ebook
GUIA DO REGRESSO ÀS AULAS
Prático e Descomplicado
Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
07 Jun, 2021 - 10:59

6 tratamentos estéticos que não podem ser feitos no verão

Mónica Carvalho

Sabia que existem tratamentos estéticos que não podem ser feitos no verão? Sim, falamos de tratamentos faciais e corporais que devem ser evitados.

tratamentos estéticos que não podem ser feitos no verão

Esta é a altura do ano em que todas as mulheres querem estar bonitas, bronzeadas, tonificadas e com uma pele saudável. Mas sabia que há alguns tratamentos estéticos que não podem ser feitos no verão, para bem da sua pele e da sua saúde?

Com o calor no seu expoente máximo e o sol com índices UV mais perigosos, é preciso ter alguma cautela com os tratamentos estéticos, uma vez que alguns, aliados à exposição solar, podem contribuir para o aparecimento de manchas escuras, melasma e até vermelhidões.

Nesse sentido, é importante que prefira fazer os tratamentos estéticos durante o inverno, quando o corpo se mantém mais coberto, e não há uma exposição solar constante.

Tratamentos estéticos que não podem ser feitos no verão: conheça-os

1

Laser de CO2

O laser de CO2 é uma das mais importantes ferramentas dos dermatologistas, pois oferece um sem fim de aplicações terapêuticas. É uma excelente opção de tratamento para a esmagadora maioria das lesões cutâneas, como verrugas, sinais, queratoses ou fibromas.

Com efeito, o tratamento com este laser atinge a camada mais profunda da pele, reestruturando as fibras de colagénio e melhorando o aspeto geral da pele. Só que, após o tratamento, é necessário ficar pelo menos um mês sem se expor ao sol.

fazer-laser-co2
2

Peeling

O peeling é um tipo de tratamento estético feito com a aplicação de ácidos sobre a pele para retirar as camadas danificadas, e assim promover o crescimento de uma nova camada lisa e uniforme.

Esta técnica pode ser utilizada na pele do rosto, mãos e pescoço para remover manchas, marcas de acne e cicatrizes, e pode ser classificada em três níveis distintos:

  • Peeling químico superficial: remove a camada mais externa da pele, sendo ideal para clarear manchas e retirar marcas de acne ou rugas superficiais;
  • Peeling químico médio: são utilizados ácidos que removem a camada externa e média da pele, o que é uma boa opção para tratar acne e rugas mais profundas;
  • Peeling químico profundo: remove as camadas de pele até ao nível interno, sendo recomendado para casos de pele danificada pelo sol e outras cicatrizes, como as de acne ou acidentes.

Uma vez que este procedimento provoca a descamação da pele, deixando-a mais sensível, não pode ser feito no verão, sob pena da pele ficar manchada.

3

Carboxiterapia

A carboxiterapia consiste na introdução de dióxido de carbono (CO2) debaixo da pele através de uma pequena agulha, de forma a difundir este gás (que existe de forma natural no nosso corpo) para os tecidos circundantes, de forma a destruir algumas células adiposas e fibroses.

A aplicação desse tratamento deixa a pele com pontos arroxeados que podem transformar-se em manchas com a ação do sol. Por isso, fique longe dele no verão.

Veja também 6 cremes com ácido hialurónico para uma pele de sonho
4

Fotodepilação

A fotodepilação é um tratamento de eliminação dos pelos realizado através de luz intensa pulsada, o que o torna indolor e não provoca agressões na pele.

Com efeito, este tratamento destrói as células germinativas do pelo, de modo a que ele só volte a nascer quando essas células se regenerarem: o que pode nunca mais acontecer ou demorar alguns meses ou anos.

Após uma sessão de fotodepilação, não é recomendado que se exponha ao sol, sobretudo se houver vermelhidão na zona onde foi feito o tratamento.

mulher a fazer fotodepilação
5

Fotorejuvenescimento

Este é um método muito utilizado hoje em dia, para estimular a produção de colagénio das células localizadas no rosto. Desta forma, o tratamento traduz-se num rejuvenescimento da tez, sendo indicado para quem deseja não sentir o peso da idade no rosto.

Mas se se está a perguntar exatamente o que é, calma. O fotorejuvenescimento consiste na aplicação de luz no rosto, constituída por características ideais para tratar sinais de envelhecimento como manchas, vasos, pele baça e rugas finas.

Neste caso, também não deve expor-se ao sol diretamente, pelo menos 10 dias após o tratamento.

6

Dermoabrasão

A dermoabrasão consiste numa abrasão mecânica da epiderme e da derme, resultando na atenuação e alisamento da pele da face.

Apesar de se ter tornado cada vez menos popular desde o aumento da utilização de laser, luz pulsada e peelings químicos, a dermoabrasão é um tratamento muito eficaz, conveniente e com ampla aplicação.

É também o tratamento mais exigente: durante um ano não poderá apanhar sol direto na face. Ou seja, esqueça fazê-lo no verão.

Como vê, há vários tratamentos estéticos que devem ser evitados na estação quente. Lembre-se que antes de fazer qualquer um, independentemente da estação do ano, deve consultar um dermatologista.

Veja também