Catarina Reis
Catarina Reis
31 Jan, 2024 - 13:31

Vantagens de evitar trabalhar horas (e dicas para consegui-lo)

Catarina Reis

O excesso de horas laborais compensa? Na verdade, não. Saiba como evitar trabalhar horas extra pode ser bom para todos.

Longe vai o tempo em que evitar trabalhar horas extra era considerado uma ação negativa, para o trabalhador e para as empresas. Hoje considera-se que trabalhar em demasia não traz mais eficiência, pelo contrário, danifica a qualidade do trabalho. 

As horas extraordinárias são aquelas que excedem o horário de trabalho normal. As horas extra caracterizam-se ainda por um outro fator: são pagas a uma valor superior ao das horas normais.

Este pagamento extra varia consoante as empresas e consoante também o número de horas extra que o trabalhador executa. 

Ainda assim sabemos que por vezes é inevitável – por vezes os prazos para finalizar os projetos são ultrapassados, pelas mais variadas razões, ou as características do próprio trabalho fazem com que seja mesmo necessário haver muitas vezes alguém a trabalhar além do horário normal.

Ideias para evitar trabalhar horas extra

  • em muitos casos pode ser sempre possível evitar trabalhar horas extra. Ou pelo menos trabalhar o menor número de horas extra possível;
  • evitar trabalhar horas extra não significa que estamos a falhar no nosso trabalho ou a danificar a relação com o empregador.

Para o conseguir, basta implementar algumas estratégias. Siga as nossas dicas para evitar trabalhar horas extra.

Vantagens de evitar trabalhar horas extra

Sabemos que o fator de compensação monetária por realizar horas extra pode ser um aliciante para os trabalhadores, mas é importante referir que de um modo geral evitar trabalhar horas extra traz mais vantagens do que desvantagens.

1

A saúde física agradece

Mesmo que possa ser mais sentido a médio e longo prazo, trabalhar demais traz inevitavelmente um efeito negativo para a saúde. 

Existem inúmeros estudos que indicam de forma inequívoca que uma cultura de trabalho sedentária a longo prazo tem uma relação direta com doenças cardíacas. Claro que isto se aplica sobretudo a trabalhos em que as pessoas passam a maior parte dos dias em pouca atividade física, ou sentadas.

2

A saúde mental não é prejudicada

Basta recuarmos a 2021, ano em que a Organização Mundial da Saúde publicou um relatório sobre este assunto, tendo concluído que evitar trabalhar horas extra afasta o stress, mantendo mais longínqua a possibilidade de as pessoas vir a sofrer esgotamentos, ataques de pânico, além dos problemas cardíacos que já referimos.

Sabemos que a nossa cultura de trabalho favorece o exercício contínuo e intensivo da mente. Ser rápido e eficiente, a todo o tempo, é muito valorizado. Mas a nossa mente precisa descansar e relaxar depois de trabalhar durante o tempo normal de trabalho, o que não acontece quando se faz horas extra. 

Mais horas de trabalho significa uma sobrecarga e mais pressão sobre uma mente que provavelmente já se encontra cansada. O resultado disso poderá ser stress, noites mal dormidas, depressão, entre outros.

3

A produtividade sai beneficada

Na maior parte dos casos, trabalhar mais não significa que o volume de trabalho também aumenta. Apenas estamos a esticar o trabalho que poderíamos distribuir pelo nosso horário de trabalho normal, de uma forma mais eficiente. A diferença, na verdade, é que a produtividade é menor quando trabalhamos demais.

Dicas para evitar trabalhar horas extra

1

Conheça a cultura da empresa

Na hora de decidir entre duas ou mais propostas de emprego, considere a cultura de trabalho privilegiada pelas entidades em questão. Uma empresa que valorize o trabalho extra poderá não ser a melhor escolha, pelas razões que enumeramos anteriormente. Tente saber junto dos seus potenciais empregadores se consideram que trabalhar horas extra é uma demonstração de dedicação por parte dos trabalhadores. 

Se a resposta for afirmativa, uma outra questão se torna fundamental: que medidas serão tomadas pela empresa para que possa ter um equilíbrio saudável entre a vida profissional e pessoal e para que as horas extra possam ser produtivas. 

Se não existir um plano efetivo para compensar o trabalho extra com medidas que proporcionem este equilíbrio, deverá estar consciente de que poderá sair prejudicado.

2

Planeie a semana de trabalho

Uma das razões que nos leva a trabalhar horas extra é a falta de planeamento antecipado do trabalho que temos pela frente. Organizar a semana pode ser feito numa hora na segunda-feira de manhã, por exemplo. 

Ao fazê-lo, iremos perceber que distribuindo o trabalho de uma forma eficaz por todo o nosso horário de trabalho, poderemos evitar ter que trabalhar fora do horário normal. Além disso, estamos desde logo a prevenir alguns problemas que possam acontecer ao longo do projeto.

Identifique a parte do dia em que é mais produtivo e invista mais esforço nesse horário

Isto pode ser uma grande ajuda. Ao conhecermos melhor quando e em que circunstâncias somos mais produtivos no dia a dia, podemos desde logo aplicar uma regra de ouro: depositarmos a maior intensidade de trabalho nesse(s) horário(s). 

Por exemplo, alguém que é mais produtivo e consegue estar mais focado no trabalho às terça-feiras de manhã, deverá aproveitar esse tempo ao máximo para tarefas que possam ser mais exigentes.

3

Direcionar a necessidade de realizar dinheiro extra para outra atividade

Por vezes é a compensação monetária que fala mais alto. Mas se é realmente esse o atrativo para desejar fazer horas extra, por que não equacionar fazê-lo com outra atividade? 

Provavelmente basta procurar um pequeno trabalho extra, que lhe dê prazer fazer, diferente do seu trabalho a tempo inteiro, que lhe permita auferir um rendimento extra sem colocar em risco o seu bem estar.

Veja também

Artigos Relacionados