kyushu. Só estas quatro representam mais de 95% da área terrestre do Japão e esta informação é relevante para se perceber que a extensão das outras ilhas é bastante reduzida, em comparação com estas.

Grande parte das ilhas é bastante montanhosa e o país regista u grande numero de vulcões, como os Alpes japoneses ou o Monte Fuji.

Não obstante ser uma nação bastante tradicional, o Japão é um dos países mais industrializados do mundo, fazendo parte do G20 – grupo constituído pelas maiores economias mundiais –, sendo ainda um dos países que integra o G7 ( grupo dos países mais industrializados do mundo, dotados das economias mais avançadas do planeta).

O que ver

Sendo os japoneses um povo que tanto respeito têm pela sua história e pelas suas tradições, merece que se olhe com a mesma dedicação para o que tanto estimam. Por isso, existem muitos espaços históricos que devem ser vistos por todos os que visitam o Japão.

O Templo Tōdai-ji (Nara); Santuário de Fushimi Inari (Fushimi), o Templo Kiyomizu (Higashiyama), o Templo Sanjūsangen-dō (Higashiyama), o Hagurosan Five-Story Pagoda (Tsuruoka) ou Himeji Castle (Himeji), são algumas das atrações a não perder.

mas a história do país é tão vasta, que outros locais de peregrinação obrigatória inlcuem o Hase-dera Temple (Kamakura), o Koyasan Danjo Garan (Koya-cho), o Itsukushima Shrine (Hatsukaichi), oNaritasan Shinsho-ji Temple (Narita), o Bitchu Matsuyama Castle (Takahashi) ou o Byodoin Temple (Uji).

Japão Hiroshima
A cidade de Hiroshima foi uma das atingidas pela bomba atómica na II Guerra Mundial

Memórias da bomba atómica

O Japão foi uma das nações beligerantes da II Grande Guerra Mundial, combatendo principalmente no teatro de guerra do Pacífico, acabando por estender a sua acção aos Estados Unidos da América.

O ataque a Pearl Harbor, a 7 de dezembro de 1941, precipitou a entrada dos americanos no conflito, abandonando em definitivo uma cautelosa, e duvidosa, neutralidade.

O conflito entre os dois países terminou com o lançamento de duas bombas atómicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki, causando milhares de mortos e um pesadelo nuclear que, felizmente, nunca mais se voltou a repetir.

Para lembrar tempos e acções que mudaram a história, mas nunc amais se devem repetir, quem vai ao Japão deve passar pelo Memorial da Paz de Hiroshima (Hiroshima), pelo Hypocenter of Atomic Bombing (Nagasaki) e pelo Hiroshima Peace Memorial Park (Naka).

Japão: a religião e o imperador

Japão Monges
O Budismo é a religião predominante no Japão

O budismo é ainda a religião predominante no país, muito embora o Japão tenha vindo a assistir no século XXI a um declínio acentuado desta prática religiosa, com o fechamento de aproximadamente 1.000 templos por ano.

No entanto, ainda é possível encontrar muitos monges e, principalmente, um impressionante número de templos majestosos e que encantam todos os visitantes.

Outra das “jóias” do Japão, é a sua família real. A monarquia japonesa é a mais antiga do mundo, reconhecendo 126 monarcas legítimos desde a acessão do Imperador Jimmu (remonta a 660 a.c.). O atual imperador é Naruhito, nascido em 1960.

O Trono do Crisântemo, como é conhecido, é sempre ocupado por um membro do sexo masculino. Como o atual imperador só tem uma filha, há uns anos foi iniciado um debate sobre a possibilidade de as mulheres ascenderem ao trono. esse debate baixou de tom quando nasceu um sobrinho do imperador, dando força ao setores mais tradicionalistas da sociedade japonesa.

Em viagem pelo Japão, poderá ver em primeira mão o amor e o respeito que os japoneses têm pela sua família real, não obstante haver um governo democraticamente eleito que gere os destinos do país.

Rally Mongol, a mãe de todas as aventuras
Não perca Rally Mongol, a mãe de todas as aventuras

O que fazer

Existem inúmeros espaços destinados a promover uma diversão máxima. Os japoneses, embora muito trabalhadores e metódicos, adoram uma boa diversão. por isso, aventure-se em espaços como o Adventure World (Shirahama-cho), o Tokyo DisneySea (Maihama), a Tokyo Disneyland (Maihama) ou o Suginoi Palace Beppu.

Para todos aqueles que adoram vilas históricas ou o contacto com a Natureza e gostam de passear por espaços verdes deslumbrantes, também não faltam opções que deixam qualquer um encantado, nomeadamente Katsura Imperial Villa (Nishikyo), The Historic Villages of Shirakawa-go Gassho Style Houses (Shirakawa-mura), Sankeien Gardens (Naka), Gongendo Sakura Tsutsumi (Satte) ou o Kyoto Gyoen National Garden (Quioto).

Festas & Eventos

Entre os eventos mais esperados do ano no Japão, estão seguramente o Nagaoka Festival Grand Fireworks, o Hirosaki Cherry Blossom Festival, o Gion Matsuri, o Higashiyama, o Kitakyushu City Kawachi Fuji Garden Wisterias Blossom, o Sapporo Snow Festival, o Kobe Luminarie – Chuo e o Aomori Nebuta Festival.

Onde comer

O Japão é a pátria do sushi, uma daqueles pratos que primeiro se estranha e depois se entranha. Um pouco por todo o lado é possível encontrar diversas variações deste prato. Fique com as nossas sugestões de restaurantes nas diferentes cidades japonesas.

  • Tóquio: Ise Sueyoshi; Tapas Molecular Bar; Han no Daidokoro Honten.
  • Osaca: Matsusakagyu Yakiniku M, Hozenji Yokocho; La Baie; Fujiya 1935.
  • Kobe: Kobe Steak Restaurant Royal Mouriya; Kobe Steak Restaurant Mouriya Lin; Kobe Beef Dining Mouriya.
  • Quioto: Kobe Beef Steak Moriya Gion; Restaurant Matsukiya, Kyoto Shijo Nakagyo; Premium Pound Gion Higashiyama.
  • Yokohama: Heichinro Yokohama Honten Naka; Manchinro Honten Naka; Azamino Ukai-tei.

Onde dormir

São vários os resorts e hotéis de luxo presentes neste país ímpar. Em qualquer lugar é possível encontrar acomodação, desde os espaços mais modestos, até aos mais luxuosos.

Não se esqueça que convém marcar com antecedência e lembre-se de um pormenor: não obstante ser uma país muito desenvolvido e com uma grande paixão por muitos aspectos da cultura ocidental, não é toda a gente que fala outra língua para além do japonês.

Veja também